terça-feira, 17 de maio de 2011

TODAS AS GLORIAS A KRISHNA O MAHA-VISHNU

Todas as glórias a Krishna
o Maha Vishnú...


Tu crês em Mim ó menino..?
Levantai o vosso véu de ignorância e relampejai a Minha glória constantemente...
Minhas dívidas com aqueles que Me servem são bonança dentro da Ordem dos Maniqueus, então, sirva-Me de dentro do vosso coração...
Alegrai-vos perante Minha delicadeza no sentido da cura da alma e não na troca de valores desconjugados da arte do bem viver...
O sentimento que tu tens por Mim deve ser límpido e cristalino para poderdes contemplar-Me. O vosso servo de todos os tempos ainda vive dentro do vosso coração filho, vamos nomeá-lo ...
A Mim deves oferecer os frutos de vossa sabedoria e manter-te construído no alicerce da comunhão sagrada...
Eu vivo em ti e tu viverás em Mim por toda a eternidade...
Eu Sou o teu Cristo redentor, ama-Me que sou Teu...
A palavra prescreve a consciência do Alto soberano e o tema em questão serve-se de complemento para o desdobramento que terás a partir de hoje, está bem assim para você..?
Veja-Me como o fruto saboroso da arvore da vida...
Eu sou TELEMA e não o ponho em desvantagem dentro da grande Ordem.
O manuscrito da saudade vai contido na alma do teu amor...
Vale o ouro da sapiência...
Paz amado filho. Eu o pertenço...
comunicação interna recebida em 23/01/2008 às 08:50 hs


AUM BHUR BHUVAH SVAH TAT SAVITUR VARENYAM BHARGO DEVASYA DHIMAHI DHIYO YO NAH PRACHODAYAT


Nós meditamos sobre o glorioso esplendor do divino vivificante, que ele próprio ilumine nossas mentes.
Nós, muitas vezes, perseguimos intensamente objetivos passageiros em busca da felicidade e sabemos que a real felicidade somente pode ser encontrada dentro de nós mesmos, por meio da elevação do nosso nível de consciência.
O intelecto pode conhecer todos os fatos com os quais estamos em contato todos os dias mas, a menos e até que ele esteja iluminado pela luz da consciência, não conseguirá perceber seus significados.


O mantra é o meio de ampliar a consciência a fim de restabelecer o sincronismo entre o microcosmo e macrocosmo. Como uma perdida gota d’água ao chegar no oceano adquire o potencial e o poder do oceano, o ser humano quando se encontra com o onipotente se funde a "Ele" tornando-se onipotente.


O Gayatri mantra é o mais glorificado mantra dos vedas (escrituras sagradas) e é direcionado ao onipotente que propiciou a vida no universo e a deusa Gayatri simboliza sua energia operativa.






Este texto é uma tradução baseada em Sadhak Sanjeevini, numa explanação do Gita realizada por Swami Ramsukhdasji, e que foi publicado pela Gita Press, Gorakhpur, Índia.


Capítulo 1


É por causa da ilusão mundana que uma pessoa coloca-se num dilema do que fazer ou não fazer. Uma vez estando confundido neste dilema ela perde o sentido da obrigação. Portanto, ela não deverá ser dominada pela ilusão ou apego ao prazer.


Capítulo 2


O corpo é perecível, enquanto que o conhecedor deste fato, isso é, o Ser (alma), é imperecível. Assim têm-se dois destinos adequados no agir:
(1) dar importância para este discernimento e/ou (2) realizar as obrigações de forma abnegada. Adotando-se um destes dois meios irá destruir os aborrecimentos na vida de alguém.


Capítulo 3


Apenas a imediata realização da obrigação própria, sem qualquer motivação interessada, para o bem estar dos outros, conduz a salvação.


Capítulo 4


Há dois métodos para ficar livre do cativeiro da ação:
1) realizar a ação de forma abnegada, tendo conhecido a verdade sobre as ações,.
2) realização do Ser.


Capítulo 5


Uma pessoa não será feliz ou infeliz nas circunstâncias favoráveis ou desfavoráveis, porque tal pessoa, (que fica feliz e triste), não pode erguer-se acima da existência mundana, e experimentar a bem-aventurança Suprema.


Capítulo 6


Uma pessoa deverá alcançar a equanimidade (mesmo a tendência para), por qualquer disciplina espiritual. Sem equanimidade ela não poderá ser totalmente completa (sem mudar de estado).


Capítulo 7


Tudo é apenas Deus. Aceitar este fato é a melhor disciplina espiritual.


Capítulo 8


Qualquer que seja o ser que alguém pensar na hora da morte ele adquirirá a sua forma no próximo nascimento. Portanto, deve-se pensar sempre em Deus, mesmo enquanto se realiza as atividades do mundo, somente assim o pensamento em Deus irá persistir até a hora da morte.


Capítulo 9


Todas as pessoas têm o direito de realizar Deus, não importando a casta, credo, comunidade, cor, estágio da vida, etc., os quais ele pertença.


Capítulo 10


Sem nenhuma exceção, singularidade, especialidade, beleza, glória, importância, intelecto, talento, poder, etc. deve ser percebido considerando-se tudo como sendo de Deus apenas.


Capítulo 11


Por considerar o mundo como sendo uma manifestação de Deus, todas as pessoas poderão ver a Sua forma cósmica.


Capítulo 12


Os devotos que dedicam a si mesmos, de corpo e alma, mente e intelecto, para Deus, eles são muito queridos por Ele.


Capítulo 13


No mundo, apenas a essência de Deus é merecedora de conhecimento. Tendo sabido isso, a imortalidade é alcançada.


Capítulo 14


Tendo em vista libertar do cativeiro do mundo é necessário transcender os três modos da natureza material ou Guna:
Sattva, bondade; Rajas, paixão; e Tamas, ignorância. Uma pessoa transcende estes três modos por intermédio da devoção exclusiva para Deus.


Capítulo 15


A existência do mundo é sustentada por Deus, e Deus é o Ser Supremo no mundo. Nós devemos aceitar a este fato a adorá-lO exclusivamente.


Capítulo 16


Deve-se apenas a má conduta das pessoas e as suas más ações que ele experimenta 8.400.000 espécies de vida e sofrimento. Portanto, para livrar-se do ciclo de nascimentos e mortes, é necessário abandonar a má conduta é más ações.


Capítulo 17


Uma pessoa deve lembrar-se de Deus pegando o Seu nome antes de iniciar qualquer bom trabalho que ele faça, respeitando este fato.


Capítulo 18


A essência de todas as escrituras estão contidas nos Vedas; a essência dos Vedas está contida nos Upanishads; a essência dos Upanishads está contida no Gita, e a essência do Gita refugia-se por completo em Deus. Renda-se completamente a Ele. Aquele que se rende exclusivamente a Deus é liberado de todas as coisas impuras por Deus.


Copyright © 1997 - 2005 Instituto Vaishnava de Educação Superior.
Todos os Direitos reservados na forma da lei.




Om namo bhagavate vãsudevãya


"Ó meu Senhor, ó onipenetrante Personalidade de Deus, ofereço-Vos minhas respeitosas reverências".




Os oito slokas(versos)concluídos pelo Senhor são:


1
Glória ao Sri Krsna sankirtana, que limpa do coração toda a poeira acumulada durante anos e extingue o fogo da vida condicional, de repetidos nascimentos e mortes. Este movimento sankirtana é a bênção principal para toda a humanidade porque espalha os raios da lua da bênção. É a vida de todo conhecimento transcendental. Aumenta o oceano de bem-aventurança transcendental e nos capacita a saborear completamente o néctar pelo qual sempre ansiamos.


2
Ó meu Senhor, somente Teu santo nome pode dar toda bênção aos seres vivos, e por isso tens centenas e milhões de nomes, tais como Krsna e Govinda. Nestes nomes transcendentais, aplicaste todas as Tuas energias transcendentais. Não há sequer regras rígidas para se cantar estes nomes. Ó meu Senhor, por Tua bon¬dade, permites que nos aproximemos facilmente de Ti, cantando Teus santos nomes, mas, desventurado como sou, não sinto atração por eles.


3
Deve-se cantar o santo nome do Senhor em um estado de espírito humilde, julgando-se inferior à palha na rua; deve-se ser mais tolerante que uma árvore, desprovido de todo sentido de falso prestígio, e deve-se estar pronto a oferecer todo respeito aos outros. Em tal estado de espírito pode-se cantar o santo nome do senhor constantemente.


4
Ó Senhor todo-poderoso, não tenho desejo de acumular riqueza, nem desejo belas mulheres, nem quero ter seguidores. Só quero prestar-Te serviço devocional desinteressado, nascimento após nascimento.


5
Ó filho de Mahãrãja nanda (krsna), sou Teu servo eterno, porém, de alguma forma caí no oceano de nascimentos e mor¬tes. Resgata-me, por favor, deste oceano de morte e situa-me como um dos átomos a Teus pés de lótus.


6
Ó meu Senhor, quando meus olhos se decorarão com lágrimas de amor, fluindo constantemente por eu cantar Teu santo nome? Quando minha voz se abafará, e quando os pelos de meu corpo se arrepiarão com a recitação de Teu nome?


7
Ó Govinda! Sentindo saudade de Ti, para mim parece que um instante dura doze anos ou mais. De meus olhos, fluem lágrimas como se fossem torrentes de chuva, e sinto que o mundo está vazio na Tua ausência.


8
Não conheço ninguém além de Krsna como meu Senhor, e Ele sempre o será, mesmo que me trate asperamente ao me abraçar ou se parta meu coração por não estar presente diante de mim. Ele é completamente livre para fazer qualquer coisa, pois sempre será o meu Senhor adorável, incondicionalmente


Todas as glórias ao Todo Universal num só conjunto Krishna o grande Vishnú.


O Mestre sonha..?


Sim, Krishna está sempre sonhando com os mundos de Suas eternas criações em infinitos universos, que tocam Suas canções em versos originais e quando desperta de um de Seus inumeráveis sonhos, sentindo saudades de uma de Suas infinitas criações, toma a divina providência que é concorrida por uma infinidade de corações.
Uma lágrima de Sua face cai e se dirige amorosamente para a Terra, o planeta que marca a Sua trajetória na divina cor azul. Uma lágrima de Krishna, representa um acorde de eterna saudade e essa lágrima viaja... soprada pelo vento da saudade, todavia, assenta-se num coração que melhor lhe provier em Seu mágico semblante Misericordioso. Toma a forma e se Auto-recria, sempre em Seus melhores acordes de Manifestação em função do amor por amor de Si mesmo, então se revela na divina canção de Sri Chaitanya Mahaprabhú.


O Mestre sonha e expande-Se em uma de suas criações, fagulha-Se em nossos corações que viajam no tempo dessa existência efêmera, pregando os Seus santos nomes, aguardando-O afetuosamente e prazerosos com a Sua nova revelação que se traduz em: Unificação total.


“Um serão todos por Mim na minha eterna canção”.


Cada Alma que desperta, em Sua glória máxima, é um verso original para a formalização de Universos de almas numa só canção, essa é a qualidade maior do aspecto Transcendental da forma de Krishna.
Hare Krishna, Hare Rama no resplendor do Universo Supremo, patenteando Sua eterna canção através de suas almas benquistas. Esse é o veredicto da Verdade Suprema e Universal:


Resgata-me desse oceano de morte e situa-me como um dos átomos a Teus pés de lótus, oh! Govinda, oh! Ákhila.


Mahaprabhu Mahaprabhu
Hare Rama Hare Rama
Mahaprabhu Mahaprabhu
Hare Rama Hare Rama
Mahaprabhu Mahaprabhu
Chaitanya Mahaprabhú.


Um amigo de Krishna.


Oh! livre escolha, onde está a tua flor de lótus, que escreve o destino das almas reeleitas, no Paraíso mágico do Mestre ou nos desejos infundados na dor?




MENSAGENS...


Comunicação com os mundos internos...


20/05/2003


Todos os costumes de todos os povos nesta Terra filho meu, estão condicionados a planos de interligação com os povos de origem estelar. Nós vos estamos assistindo de dentro de nossas confluências erradicadas com os números atômicos de vosso sistema alquímico. Todos temos nossas infra-estruturas bem adequadas e alicerçadas a todos os planos evolutivos de consciência hiperbórea, nossos costumes não refletem os padrões antagônicos do povo da superfície terrestre. Combinamos os nossos genes pareados com o núcleo central do planeta.
Nós vos assistimos para estabelecer o compromisso firmado com as altas esferas de consciência Crística, e estamos confabulando diretrizes para que o vosso corpo solar possa suplantar as origens de todos os povos que aqui estão, não desmerecendo os demais, estamos concluindo em número exato os seres que congeminarão os sistemas alquímicos Pleitônicos.




Todas as combinações das raças hiperbóreas serão implantadas na Ordem Maior, para que todos saibam de sua posição no momento exato das coordenadas de um futuro promissor. Nossas origens pertencem ao plano da verdade e da diretriz do grande Ser que permanece em nossos corações, como a raiz central de nossas manifestações, o Cristo Solar, em fagulhas distribuídas num só corpo planetário. A Terra como todos sabem, pertence ao centro da Via Láctea e permearemos os caminhos exatos para que ela permaneça em sua ascensão dentro da ordem configurada por vós.


Estabelecemos os costumes de nosso povo estelar para contrabalançar o núcleo do sistema desta esfera terrestre. Nosso Conselho Maior dirime todos os obstáculos que venham a ser uma corrente contrária ao nosso entrelaçamento, do contrário, sairemos do seu eixo central e abalaremos todos os sistemas de evolução combinados para resguardar o planeta de todas as fontes intrusas implantadas para o comando maior de Lúcifer. O tamanho do estrondo causado por ele será desastroso para toda a humanidade decaída. Sendo de primeira premissa, o nosso condecorado anfitrião, estabelecerá o novo código genético para os grupos que serão formados por vós na grande Cidade Branca.


O que tememos para vós, corresponde a todo tipo de perseguições dentro da ordem terrestre, conclua a vossa diretriz, acompanhando os movimentos da abóbada e determine todas as ligações possíveis, para que possamos reabrir os portais sagrados, "ama-Me que sou teu", diz a lenda do senhor dos anéis sagrados. Temos uma sorte imensa pela frente filho, nossos Conselheiros da Ordem Maior configuraram em vosso sistema alquímico, a vossa identidade secreta, para vos fortalecer no combate a escuridão. Todos vos elogiamos e queremos preveni-lo de tal situação. Queremos a paz maior em todos os sistemas de ordem, configurando todos os requisitos necessários à grande batalha que virá, tão breve seja o momento de vossa aparição.
Não haverá para vós desfavores dentro da lei qualificada como, "faças por ti que Eu te ajudarei". Nosso Conselho Maior vos assiste e vos abençoa.
Paz. Ákiron, do Sistema das Plêiades.


14/11/2003 – 04:45 hrs


Ó tu, conhecedor dos mistérios sagrados do Altíssimo, quem sois vós, o menino empreendedor ou apenas mais um na história da humanidade..?


P – E você quem é..?


Sou o pequenino Ser que te servirá quando precisares de mim...


P – Qual é o seu nome..?








Sou o Elfo da rosa...
O meu nome só pode ser revelado na presença do teu Ser interior. Não posso revelar a mesma essência que tu possuis...
A bem amada, a tua Senhora está próxima de ti, te preparas para um lindo encontro. Te amo meu senhor e querido ser das estrelas. Que a paz lhe de jus de alegria, está bem..?
Vou partindo, mas volto, eu retorno sempre...


07/04/2005


Experiência vivenciada) Amena (um ser das Plêiades), o que são esses relâmpagos ?


São os momentos da manifestação de Krishna para o teu, o vosso cálice santo. Esses relâmpagos que vos assiste, chama-se o olho central de Shiva, porque? Porque os raios sempre se diferenciam com as manifestações das Deidades. O que são as Deidades para vós, são um conglomerado de Seres que já se manifestaram nesta Terra, como também em outros mundos, para vos servir na longa trajetória que tens.


As Deidades são formas não condizentes com os planos da natureza humana e sim condizentes com o santo-Ser, que paira sobre todos os corações que manifestam o momento de ascensão para Krishna. Sonhe oh! menino, o vosso Mestre é o guardião do vosso templo sagrado desde já e sempre o foi.


Queremos a guarda total de vosso invólucro, permaneças assim, em busca do vosso próprio Eu celeste, comungues sabedoria para Krishna e não permeie outro caminhar que não o eterno semblante do Ser-crístico. A tua voz será dirigida para Krishna e Krishna estará dirigindo o vosso cardíaco com pulsações sagradas condizentes com o universo dos deuses.


A Deidade


Para muitas pessoas, a adoração da Deidade é um dos elementos mais difíceis de compreender (ou aceitar) das práticas de bhakti-yoga. Causa profunda estranheza para certas pessoas a noção de Deus como uma estátua ou quadro, aparentemente tão limitado, imóvel...tão material!


Tem um verso muito importante no Srimad Bhagavatam, que diz: “Transcendentalistas eruditos que conhecem a Verdade Absoluta, chamam essa substância não dual de Brahman, Paramatama e Bhagavan” (SB 1.2.11).


Brahman é a luz, ou efulgência, de Deus que tudo penetra, que permeia toda realidade. Os impersonalistas tem como meta se fundir nessa luz divina, perdendo sua identidade e individualidade. Livrando-se da contaminação material, esse tipo de transcendentalista experimenta uma profunda paz e alívio.


Paramatma, que literalmente significa Superalma, é a forma localizada do Senhor que sustenta a realidade material.


Deus está no coração de todos nessa forma de Paramatma. Não só no coração de todo corpo material, mas também em todos os átomos da criação. Os grandes místicos entravam em meditação profunda na Superalma, adquirindo assim todo tipo de poder místico e controle sob seus corpos e a energia material de Deus, em sua comunhão com o divino.


Bhagavan, porém, é a forma pessoal de Deus, do Senhor Transcendental. Deus tem ilimitadas formas espirituais (não materiais) para se relacionar pessoalmente de ilimitadas maneiras com Seus ilimitados devotos. Essa é a plataforma suprema de amor, onde existe um campo ilimitado para o ser vivo expressar seus sentimentos amorosos em relação ao Senhor.


De todos os prazeres, nenhum se compara ao prazer do relacionamento amoroso, seja como amigo, parente (filho, pai, mãe, etc.) ou amante. E a qualidade do relacionamento é diretamente ligada às qualificações de quem está amando e de quem está sendo amado. Assim, pode-se entender que não há situação mais elevada, mais prazerosa e feliz, do que eternamente ser supremamente qualificado e amar alguém supremamente qualificado. Essa é a posição da plataforma transcendental da Verdade Absoluta em Bhagavan. Como somos, por constituição, partes e parcelas do Senhor com Suas mesmas qualidades, já somos, sempre fomos e sempre seremos, supremamente qualificados.


Basta nos livrar de nossas errôneas e ilusórias concepções sob nosso eu, ou seja, limpar o coração de tudo aquilo que nós não somos. E a Suprema Personalidade de Deus, que tem ilimitados nomes devidos a Suas ilimitadas formas transcendentais, é por definição o reservatório infinito de todas as boas qualidades. Portanto, nosso estado original é de estar assim situado numa rica, variada e eterna relação pessoal de amor puro com o Senhor.


Vale a pena notar que a plataforma Paramatma, inclui e supera as realizações e benefícios da plataforma Brahman e que a plataforma Bhagavan, inclui e supera as realizações e benefícios das plataformas Brahman e Paramatma. Tudo se cumpre e atinge automaticamente ao entrar no estágio de perfeita comunhão amorosa pessoal com Deus.


Uma dessas formas ilimitadas que o Senhor aceita é a Deidade, tecnicamente chamada de arca-vigraha. Em nosso estado condicionado perdemos nossa capacidade natural de ver, tocar, cheirar, sentir, etc. aquilo que é transcendental. Conseguimos apenas ter essas experiências com a energia inferior de Deus, Sua energia material. Por isso, sendo todo misericordioso, Deus aceita uma forma composta de Sua energia material (na forma de pedra, metal, tinta, etc.) para que mesmo em tal condição podemos nos relacionar com Ele diretamente em Sua forma Bhagavan.


A Deidade assim deixa de ser matéria, deixa de ser uma estátua ou pintura, e passa a ser uma forma transcendental do Senhor, apesar de manter as características de uma criação material. Sem Sua forma arca-vigraha, e sem já estar na plataforma transcendental liberada, limitamos muito nossa oportunidade de nos relacionar com Deus na plataforma Bhagavan, Seu supremo aspecto. A adoração da Deidade, portanto, é a oportunidade de se situar na plataforma transcendental de serviço amoroso ao Senhor, de realizar importantes aspectos inerentes ao relacionamento amoroso entre duas pessoas, como alimentar, tocar, presentear, cuidar, etc.


Praticar vida espiritual significa justamente isso – praticar vida espiritual! Significa fazer aqui e agora aquilo se faz no estado espiritual puro almejado. Aquele que ignora sua individualidade e a existência individual de Deus e almeja a plataforma Brahman, onde nada se faz, nada se pensa, nada se deseja e apenas “é”, pratica então nada fazer, nada pensar, nada desejar e apenas “ser”, e assim avança espiritualmente. Aquele que compreende sua individualidade eterna e a existência de Deus em tudo e todos, querendo assim entrar em total comunhão com o aspecto divino da realidade a sua volta, faz exatamente isso ao fixar sua consciência na Superalma, e assim avança espiritualmente.


E aquele que compreendeu sua individualidade eterna e o aspecto pessoal de Deus, querendo assim apenas viver um relacionamento amoroso infinito e eterno com o Senhor Transcendental, faz exatamente isso ao relacionar-se com Ele pessoalmente, chamando-O, alimentando-presenteando-O, tocando-O, cuidando dEle, etc., e assim avança espiritualmente.


Portanto a adoração da Deidade é uma prática natural e importante no processo de nos re-estabelecermos em nosso eterno e amoroso relacionamento pessoal com Deus, bhakti-yoga, e, exatamente por isso, causará estranheza para aqueles que são materialistas e/ou estão buscando outras metas transcendentais.


Esse texto acima foi extraído de um dos diversos sites da ISCKON como fonte de pesquisa, para me facilitar na compreensão das mensagens. Sim, realmente é muito difícil aceitar essas práticas, porém só o coração tem a resposta para a inquietante mente analítica. Se o seu autor fizer questão do seu nome apresentado, por favor comunique-se enviando um e-mail. Hare krishna no seu coração.


14/04/2005 - 05:50 hrs


O livro da vida revela filho, sem contestações, que o amor auto-dirigido para Deus é formado por um estado de alma muito bem qualificada para dar o testemunho santo em realezas supranaturais. Levar o conhecimento Védico a sua finíssima declaração atual é realizar os desejos de todos os grandes mestres servidores do amor, como almas integradas ao sistema ecumênico de formação para Krishna, tão somente.


Houve tempos que muitos se alegravam com os aparecimentos de Chaitanya em sua forma original, mas hoje, devido ao enfraquecimento da fé, muitos não mais se compraziam com a palavra criadora e aqueles que se mantém apregoados ao sistema convencional do sub-elementos da matéria, serão desprovidos das radiações do quinto elemento, o prana vital.
Levai ao crescimento todas as revelações que por ventura foi deixada em manuscrito e reconstituído por mãos de infames.
Selar o verso da canção, apenas como almas, é o que se revela com sabedoria, mas os injustos não procriaram-se dentro da boa fé e hoje o testemunho da grandeza do mestre se faz presente como Akman, o sustentáculo da verdade no reconhecimento do amor, como selo da divindade maior, Krishna-prema.
Que a paz, a santa paz filho, o acolha no quinto verso. Ser feliz é o começo de vossa trajetória nos braços do amor. Elevai o vosso pensamento ao alto e sonhe com as vossas diretrizes para o vosso divino amo, Krishnamurti, alegrai-vos na boa fé e sente-se no parapeito da saudade.


19/06/2005 - 04:00 hrs


Espero que o vosso aprendizado com os velhos costumes vos seja de muito valor para que, progridas na divina causa celestial. Amena vos parabeniza pelos fechamentos dos cálculos zodiacais. Às vezes a verdade dói na alma de muitos e muitos, filho meu, haverão de sentir dor pela verdade que se apresentará sobre vós e para vós, quando a verdade surgir de imediato sobre os escombros das inverdades. O menino Akman já percebe as desenvolturas dos fatos seguidos pelas constelações zodiacais?


Há inúmeras provações para vós nos conclames do absoluto sistema de crias, a natureza pecaminosa revela que aquele que surgir diante de todos os infames, deverá reprovar os atos de peregrinação dentro da ordem, equânime da verdade Suprema.


P - Por favor, me explique esse final da mensagem, Amena?


Diante de todos aqueles que pregam verdades camufladas, nós os mensageiros de espaços infindos, sempre sofremos traições e perseguições na ordem da natureza pecaminosa. A humanidade em si não progride dentro da divina causa e contém em seus semblantes o poder pela glória pessoal, não fortalecendo o conjunto de ideais fraternos com base central no espírito da Verdade Suprema. Aquele que prega verdade contestando os outros pragmáticos da verdade, sofre contestações sobre si mesmo, então, conclui-se que o menino sonhador de seu Mestre interior deverá surgir combinando-se com todas as verdades pregadas sobre este mundo sofredor e pecaminoso.


Hoje filho meu, tu está só e com a tua solidão interiorizando o Mestre maior de todos os sistemas de crias, universalmente falando, agora permaneças em paz para o grande dia do Senhor de todos os tempos. Akman, o senhor dos anéis virá a ti e sobre ti se lançará, penetrando-o pelo chacra frontal numa luz que se revelará numa cor azul escarlate. O tempo para isso se aproxima a largos passos. O vosso tempo de vida do vosso ser personal chegará ao seu fim e está bem próximo filho, o teu nome se apaga do sistema dessa ordem efêmera. A viva voz vos informo essa questão para que tu cumpras, pormenorizadamente, os mandamentos do Senhor Sri Krishna Mahaprabhú.


P - Quais são os mandamentos que estão nos livros Bhagavatam ou no Gita?


Nós, filho meu, nos projetamos sobre vós para compendiarmos diretrizes santas e hoje os mandamentos do Senhor Sri Krishna Mahaprabhú, é que cuides de vosso coração seguindo as escrituras deixadas por Chaitanya, livre-se dos vossos perseguidores levando uma vida santa. Os mandamentos para essa vida que terás, encontrarás com sabedoria nas escrituras sagradas.
O vento move o moinho mais uma vez, que belo vento sopra sobre ele.O tempo comunga a vida, desfolhando-se na alegria de existir na causa como, o tempo benfeitor de Krishna Hare.
Filho, hoje é o teu grande momento para uma escalada direta e sem dúvidas, sem contestações e sem maledicências sobre vós. O puro vive no inquieto e o inquieto vive no perfeito.


Oh! Arjuna, quando estiveres no lugar de vosso amo Maior, predestinarás o destino da humanidade.


Percebes o que quer dizer este verso, filho meu, a tua hora predestina o futuro das raças e tu na aliança com o vosso Supremo tutor te revelarás dentro de um único e sobrenatural sistema que jamais se corrompe, a viva voz vos informo este predileto verso do amor celestial. Uma viagem ao coração do Supremo pela alma que foi consagrada ao Alto, não desmerecendo as demais, porém o sopro de Deus é o respiro santo dos deuses de Rá maior. Avivar os olhos dos infiéis é levá-los a glória do Pai. Paz Amena vos deseja uma grande união no amém.


Obs: Um devoto havia me dito que Chaitanya não deixou escrituras e que segundo menciona-se , deixou apenas o cantar do maha-mantra, então oportunamente pedi a Amena se poderia me esclarecer, pois achava eu, que o ensinamento era passado de mestre a mestre...


Tuas diretrizes são e estão exatas, em termos. Há milhões de anos atrás, Chaitanya pregou para os meninos sagrados de Krishna, revelando ensinamentos próprios da natureza humana e personificou um mestre que se chamava, mahaprabhú Pralaya. Esse mestre, onde todos o conheciam, nessa viagem do tempo construiu um alicerce que congeminou em novas revelações, isso quero dizer, bem claro, não foi um conhecimento apenas transcendental, porém um conhecimento de alma para alma. Há jogos de informações na escalada do tempo e hoje nós revelamos uma escritura deixada por Chaitanya nas mãos de sábios e não de desordeiros.


Veja filho, concluímos em tempo certo, originalmente falando, que a base que sustenta esse universo do Senhor Braman, é uma contagem de tempo dentro de regras sagradas. O tempo que foi reconstituído por vós, mostra que a relíquea da sabedoria foi entregue apenas aos vedas, logo, não mais foi transcrito por novas revelações e sim conservadas através de longos espaços de tempo. Certo, está mais ou menos claro para vós, que dentro dos costumes santos não se revela sabedoria fragmentada?


Sente na base da questão e olhe a sua volta, o que vês, tristezas, sofrimentos, maldades e tudo isso sempre existiu através dos tempos. Hoje nós vamos reformar a matéria sólida cristificando-a no alicerce Maior, Krishna Hare, esse complemento da riqueza que a vida necessita. Paz, Amena vos responde em questão de pregações e revelações.


Obs: Mas continuei instigando à legitimidade ou não desta revelação, precisava solidificar a minha crença e re-li por varias vezes essa mensagem que se tratava de Chaitanya o que me causou um apego muito forte a tudo que se refere a Ele nas minhas mensagens recebidas, então, Ákiron é quem veio dar o veredicto final e me transmitiu:


19/06/2005 - 19:40 hrs


Filho, vamos responder essa questão para vós e haverá um melhor aprofundamento. Chaitanya, o mestre benfeitor da causa santa, naquela época incorporou e re-incorporou por varias vidas através desses longos e longos anos, personificar alguém é implantar a sua própria Luz num invólucro condizente às suas próprias vibrações, agora como querem pregar a verdade sem conhecer a causa, não é mesmo? Tudo está sujeito ao tempo certo e porque não a igualdade no desterro da mentira.


A liberdade de crença começa a reportar a saudade de um tempo que se foi e que é no presente momento, porque Aquele que sonha tem lembranças de seu sonho e o faz acontecer, essa memória celestial de Krishna é imprescindível, a qualquer tempo ou lugar. Ave, quanta sabedoria para um menino tão pequeno, mas, que sonha com o seu Mestre maior dentro do seu coração.
Paz, Akman, estamos nos dirigindo muito bem. Ákiron


24/06/2005 - 05:30 hrs


Oh! Krishna, oh! Senhor do Universo Supremo, corresponda-me na Tua luz maior e resplandeça-me na Tua glória!


Oh! menino pandava, estás só e te comunicas com o grande Mestre de todos os tempos?


Sim, meu Mestre sempre me ouvirá, a aliança com meu Mestre espiritual, nada há que contestar. Eu vivo na dor atualmente e sinto pena de mim mesmo, porque sou um pecador na alargada consciência do pecado.


Ouve a minha voz, oh! menino, e desfrute de Mim apenas o concebível para a tua manifestação. O teu tesouro chama-se Akman, o teu escudo chama-se Ákiron, o teu elemento maior chama-se Sarah e aquela que tu estimas chama-se Kala, a menina que te fará subir até Mim. O amor é sagrado e um nome é revelado, Ákhila o sustentará e o amor será sagrado como o alimento sólido do Senhor Krishna.


A viagem no amém começa agora para ti, oh! menino pandava... A tua criatura celeste vos ama numa cor azul estelar e a viagem para o amém ser-vos-á o azul matinal.


Tu, oh! sapiente, restrinjas a minha dor, libera-me na cura e salva-me dos pecados!


A livre sapiência dependerá de ti, oh! menino... A tua Mãe chora saudades por ti e quando tu te apartares da tua dor, o universo o repuxará para dentro de Mim. Esse verso é originalmente fornecido, para te compor no universo do amor por Mim. A aliança com Ákhila, será prostrada para um confinamento estelar, de estrelas harmoniosamente falando, um cinturão sagrado.
Oh! menino, tu estás em Mim ainda na luz do pecado que cometestes e agora Eu vos salvo, devido a vossa autonomia por cura e entrega total.


A viagem no amém para as esferas cor-de-rosa chama-se: O peregrino realizará a chama do eterno vir a Ser e o menino saltará do seu semblante e voará para o cume da sapiência do divino Mestre. Oh! cria incontestável do Senhor Mahaprabhú, onde estás ?


O que me acolhe chama-se Akman, para mim, o que me suporta chama-se dor na aliança para Ti, o que vês diante de mim que não vejo ainda? O que tenho a oferecer é o meu coração sofrido na linha da amargura, do tempo sideral, e não vejo outro sentido nesta existência, que não seja subir aos céus dos Sóis infinitos. Oh! Pai de todos os sistemas de cores santas, aviva-me na verdadeira alma estelar, cura-me dos meus pecados e alimenta-me no Teu alimento santo, mostra-me que ser fiel é coibir o velho mundo das formas e nele neutralizar o número de ações para a sua manifestação, assim me correspondo convosco, oh! Krishna, Aquele, que me escuta e me absorve nos sentidos da nova alma. A cria vos verá oh! Mestre, se assim o permitires a aliança se fortalecerá.


O certo é o errado no convexo da forma original, paz Akman, o Senhor vos abençoa e o livrará da dor, a viagem é bem esta para ti e os próximos de ti. O amem no amem, a sorte na morte, a vida no amor celestial, a cura na calcada da dor. Esse divino momento vos acolhe filho pandava.
Paz de Akiron e de todos os universos em expansão para Krishna.


12:50 hrs


Às vezes a solidão amargura um coração e as vezes a solidão sublima os sentimentos. Aqueles que choram pela causa santa, sofrem por anuir o momento solene, agora aqueles que juram contribuições a seu Deus interior, sofre por contradições e se revelam no escuro da ignorância. Paz. Amen-Ho-Tep.


25/06/2005 - 05:40 hrs


Sri Krishna Mahaprabhú, o Inconcebível para as raças do pecado chama-te na divina flor de lótus.


Oh! filho pandava, vens até Mim que te mostro a tua cura das correntes do pecado!


Oh! Mestre, Tu me ouves nas minhas lamentações?


Sim pequeno príncipe das venturas celestes. A tua cor sagrada do azul para o lilás, resplandece na Minha glória, tu estás em Mim porque Eu estou em ti ?


Oh! meu Mestre, Tu me chamas pela dor e eu Te envio um coração sofredor nas correntes do pecado... Sara-me da dor e me envie o Vosso amor fora das correntes do pecado.


A tua voz dirigida a Mim é ouvida, portanto calai a vossa dor diante de Mim e prostra-se na minha fé que o sustentará na cabeça do universo maior, que o sustenta nas Minhas imediações.


Oh! Krishna, Senhor meu, puxa-me para Tua eternidade e confronta-me com os meus ideais fraternos, para que eu os cumpra pela Lei e através da Lei, no meu coração sagrado por vós.


Oh! menino, abençôo-te na luz do perdão, pelos pecados cometidos contra Mim. A tua ira pela lei vos contestou, para que tu pudesses abrir o vosso invólucro celeste, tu te lembras de Mim agora, oh! filho que constrói-Me no teu dia a dia ?
A viva voz te informo filho meu, que Ákiron o vosso irmão gêmeo, chama-o pelo coração da alma primordial e tu onde estás para esse momento tão sublime ?


Oh! Mãe dos imortais, salva-o de dentro das imediações da natureza pecaminosa e livra-o dos infiéis que contestam a Lei maior, que paira nesta Terra e que alimenta constantemente os perdidos. Oh! virgem Mãe, aborreça os inumeráveis sentimentos contraditórios na Lei de Krishna Hare. Oh! Pai de infinita bondade, cria em mim a Tua soberania e alimenta a minha alma, como a cria do Senhor de todos os tempos.


Oh! menino , santo és... Procura-te para Mim que renovo-te no teu semblante para Akman e tu te alianças fora da luz do pecado, porque a luz do pecado ainda permanece em ti, como vícios pecaminosos e liberdade intrinsecada na envergadura da cor matinal. Tu vens a Mim puro e não contribuindo com o jogo dessa existência efêmera, a ver, o jogo que corresponde aos infames. A minha natureza é pura e puros são os ideais dos santos.


Oh! virgem Mãe, aquela que busco para a totalidade do Ser, adormece os sentidos para a cura e eu, oh! virgem Mãe, me conclamo à ordem do abstrato restringindo a minha dor e os meus atos pecaminosos. Deus me seja louvado em cada célula que habita esse corpo pecaminoso.


A viagem filho meu, necessita de amor pelo amor, de luz para luz, de glória para glória. Abra-te para o divino que se abre para ti, oh! Akman, o vosso irmão gêmeo se faz presente, aqui na tua frente e hoje comemorarás uma grande renuncia e haverás também de libertar-te da solidão dos costumes contraditórios à Lei maior.
Paz... Amena sobre ti no enquadramento de Sri Krishna.


25/06/2005 - 06:05 hrs


Hoje filho meu, tu estás só mais uma vez, para poderdes alçar o vôo da tua liberdade. Sri Krishna Mahaprabhú vos abençoa e vos aceita na luz que vem a ser para Ele uma de suas criações no universo das formas, que aliança tão formosa que virá pela frente. Oh! tu, menino pandava, tu te crias para Krishna desde já, pois que o Mestre se aproxima para ver e ler no coração de vossa alma celeste, o que está escrito na lei do perdão. O que é o perdão senão a luz maior interiorizada em seu âmago, andarilho? O vosso nome reagirá sobre os infames e eles só se lamentarão não concluindo o maior tesouro de todos os tempos manifesto em seus corações, tão sombrios.


Oh! luz que vem a ser a semente do amanhã para Akman, vem nomeá-lo para que ele levante-se depressa!


Às vezes filho meu, eu te procuro, ainda dentro da solidão, mas não te encontro só, lembre-se, comungue sempre solidão para Krishna, isso não é uma doença na luz do pecado e sim a aliança com a luz do merecimento. A viagem começa agora.
Paz... Luxtor da esfera do amém, por vós oh! menino.


26/06/2005 - 05:25 hrs


Krishna Mahaprabhú, o incontestável, se faz presente em vossa mente não é mesmo, filho pandava?
O que tu queres atingir no momento é uma cura insaciável pelo amor sagrado e tu, oh! pequeno príncipe estelar, estarás nas provações do teu dia a dia, como há um pequeno enquadramento sagrado sobre vós...
Tu oh! pequeno ser celeste, de momento, tu reaverás para ti o anjo sideral, em formação dentro do ângulo patrimonial terrestre.Uma viagem ao tempo perdido, para vós, será de inestimável valor, porque o anjo o quererá informar que o tempo de Akman se procria em todos os espaços do tempo solar. Amena, a vossa anfitriã, aguarda-o para o vosso momento sagrado, auspicioso por assim dizer, revivas a glória porque a glória o reviverá no amor por vosso Amo maior. Deus vos revele na alma o que te pertence na glória...
Paz Akman, o nosso menino benfeitor. Ákiron


30/06/2005 - 05:55 hrs


Hoje, um jogo de cura começa a se formar sobre vós e tu tens um acolhimento santo desta vez, porque sentirás uma força descomunal para o alicerce sagrado. O amém resplandece na glória e tu haverás de te acometer em versos originais para o vosso querido e amado Mestre. Tens um nome apresentado na forma de uma cor azul estelar, sejas breve com vossos familiares, temos uma comunhão pela frente e tu haverás de estar só, culminando sabedoria para o grande contexto da humanidade futura.
Paz em todos os quadrantes santos, para vós, oh! pequenino ser que desfolha-te nesse momento tão sublime. Haverá um choque muito grande em vosso cardíaco, prepara-te para receber uma descarga de luz em vosso ser, porquanto, tu te sentirás outro a cada dia de manifestação.O tesouro de Akman se abre agora para vós e desde já tu começas a renovar-te por completo. Sim, haverás de comemorar um grande encontro com o Senhor de todos os tempos...
Paz... Ákiron vos estimula na paz do grande Mestre.
Há um número de revelações para vós, dentro da lei de Rá-maior e prescreverás uma formosura de atos para o comando Maior do Mestre, assim falo e assim é.
Nosso menino santo está só e não se revela como um aprendiz?
Oh! Akman, estás no absorto do teu dia a dia, comemore a vossa ascensão e não permita concluir para ti separação, isto não está escrito no universo paralelo dos deuses, o que é o tempo para vós, um segredo ou um estímulo de espera?
Há aberrações para vós sobre o tempo, isso não se assemelha ao número de provações, inquieta-se, porém as desenvolturas mostrarão que o inquietante não terá motivos de recordações supérfluas.Temos sim, que engrandece-lo para o ventre da Mãe cósmica. Haverás de subtrair todos os elementos de segunda ordem que pairam sobre vós, oh! menino. O sentinela do portão boreal, será anunciado de vossa presença, então conclame força sideral para o remanejamento santo. O sentimento que vos acolhe, chama-se Akman e não crueldade sobre si mesmo.
Oh! menino onde estás, onde vives, onde tens o vosso ser, no quadrante da verdadeira alma celeste, suponho..? Tens um sonho a realizar e como queremos surgir no abstrato, somos os conhecedores da causa em sua maior manifestação. Paz filho... Sigas em paz e comemore a vossa vitória na iluminada da sorte do teu dia a dia...
Paz, que a certeza da fé, no teu dia a dia, vos consuma por inteiro...
Ákiron, o companheiro de sempre.


30/06/2005 - 17:20 hrs


O Elfo da Rosa.


Tu te lembras de mim oh! pequenino?


Sou o Elfo da rosa.


A viagem para o amém começa, inicia-se por mim. Tu te abras ao Altíssimo e eu te conduzo por estrelas. A viagem para o amém é gratificante para os sentidos da alma. A tua cura está em mim, porque Eu estou em ti na grandeza do divino esplendor.


Oh! Krishna, oh! menino salvador de almas reeleitas, traduza para mim o pequenino Elfo!


Oh! grande e incomensurável prazer celestial, o teu pequenino Elfo, é o meu valor confeccionante da rosa ou melhor vos dizendo, a rosa de todas as formosuras que paira sobre ti, amado filho !


A tua linguagem permanece a mesma, porém, há um toque especial para que tu possas renomear-se, dando jus ao esplendor do divino Mestre. Pensas que estou na rosa, mas a rosa contém o pólen e o pólen contém o Elfo, a fagulha do Senhor Krihsna. Compreendes a questão da flor de Lótus?


Oh! cria do Senhor Mahaprabhú, onde estás que não vês, no reconhecimento, o chamado para o amém?


Descubra-te do véu da ignorância e queira-te a meu serviço, eu te condecoro o meu servidão, para todo o sempre. Há qualidades de alma liberta sobre ti nesse exato momento, então, cura-te depressa para mim, o Elfo o conjugou em mim, porque em mim está o envelopamento sagrado, paz, hoje revivo-te na paz.


Quero vos bendizer, que o teu quadro benfeitorado se apresenta em Gokula. O que é Gokula? Gokula é o semblante do Mestre em harmonia total, com todos os Reinos sobrenaturais de todos os universos. Cai uma mão sobre vós e essa mesma, abençoa-te para a conclusão final, o amem no amém.


A líder de vosso sistema anatômico, começa desde já a fornecer-lhe subsídios, no que condiz à vossa semelhança com Akman, o teu tesouro maior. A viva voz, vos informo, que terás uma mudança radical e compenetrante nos estudos bramânicos, upanishades.


Eu vivo em ti e revivo a glória do Senhor Chaytania Mahaprabhú, como elo de sustento no teu furor de glória, eu pertenço à tua escalada maior, concretiza-me em sonhos dourados. Akman


05/07/2005 - 04:40 hrs


Oh! Divino esplendor da glória original, nós nos havemos de progredir na divina sapiência do Mestre maior, fora dos contextos humanos. Servir ao Mestre maior é a maior gratificação para os sentidos da alma e assim seremos e estaremos prontos para relutar contra as forças da natureza dos sentidos pecaminosos.
Oh! filho de Kunti, na tua raiz sagrada revela-se como de costumes santos, um número de atividades Sankirtana e tu revelarás o mestre com um semblante dourado e, revelado num azul matinal. O vento sopra grandes notícias para ti em tua escalada devocional. Ao Mestre tu te dirigirás sempre e ao Mestre, com carinho, revelarás a grande desenvoltura que surge sobre vós. Tendes paciência com todos os atos que revelam as destrezas de vossa alma celeste, porque estás no Todo como um conjunto habitacional de entidades vivas.
Preste atenção, preste muita atenção no que vos digo.
A menina sortirá por ti amado mestre, um amor desconcertante por completo e estará atordoada com seus próprios atos cometidos contra a Lei de Rá e tu não a convocarás para dirimir esses tais atos... Ela ser-vos-á de uma ligação suprema com o acorde do abstrato apenas, agora imagine o que virá pela frente, dando-vos uma audiência incontestável à consciência patrimonial celeste.
O servo do Senhor Krishna Mahaprabhú vos escolhe para tal audiência, oh! menino, não temas o que irás encontrar pela frente, isto não é um aspecto do absurdo e sim um enumerado comboio para assisti-lo em tuas pregações.
Veja filho meu, tu estarás no Alto do supremo e também no coração dos pequeninos. Salve, mil salves por esse momento tão sublime. Há razões para crer que a vossa audiência correrá os 4 cantos do mundo e assim se fechará o circuito da Terra em seu movimento giratório.
Paz Akman, Rowena vos assiste nesse exato momento.


05/07/2005 - 04:57 hrs


Hoje filho amado, tens um destino à percorrer nesta Orbe. Tu te chamas Akman, para os mais próximos de ti, agora não alimenteis um outro aparecimento sobre ti na concórdia da Lei de Rá. A serviço vos informo que haverá sobre ti incontáveis nomes, que já previstes em vossa raiz sideral. Num jogo de informes tu só te haverás de permanecer como Akman, do sistema das Plêiades, a serviço vos informo esta questão, dentro de ângulos patrimoniais apenas.
Nosso divino Mestre, o grande Sapiente, vos condecora na imensidão de espaços infinitos em cores azuis escarlate.
Oh! Órion, oh! Elemento maior na Ordem de kalamon, olhai por vosso filho e re-estimule-o para o grande salto.
Paz filho, Ramon o guiará.


05/07/2005 - 04:10 hrs


Oh! querido filho mahaprabhú, estás contente no desfolhamento que segue, por vós?


Oh! menino, a tua Mãe chora lembranças, de um filho tão amado e tão sapiente de seu Mestre maior.


Oh! Pai, oh! amado bem-aventurado, o senhor mahaprabhú está culminando sabedoria védica no momento, para Vos assistir em seu semblante.


Oh! Tu, grande Imanifesto, por menor que Te pareça os atos pequeninos de uma alma ou mesmo quase nada, Tu, revives a glória a todo momento. Salve Divino Mestre, porque tudo Te pertence na escalada da vida original e Tu oh! grande Sapiente, presta serviço às pobres almas desfalecidas na ignorância, pelos sentidos. O Teu maior tesouro se apresenta por mais uma vez nesta Terra de pecados e logo Tu irás subtraí-lo por completo em Tuas imediações.


O vento move um moinho de flores consagradas ao Altíssimo Supremo. São belas e adoradas as flores que Vos servem amado Mestre de infinitos sistemas de crias do senhor mahaprabhú.


Teu santo nome, oh! Senhor Krishna, será apresentado nesta Terra como o menino salvador, Ákhila, esse é antigo e muito antigo por sinal, "O" revelará em sua estimada Raiz central, dando-lhe os costumes adversos do próprio Pai.


Oh! senhor mahaprabhú, tu queres o envelopamento santo a cada dia e por Ti, Krishna Hare o satisfará. A pena de pavão será novamente aliançada para os segredos adversos da palavra santa. Salve divino mestre, eu vos amo. Akiron


05/07/2005 - 21:15 hrs


Os tesouros do Altíssimo pairam sobre vós, neste exato momento, filho. Tu te enquadras em constelações adversas, porém tu reclamarás a vossa ascensão ao conjunto de estrelas das Plêiades, porque, porque tens um congeminamento voltado para esta constelação,”Orion”, de maneira que a vossa ascensão pelas plêiades, terá um furor de glória incalculável para esta Terra. Que a paz vos seja de grande escalada para o amor do Supremo. Krishna por sua vez, oh! menino sente lembranças do pequeno Ákhila, essa criança em tempos remotos e bem remotos, apareceu no mundo das formas em um número de ações, contribuindo ele, a serviços do grande Senhor Sri Krishna. Agora, o menino controlava o fogo, o ar, a terra, a água e quem diria, o éter. O que vinha a ser este menino na Terra do nada, se o nada pertence ao Todo que se comporta em Si mesmo, como o quarto e o quinto elemento?


Vejamos o que o Mestre maior nos informa sobre o menino que vos revelará em grande audiência:


“Oh! pequenino ser, que desabrocha em Mim mesmo, a tua nobre presença requer alegorias para um grande e enumerado sistema de cores santas, Já em todos os universos, infinitos sistemas de crias sentem a tua formosura linda criança, que te estabeleces em Minha proeminente raiz sideral, todos os sistemas o aguarda, para um novo Renascer da glória sobre este chão. Oh! pequenino–Ser, quão semblante tu apresentas, este, chama-Me sempre pelo coração da alma do universo.”


Paz amado filho, quem vos revela o segredo do menino, também vos revela na alma e no coração em plenitude celestial. Haja cor, haja luz, haja amor. Paz, Ákiron.


06/07/2005


A Suprema personalidade de Deus filho meu, regozija-se sempre nos atos da bondade, apelando sempre ao seu devoto mais intimo, uma devoção intacta com a ordem de seus ideais conjuntos num amor sempre oferecido e replicado por um instrumento puro, o coração.
Há diversas qualidades de almas liberadas para o Supremo regozijar-se em Si mesmo.


“Os tesouros da alma”.


Aqui se prega bem claro e bem definido que um devoto sincero e amoroso de Krishna, sempre está atrativo às atividades devocionais. Sempre que um devoto sente em sua alma a origem da vida em expansão, esse mesmo, está e vive em krishna. O amor pelo amor de Si mesmo, reconhece-se no devoto sincero de Krishna Hare.
O vosso Amo Maior vos responde essa questão para uma divina compreensão nos atos de amor e renuncia. O que aqui está sendo pregado no momento é a ordem do desapego e isto flui do coração e não da mente que está sempre subestimando os sentidos da alma, liberta do condicionamento físico ou seja material. A mente gera distúrbios sobre si mesma, pois não compreende o chamado que vem do coração , rechaça ela o chamado, porém, o Mestre maior se faz sempre presente buscando alterar os sentidos da alma pecaminosa.


P - O que é o verdadeiro enlace de almas que peregrinam para krishna, o que é o sentimento maior que as uni sem a contaminação da natureza dos pecados sobre elas, quem me responde esta questão?


Eu vos desejo congratulações por vosso posicionamento no universo das formas, eu Ákiron, estou pronto para reabilita-lo ao universo do supremo. O verdadeiro enlace de almas requer uma glória e satisfação em todos os sentidos para krishna, já no universo das formas o gozo maior está nos prazeres dos sentidos da alma pecaminosa.
Ora veja bem...
Se a natureza do Mestre maior regozija-se em pleno amor por amor de si mesmo, como é que se pode adquirir um amor tão solene, e subestimado no universo das formas?
Aqui jaz um lembrete dado através dos tempos para os sanyasis: O segredo que compõe a mulher no homem chama-se tatwas para os sentidos apenas , agora para o homem ou seja o envelopador do tatwa chama-se mana-tatwas. Sobre isso deverás te comunicar com o mestre Kandú e ele vos preencherá nas belíssimas histórias contadas através dos tempos, sobre o relacionamento matrimonial em adoração a divindade Maior. Crescei e multiplicai-vos em espíritos soberanos, na verdade absoluta do Universo maior de Krishna Hare.
Paz e beatitude de graça para vós.
Ákiron


06/07/2005 - 16:50 hrs


Filho, veja bem e preste muita atenção sobre este fato. A Superalma vive contida no parapeito de todo aquele que sustenta o amor envelopando-se em Krishna como ato de entrega e renúncia total a qualquer tipo de ação fruitiva, vamos equalizar o tempo da Superalma para que tu te mantenhas informado sobre o significado de vossas imediações no campo de Sri Krishna Mahaprabhú, hoje filho meu, tu compões através dos cálculos a equação do Tempo Sagrado, agora vamos remanejar de momento a vossa atenção para os números equacionários que compõe por inteiro o Universo sagrado do Senhor Chaitanya.Esse verso que vos condigo, nesse momento, chama-se "Revelação.


"Oh! Krishna-sutra, oh! incomensurável prazer nos ideais da vida, o Teu numerável ato de benfeitorias dentro da ordem pecaminosa é de grandiosa avalia para nós e devemos nos santificarmos por isto. Presto-me a todos os tipos de favores que estejam única e exclusivamente voltados para Krishna-sutra".


Agora que estimamos valores patrimoniais ao Mestre maior, não se pode reportar por números de ações fruitivas, pois quando o Mestre sonda os corações, Ele, procura senti-los um a um. Esse Amo é pequeno no condito, mas grande em atuação constante no parapeito de seu devoto, jamais diga, estou a serviço de meu Senhor Krishna Hare, diga apenas:


"Sou o serviçal do Senhor Krishna, para continuar o levante de Sua sapiência sobre este campo da existência material, não há numerários para mim e sim gratificação dos sentidos para o Mestre maior. Não há congratulações para mim, pois que, mesmo esta seria uma ação fruitiva e ofensiva para meu Mestre maior”.


Veja... Há dissonâncias até nos mais puros atos, uma ação fruitiva revela desvelamento por uma conduta insatisfatória para o próprio devoto, aqui, segue-se um alerta geral: "Aquele que serve jamais será servido." Esta é a Lei que impera no alicerce de Krishna.


Oh! amado Amo, há conquistas para Ti dentro, ainda, da grande Ordem. ! meu Senhor, até quando continuarás a comandar esta ordem tão efêmera e pecaminosa, os sonhos dos justos aguardam a vossa presença, oh! soberania de todos os tempos..?
Oh! virgem Mãe, quem comanda esta ordem pecaminosa, quem controla os sentidos da alma pecaminosa, quem delibera os sentidos em prazeres animalescos, quem rompe com a escuridão da ignorância em ação contínua neste campo de existência ?


Oh! filho meu, oh! mahaprabhú, tu tens que te acolher por inteiro, pois desde já remexes o quieto, que é cruel e pavoroso.


A natureza dos pecados é viva , mas não pode desmonta-lo e nem guia-lo para a morte, jamais houve alguém inescrupuloso que surgiu e viveu neste campo da existência sem merecer traições, perseguições, maus tratos e desonras de maneira que o esperançoso sempre vence no final, a batalha é dura quase que insustentável, mas para aquele que brilha e sofre por amor ao brilho, esse, contesta até a escuridão. Hoje no jogo da vida, tu te mantenhas, filho de Kunti, a rainha é por ti filho meu... Cresça, multiplique-se e alimenta-te bem nas escrituras védicas. Amena.


06/07/2005 - 05:15 hrs


Filho, vamos rever esses jogos de informações para vós, de momento, Chaitanya Mahaprabhú foi, verdadeiramente falando, o autor das escrituras sagradas transmitidas aos sanyasis como mestres, grandes mestres num discipulado reverenciado totalmente a Krishna, então, dentro dessa Ordem sanyasa, o Mestre maior incumbiu a Chaitanya, uma revelação periódica, dando costumes santos a muitos dos prediletos do Senhor Chaitanya Mahaprabhú.


Nesse ínterim de acontecimentos como prévia de elaboração das escrituras, foram somadas através dos tempos que se passaram, em períodos longos e bem longos.
O mestre Chaitanya se revelou aos seus mais íntimos sistemas de crias Mahaprabhú, como o próprio Krishna, fagulhando-se em todos os seus descendentes da Ordem dos sanyasis. O tempo, filho, recolhe fragmentos do próprio vento que move os moinhos desta velha ordem que se esvai. Isso se revela em quadrantes santos, que os verdadeiros sanyasis existiram apenas para a somatória dos cantos sagrados do Senhor Krishna.


A Ordem Sanyasa será mantida como sempre o foi, “o Movimento auspicioso de Krishna Hare”. Veja meu filho, oh! grande elaboração de Krishna para esse momento tão sagrado, o tempo não volta para trás, compreendes? O tempo vale como memória e as células recobram o sentido do verso original na renovação do embrião sagrado.
A centelha bi-polar requer a glória em ascensão contínua para Krishna e por isso mesmo, que vos serve em figuração de Akman, ainda não prescrevestes para ti a essência sagrada dos nobres, ainda não é oportuno para vós, oh! menino. A tua recordação na lembrança está fluindo gradativamente, pois o vosso conselheiro maior vos absorve gradativamente nos sentidos internos da nova alma. Paz Akman de Anaê, nas venturas celestes em codificação contínua para o grande mahaprabhú.
Paz... Akiron.


11/07/2005 - 09:50 hrs


Ave, quanta recordação tu terás filho!
Ouve a minha voz, oh! pequenino ser do semblante dourado...
Tu tens em Mim um fortuito de resplendor e magnificência para o mestre mahaprabhú Pralaya... Ave, quanta comiseração ainda dentro da velha ordem.


Oh! filho meu, prescreva-te para Mim o vosso amo na cura e na solidão do teu dia a dia.


Oh! meu Senhor, curvo-me diante de ti como o surgimento de minha nova índole. Estou acanhado no momento por venturas concedidas a mim, que sou tão opressor de mim mesmo.


Oh! mestre mahaprabhú... Tu voltas a te aconselhar com o divino e resguarda-te da tua dor já para o momento.


Ouve minha voz pequenino, tu te remetas a Mim, tão somente em definitivo e alegra-te por Mim tão somente, porque em ti, quando Me manifestar, terei um corpo bem-aventurado com canções mágicas no coração de minha alma predileta.


Oh! Senhor Sri Krishna, o quanto temo por insatisfações ao meu redor e o quanto O quero ver surgir como o grandioso e melodioso sistema de boa ventura. Oh! querido Mestre, Tu me envelopas por completo em Vossa audiência e eu me prestarei a servi-Lo sempre em minhas cordiais manifestações, como o senhor mahaprabhú. Oh! Pai que Vossa infinita grandeza possa sapientar-me dentro de Tuas próprias imediações.


Ákiron vos remete com sabedoria a vontade do grande Mestre Mahaprabhú


11/07/2005 - 10:15 hrs


Filho, vamos prescrever a vossa índole de momento. Terás sobre vós grandes sabichões que o contestará nas escrituras santas e sagradas e tu envelopado estarás, nas radiações do grande Mestre. Ouve minha voz, tu não te assemelharás a nenhum infame, porque a vossa autonomia é consagrada desde já ao Altíssimo, sendo que, se por ventura tiveres que te manifestar em grandiosa beleza, o farás a teus próximos apenas. Terás uma mulher muito em breve no vosso encalço e tu a terás como anfitriã de vosso coração sagrado. Tens um acolhimento santo a ser apresentado para ela e ela então, o prescreverá no coração de sua alma primordial. Vamos filho meu, concingir o dito em versos sagrados, pois não?


“Oh! virgem e bela mulher, tu queres surgir novamente, então acolha-te para o Supremo, porque só Ele, apenas Ele a terá por inteira”


O verso que consagro neste exato momento filho meu, revela uma nova formosura de alma diante de ti e há qualidades supremas a ser apresentadas por ela. Akman


12/07/2005


Veja filho Áshuri brevemente falando, o conselheiro maior de Sri Krishna, apareceu pela primeira vez nos Andes,culminando sabedoria védica com preliminares para Sri Chaitanya, havia nessa época em milênios atrás uma cordilheira muito afável e favorável para os costumes santos, já para outros momentos de apreciação nos Himalaia, constituíram um numero de fervores para uma apreciação nobre, com os requisitos fornecidos para uma apropriação de devotos puros, compreendes o dito e qual a qualificação entre dois tempos de manifestação. No hoje Áshuri virá em forma de ganso como emblema de Sapiência sagrada. Isso vos revela sabedoria santa para compreender o ganso.


Livre-se dos ideais apresentados nos livros porque o dito em questão não corresponde aos mesmos escritos. Tendes filho meu, que vos remeter em segredo dos demais, porém, aqueles que o assiste em vossa manifestação deverá ser dito apenas o compreensível. Já basta de dissabores por ti, porque o tempo que tens de existência já vos é muito curto, pois não! O mestre mahaprabhu Pralaya vos assiste. Paz para o momento.
Hoje filho, vamos desocupar-nos um pouco com o conhecimento védico, para apresentar-lhe sabedorias douradas em versos santos do senhor mahaprabhu Pralaya. Veja este verso:


Oh! krishna, meu Senhor, em que consiste sabedoria e realeza?


E o Mestre maior o respondeu:


-Subas até Mim e viva-Me em ti, porque em ti eu te saúdo e em tu te compenetras, isso, é sapiência, mas a grande realidade do existir na forma corpórea é realizar-Me como Superalma.


A viva voz te conduzo filho, para este enlace perfeito. Tu te propões de imediato a seguir o Mestre maior e realizar o vosso momento sagrado.


Oh! meu Mestre como sofro em meus atos pecaminosos e me excluo de vossa presença o tempo todo. Pobre de mim que não o vejo, não o sinto e não o liberto de minhas imediações desprazerosas.


Oh! cria de mim mesmo, como me escutas, como me sentes ?
Tu, somente tu te enquadras no imperfeito, porque o perfeito vos adquiri como elemento de ordem soberana. A que te qualificas como um asno ou como um urso, porque o asno satisfaz o tempo todo os movimentos apregoados sobre si e o urso revela sabedoria plena. Veja, ele se alimenta do mel quando o tem em suas imediações e o prefere como o principal alimento.


Esse dever santo que tens a oferecer para a humanidade decaída,revela destreza e ocupação devocional ao Mim mesmo, realizado em tu. Onde vives, onde tens a vossa morada secreta?
Eu te vejo como andarilho em busca de liberdade e expansão e tu te vês como um coitado em apreensão. Tens um dever santo a cumprir, cumpra-o.
Ave mãe misericórdia, o tempo desse pequenino ser está chegando e ele chora sua despedida dos demais à sua volta.
Paz Ákiron.


13/07/2005 - 04:35hrs


O que construímos para vós filho meu, necessita de comprovações, não há limites para a ignorância. Hoje, já no verso original, tu estás culminando uma sabedoria para ti e comungas já para o momento um renascimento glorioso, em plenos acordes de desenvolvimento unicelular. Às vezes os membros que se qualificam, aprendizes, somam diretrizes contrárias ao conhecimento do Supremo.


Oh! almas que vivem no pecado, oh! crias que se julgam sábias, não vos alimenteis ainda na luz do pecado, porque o pecado assombra o próprio devoto..?


Aquele que julga-se sábio na vinha do Senhor não merece ser assistido em suas pregações. Há fortes rumores sobre ti amado filho e tu não levarás em conta a vossa renúncia, porque o tempo que tens, ainda é muito curto. Deveras gostaríamos de prescrever a vossa índole ainda em corpo presente, porém não estamos nos adequando com os valores pretéritos do espírito da Verdade Suprema. Sente filho, que o construímos dando jus ao vosso desvanecimento por completo e não aceitamos um pragmático corrompido em leis contrárias ao plano de salvação por ti.


Resposta: Eu só queria mostrar ao mestre Kandú a sua insuficiência diante da causa original e revelar-lhe que a mulher não é um ser tão desprezível para ele, já que consta que necessita-se de sua metade para a totalidade do Ser...


O jogo de informes começa agora mesmo para ti, desfolhar-te por completo, pois não!
A mulher em si contém o tatwa manú que vem a ser a supremacia manifesta do Mestre maior, agora no homem, o mana-tatwa é o complemento de que ela necessita para compor-se única e exclusivamente dando um enquadramento perfeito ao Mestre benfeitor. Há qualidades supremas na mulher filho, porém aquela que não se inicia aos novos costumes não poderá ela manifestar jamais o tatwa-manú, porque o núcleo do vosso sistema cardíaco está descompassado em limites de manifestação.


P- Não entendi!


No coração filho meu está o paramparam e esse estímulo segue radiações crísticas, porém no envelopamento santo por mais uma vez, na escalada da vida, originalmente falando, o paramparam revela-se como alma original, percebes que o núcleo contem uma prévia de labores que congeminam o santo celestial ?


A viva voz, vos informo que a mulher deverá despir-se totalmente de suas impurezas e qualificar-se com o sentido do amor, sem a atração pelo sexo oposto. Veja, há inúmeras provações para vós que congeminam sabedoria, agora, vamos nos remeter para o conhecimento das formas sapientes?


Obs.: Em minha pesquisa para saber o significado das palavras que recebia em sanscrito, achei a palavra parampara e seu significado traduz-se por corrente discipular, portanto preferi manter a palavra no seu original conforme recebido...


13/07/2005


Há um acúmulo de informações sobre ti filho amado, terás que compactuar neste exato momento com um número de ações fruitivas, dando um conhecimento àqueles que se perdem por não se acostumarem com tal ação expressiva.
O vento sopra grandes notícias para o menino do senhor mahaprabhu Pralaya:


- Através de todos os tempos, viemos solicitando uma grande aparição e um mestre nos visitou, com um semblante tão formoso, que nos curvamos de imediato e pedimos que nos acompanhasse em nossas peregrinações pelo tempo e assim o mestre nos perguntou o que se utiliza para o grande chamado, sendo que nós, os primeiros habitantes da raça lemuriana, viajamos com provações seguindo leis de cobrança kármica e proferimos ao mestre o nosso chamado mágico:


“Oh! grandioso e misericordioso Amo! Nós nos aconselhamos convosco e vos pedimos apreensão para as raças que vivem perdidas em costumes desordenados. Rogamos a vós oh! Senhor que desça sobre nós o vosso esplendor e vivas entre nós. Amem”.


Sendo-o feito em formosura diante do mestre do semblante formoso, o próprio ofuscou-nos com sua luz dourada e permitiu-nos a abertura da consciência, através de um proto-átomo, reincidindo por ângulos favorecidos à alma, prematuramente falando:


Alguma vez chamaram-me pelo coração?


Perguntou-nos o mestre do semblante formoso e Mathuna, lhe respondeu:


-Oh! adorável Senhor e Mestre nós o contemplamos o tempo que foi preciso, porém não abrimos o nosso coração para recebe-Lo e hoje amado Mestre, o compreendemos num estado de alma original. Perdoe-nos, de nossa ignorância insuflada em atos desmedidos de misericórdia, perdão Mestre nos perdoe...


A viva voz informo esta questão, abrir o coração para a Luz maior é deixa-la entrar não como um acasalamento e sim como um renascimento dentro do próprio, a ver , uma flor exala o seu perfume, porém se não tivermos olfato jamais saberemos distinguir qual a qualidade do perfume, compreendam que devemos distinguir bem o conhecimento verdadeiro, que venha a ser libertador.


Paz, haveremos de surgir em paz. Amena.


17/07/2005 - 05:35hrs


Veja meu filho amado, o que tu constrói para ti nesse momento, tão oportuno para todos. Vyasadeva o incluiu em tempos remotos a uma manifestação Acharia e agora tens um renome a ser apresentado nesta grandiosa nomenclatura sagrada a que chamam Era dos deuses. Oh! filho amado, contriste em solidão, as tuas raízes fincam-se, determinadamente, em versos originais e tu te aconselhas apenas com o Mestre maior de todos os universos. A viva voz vos concluo como membro maior de um aprendizado reverenciado apenas a krishna Mahaprabhu, aquele que vos acolhe nos vossos melhores momentos.


Alivre-se de maus pensamentos contraditórios à Lei Suprema, a ver: Eu não durmo, eu não me alimento, eu não me participo, eu não me concluo por inteiro na ordem que se esvai, eu já não me sinto integrado a nova geração, eu vivo imprestavelmente. Isso filho, não deve ser acumulado em vosso sistema de alma requerida, portanto filho meu, acolha-te nos mistérios dos versos áureos por krishna e não por lamentações no teu dia a dia . Amena vos bendiz para a graça dos céus.


17/07/2005


Oh! grande Sapiente do universo estelar!
Oh! grande e Incomensurável prazer celestial, a minha alma está diante de Ti e recupera-se a cada momento num acúmulo de riquezas santas, porém sofre com os transtornos da desigualdade sobre si mesma. Oh! Senhor quanta lamentação! Oh! Pai de infinita bondade, o que há sobre mim que em pessimismo, corrôo-me a todo momento? Tu estás no céu e na terra, no tudo e no nada, mas em absoluto Tu és o nada que compenetra o Tudo em expansão, como explicar essa equação do Ser, se no verso do Altíssimo consta o amor e esse amor absorve os meus sentidos para sempre, como se fosse o meu próprio invólucro acolhido no tempo e no espaço vazio, condenado a desestrutura de todo o meu alicerce?


Oh! amado filho, o que te repuxa não pertence em nenhum momento ao tempo, porque o vazio também contem o tempo, porém na linguagem da fala o tempo limita a entrega e a entrega corrói o tempo. Livre-se dos contrariantes pensamentos, que pertencem a samsara, o tempo é o tempo que importa se há contradições no tempo, isso revela uma forma e uma forma original não deve em hipótese alguma condenar o tempo..?


Amena vos prediz filho meu, a hora de vosso aprendizado começa agora, vamos desfolhar-te por completo e tu não mais te merecerás.


“Aquilo que se houve é aquilo que se vive e aquilo que se vive é aquilo que se prega".


Queira-Me na tua província, ama-Me na tua coluna e aceita-Me no teu momento de retirada no que se diz; "Eu o chamo para a glória, vens até Mim pequenino”.


19/07/2005 - 05:25 hrs


Vamos verificar os versos originais de Krishna Hare, filho?


Nós temos como elemento de ordem implantado em vosso sistema alquímico, duas razões plenárias do senhor mahaprabhú Pralaya, em constituição sagrada para Krishna Hare.
Pois bem filho, tu tens te acostumado até agora, revolucionar o vosso sistema pensante, readquirindo informações que revelam diretrizes formosas para a alma original. Sabemos quão difícil é atravessar a porta da ignorância e também sabemos que o verso original de Krishna, a que chamamos, o elo sagrado do matrimonio de almas santas, deve ser recitado, orando ao Mestre e pedindo a graça concedida ao puro de coração, mas havíamos predito que os sonhos dos justos, revelam realezas e não destreza no caminhar santo, portanto filho meu, o que tu vês no escuro da tua ignorância que não vos revela sabedoria plena sobre si?


Belas palavras, formosas desenvolturas, há que somamos tudo isto, uma linguagem de almas ou uma predileção santa?


Hoje filho, o queremos convicto e realizado nos pormenores da vida ultra-uterina.


P- O que é vida ultra-uterina?


Para vós filho meu, isto revela nascimento em expansão retilínea, para um único e maravilhoso ponto central. Quero dizer, que o Conselho de membros o escolheu como alma santa e agora dentro da Ordem Sanyasa, esse mesmo Conselho vos revela um enquadramento santo por sua vez e o renasce dentro de novos estímulos, para uma vida regrada e bem dirigida, isso é o que quer dizer, intra-uterino, em sua concepção maior. O novo se renova a todo instante e o pequeno se desfolha a todo momento, pois não!


Oh! filho, cria do senhor mahaprabhú Pralaya, como mestre e mentor espiritual vos aconselho de momento que restrinjas todo o vosso sofrimento e releias as codificações santas, dando origens aos versos originais de Krishna Hare.


Oh! filho de Kunti, a rainha soberana o revela como um filho de alto escalão, portanto, filho meu, não vos revele no escuro da ignorância. O nosso menino Akhila, se faz ausente por belos motivos que em breve saberás, tão logo seja o vosso momento celestial.


Avivar o perdido filho meu, é o destino de todos, agora vencer os obstáculos é o dever de todos aqueles que palmilham a estrada da fé, veja essa delonga como, o abismo da loucura santa.


No verso original de Krishnaloka diz-se o seguinte:


Oh! Mestre quão maravilhoso é estar junto a Ti e eu me proponho a realizar-me dando-Vos todas as reverências ao divino que me toca, porém, oh! Mestre, são tantas as provações que me corrôo, indiretamente, e não possuo nenhuma faculdade transcendental para remover os obstáculos, que me invadem o caminho. Deveras gostaria, oh! Mestre, de possui-Lo totalmente em meus estímulos santos, porém não devo refrescar o sofrimento, pois o mesmo me revela o levante de minha Superalma.


Há conquistas, oh! menino, o que tu precisas no momento é sapientar-se na lógica do Supremo e não na lógica do substrato. Veja a diferença por si só. Na lógica do Supremo, tudo é pleno de amor, de glória e de maravilhas e na lógica do substrato tudo é cor, tudo é luz, tudo tem brilho e revela soberania para a cura, mas filho, o substrato é apenas o começo da iniciação, não é o Todo em ação Suprema, cometeste um erro se pensas e sentes que a origem do universo corresponde a uma célula, é bem mais que tudo, que já criado através dos tempos, é incomensurável, incompatível a qualquer cálculo de compreensão absoluta. Oh! filho, hoje no momento, tu estás solicitado, porém, não o enquadramos em diretrizes versadas totalmente para o Alto Supremo.
Vos assiste, na escalada dos versos, porém não os tens realizado.


P- A dúvida que paira sobre mim são as minhas qualificações como um ser biológico e com a consciência impura em atos de compreensão. Como posso igualar-me ao perfeito sem uma realização em mim mesmo.


Tudo bem filho meu, a consciência racial é a pior manifestação para este momento. A viva voz vos informo, que a vossa consciência analítica desenvolve, apenas em parte, um número de realezas para o Alto Supremo. O simples fato da revelação entregue a vossa consciência analítica, descreve auto-suficiência para a aceitação, mas não reconhece o sentido mais profundo da revelação. O mesmo sentimento de absorção que paira no mundo das formas é o mesmo que paira no vosso sistema plenário. Eu vivo em ti e tu vives em mim. Se eu te consumo por inteiro o que pensas e sentes por mim?


Oh! grandeza descomunal, revela-me que o sentir é prazeroso na entrega ao Mim mesmo e eu tão pequeno como sou, preciso da entrega. Possua-me, oh! Grande realeza e revitaliza-me os sentidos, para uma alargada compreensão do Ser manifesto.


Tu filho meu, tu te predispõe desde já, a sentir o novo que se apresenta e não mais criarás ilusões por este ou aquele momento, este ou aquele objeto de meu uso. Os velhos costumes representam apenas lembranças de como eram, mas que não o são mais. Veja e assista cotidianamente o uso empregado das palavras e corrija-os para o verso original. Vamos supor, que terás que te despir por inteiro e tu dirás a ti mesmo:


Não posso despir-me das minhas roupas, estarei nú e envergonhado de minha nudez, perante os outros que me virem!


Esse sentimento, profundamente analisado por vós, revela uma identificação com a roupa que usas, porém quando nascestes, viestes sem roupas e não te envergonhastes, porque tu não tinhas despertado para as roupas e nem para a tua nudez. Este sentimento deve-se cultivar. O que é o corpo, não é a vestimenta do espírito? O que é a alma, não é ela que envelopa o espírito? Sim e não, porque ambos são manifestações da alma divina e originalmente falando, da alma Suprema. O Todo no tudo que é revela-se como partícula e esta partícula revela-se como alma original. Tenho dito que o sofrimento maior é a cegueira e o cumprimento maior é o de ver. Tudo filho é pleno de amor, de alegria e satisfação, quando se realiza em si mesmo um estado de alma puro e bem direcionado, no mundo das formas para o Supremo. Paz na ligadura do tempo.
Akman.


19/07/2005 - 08:55 hrs


Oh! menino, tu te desfrutas de ti m esmo, percebes?


R- Eu estava relendo a mensagem sobre a consciência mahaprabhú e envelopar-me por completo, mas...


Uma viva para vós, oh! menino do desfrute do Mestre maior. Seguiremos em paz como manda o figurino, representado pelos costumes verdadeiros ou ainda vamos prevalecer fora dos mesmos?
Oh! querido e amado filho, nós vos estimamos na plenitude maior e o queremos construí-lo para tal fim, apenas estamos vos dissociando dos velhos padrões, compreendes o dito da questão?
O mestre mahaprabhú Pralaya, vos está congeminando dentro e fora da natureza pecaminosa e logo, tão logo mesmo, tu irás senti-lo removendo-te por completo, para dentro de suas imediações ultra- secretas. Paz e beatitude de graça. Ashnon


20/07/2005


Vamos verificar todos os versos do Senhor Krishna, filho meu?


Há longos períodos de tempos atrás, o comedido conhecimento para a formalização dos Vedas, foi transpassado por Chaitanya Mahaprabhu a seus seguidores íntimos, devotos estes, que consumaram o fato do renascer em si mesmos. No momento em que Chaitanya resolveu se expandir deu a seus devotos mais sinceros e autênticos palmilhantes da senda, um conhecimento a fim de renovar a natureza humana e recebê-la com préstimos de auto-realização findando uma longa escalada para o Supremo, porém não é nada fácil resplandecer a glória no útero da natureza humana.


A serviço muito bem prestado Chaitanya resolveu incorporar-se em seus íntimos devotos dando-lhes o néctar da sabedoria, renovando-os em cada célula, em atos prazerosos para Krishna.
Um menino, um belo menino, que vivia se acostumando com as belas canções de Vasudeva, também controlou os sentidos de sua alma para poder atuar em grandeza para o seu divino amo, Hare Krishna!
Belas palavras saltaram da boca do menino quando do momento de sua ascensão para Krishna, o que deixou muitos boquiabertos até mesmo àqueles que comungavam o Espírito da Verdade Suprema.


- Oh! Pai que me transmite o conhecimento transcendental, oh! glorioso e tão formoso em atitude soberana, eu tão pequenino sou, mas a fonte do saber é para todos e até mesmo para mim que não tenho forma definida e hoje me ponho a vosso serviço como alma reeleita ao tempo de manifestação do amor de meu Mestre.
- Oh! Krishna Mahaprabhú que conselhos tens a dar a essa pobre alma que sobe até ti pelo coração desmistificado completamente, oh! Adorado Senhor!


E Krishna o realizou em Si mesmo com uma sublime canção:


- Oh! vaishnava perfeito em mim mesmo, tu és belo como a flor e Me permito senti-lo em Mim, oh! tão saboroso verso Meu...Eu o concluo na sabedoria, pois vejo-Me em ti como o sapiente da Lei em retribuição aos teus mais sinceros sentimentos por Mim,oh! menino, bem-aventurado sois por concluir-Me em ti e serás preambulado em todos os seres manifestos como almas viventes, num acorde perfeito do Mim mesmo. Oh! semente do amanhã eu vos realizarei em completo dando-te um novo semblante em todas as tuas manifestações.


Veja filho meu, o conhecimento que todos deveriam adquirir em formosura é exatamente este, Krishna Hare. Podemos senti-Lo até no momento que nos dirigimos a vós, ao pronunciarmos inaudívelmente os seus mais adorados versos. Há uma complexidade de informações que não merecem autenticidade de pregações. Por longos e longos períodos a humanidade viu-se perdida e confusa com tantas informações sobre conhecimentos transcendentais ou realezas supremas para sermos mais expressivos, que conculminou para si, seguidores profanos, de ma fé e má conduta espelhando-se nos termos específicos deixados por Apóstolos, o cristo vive em nós.


Sabiamente, aqueles que suprem o acorde original do Cristo, revelam-se com sabedoria provinda da raiz central. O verso original de Krishna é intocável, insubstituível, inaplorável, não devemos aqui subestimar as outras religiões dando uma superinvestida aos conhecimentos transcendentais e analogamente sobrepor-se a elas, não é de nosso feitio, porém o que queremos originalizar é que tudo está no principio ativo e o principio ativo é Krishna, fagulhando-se em Cristo-Jesus, em Buda, em Maomé, em Jehovah, em todas as formas de vida e até àquelas mais inferiores dentro da ordem manifesta em casulo separado. Veja filho, o tempo regride para os ignorantes alcançarem o indivisível e alimentarem suas almas fora da cadeia do tempo das formas.


Esse momento é muito sagrado para vós, porque o menino sábio se faz presente em vossas raízes e agora na apresentação dos versos originais de Krishna, esse belo e tão formoso menino o possuirá por completo, porque ele vive em ti e tu vives nele e ele representa o amor e tu o revelador com os mais preciosos versos originais sendo apresentado ao mundo dos pecados.


A viva voz filho meu, vos remeto uma sabedoria pregada através dos mais longos períodos desta humanidade:


Havia um senhor coabitador da casa do mestre dos sonhos proféticos...
O mestre vivia de sonhos ele era o revelador,
Mas para seus queridos alunos ele era o desfrutador.
Esse velho Ancião que busca conhecimento
Liberdade e expressão revelam renascimento
O amor é seu desfrute no momento do aprendizado
Mas para aqueles que não o sente não merece ser ousado
O caminho é perfeito e não logra o imperfeito
Porém para o ignorante, esse nunca terá jeito
A flor exala o seu perfume mas não são todos que o sente
Porém quem respira amor sente o perfume da flor, esse, se faz presente
Eu vivo o mestre sonhador, eu crio o perfume da flor
Eu sou o conhecedor e o conhecido aroma do amor.
Esse velho Ancião vivia em solidão e com costumes santos, desde sempre, e quando o procuravam ele sempre estava ali, já aguardando o inquiridor, "esse", meu filho, é apresentado ao mundo das formas em versos originais e eu de momento sorrio desse levante porque não procuro assisti-lo.


- Oh! virgem Mãe, o que penso de mim mesmo, o que sinto de tão estranho, que não mais consigo ser eu mesmo, apenas, vejo-me como algo a transcender mistérios que me abraçam..?- Oh! filho meu, a tua Mãe o embala nos lençóis da vida suprema e tu te revelas para Mim, embalado na luz suprema. Feche os olhos e durma em paz que eu o velarei.


- Oh! Akman, oh! filho meu, tu estás só, em termos, porque nós vos cercamos durante todo o vosso cotidiano e agora filho e irmão estelar chegou o momento de se apresentar e já não mais se ausentar, o verso é original ninguém há de contestar, o menino se apresenta e ele vem para ficar e a todos alegrar.
Paz Akman... Estejamos unidos desde já no amor dos deuses de Rá. Amena


21/07/2005 - 05:40 hrs


O jogo da vida filho meu, vos revela um acontecimento surpreso. Um informante do senhor o quererá afortuna-lo em vossa caminhada santa, ele, vos prestará um grande auxilio para uma comemoração fidedigna, no que diz respeito aos versos originais de Krishna.


Oh! mestre, benfeitor da humanidade, choras pendões por seus amados devotos, onde estão, como se chamarão, em que verso se encontram?


Oh! amado mestre mahaprabhú, há conselhos a serem dados aos vossos meninos santos: “Aqueles que comem do conhecimento deverão saboreá-lo, como suplemento da verdadeira alma”.


Um sonho filho meu, circunscreve um alimento santo e soberano para muitos.


A aliança sagrada com os deuses do Sol de Krishna é muitíssimo favorável para a constelação de Orion, em suas radiações sobre a Terra. Um jogo de influencias zodiacais fazem-se presentes em vossos estímulos e haverão grandes e eternas mudanças para um complemento sutil de alma. Vamos versar o elo de cristificação?


Oh! conhecedor dos mistérios do Alto, oh! incontável segredo que Te revelas sobre mim, um ser tão pequeno e livre para a escolha. Tu me queres para o alto e eu me livro desta roupagem, tão desigual. Eu me chamo Akman e me revelo como tal, mas o nosso amado Mestre me toca o coração e como partícula do absoluto eu me ponho em devoção, para um Mestre tão sereno, só fala no coração.


Oh! menino revelador o que pretendes de Mim, um eterno sonhador, com a mais bela e linda flor ou o mais querido Mestre que se revela no amor. O sonho é acalentador, então, seja como for eu me revelo na flor como a mais linda forma do amor.


Isso filho é um verso de tua alma original, que preambula as Plêiades e comunga o santo-Ser-crístico. No suporte maior ela se revela amor e no momento maior abrir-se-á como flor. Esse pequenino semblante que tens, já revela esse amor e tu logo verás fluir de vosso íntimo, uma nova formosura em todos os quadrantes de vossa autonomia estelar. Paz, Amena vos aguarda de volta para o lar.


21/07/2005 – 16:32 hrs


Oh! senhor, tu te prestas a que sentimentos, rancor, amargura .


A verdade vos conduz para a glória do Sapiente e tu sentes, choras em melodramas inquietantes, portanto oh! senhor , o que queres alcançar , renúncia ou desprazeres ?


Veja o verso original do Senhor Chaitanya, o nono verso que vos fornecerá uma ligadura apropriada com os estímulos santos e sagrados a todo o momento.


Oh! velho sistema de crias, inoportuna é a vossa audiência sobre mim. Eu vos quero atingir dando um rumo certo aos meus sinceros empreendimentos para Krishna e agora tendes que te ramificar em mim..?


Oh! Criador que te crias a todo o momento no suporte do amor sagrado, crias em mim o mesmo suporte, que eu o veja, que eu o sinta e que eu o reclame como o meu mais novo semblante da vida original que terei.


Deus nos acolhe em vossa plenitude não é mesmo filho, eu o vejo como um sofredor perdido no mundo do tempo...
No que consiste sapiência se não se pode adorar os versos do Senhor Chaitanya como um ardor de felicidade plena?
Oh! amado filho, tu tens uma aliança sagrada pela frente e não nos comunicamos em realeza e grandeza, agora tu tens um caminho a percorrer, pois não?
Temos um alicerce muito formoso e terás que te admitir no novo campo de força solar. Ave Mãe, quão testemunho darás.
Paz. Amena


22/07/2005 – 04:30 hrs


Olá amado mestre, como estamos nos dirigindo, saberemos, logo mais?


A princípio vossas coordenadas cardíacas já sofrem alterações em pulsações exatas para um movimento ondulatório, dando novos impulsos ao vosso cérebro. O sistema cardíaco para vós gera um número de ondulações que corresponde ao encéfalo, uma ligeira preponderância no que se diz, uma formação de energias trans-substanciais empregadas apenas para o surgimento da nova alma. O verso do Altíssimo clama a vós:


Oh! Meritíssimo, um grande sábio se apresenta, se por ventura ele prostrar-se diante da lei de Rá maior, construa-o, indefinidamente, para que ele releia em sânscrito a Vossa palavra santa.
Oh! Mestre Supremo, damos glória e sapiência ao comando do mestre mahaprabhú e ele o sentirá em seu âmago mais profundo. Oh! divino esplendor, cura-o de seu movimento nas imediações do tempo e revele-o no constituído Tempo Sagrado para as almas reeleitas.


Assim filho meu, amado senhor, eu vos procuro para sanar todos os problemas de ordem. Incansavelmente devemos contribuir com os versos do Senhor Chaitanya e cada verso representa diretrizes da nova alma, há que se aprofundar em cada verso.


Os sonhos verdadeiros da alma, são apresentados nos versos originais de Sri Krishna. É o verso, originalmente falando, que decora imensidão, leia-o com atenção, pois:


o amigo do tempo hoje chamado João, não será restituído como centro de atenção, ele será proferido para outro tempo, então, não vamos despojar vamos apenas aclarar se ele assim se permitir, nós vamos nos aproximar. O seu tempo é muito curto, pois o mesmo vale pó, mas o que se encontra nele não pertence a este mundo, é um levante de alma que se compõe num segundo, o tempo é refrator e revela solidez, nada que o pertença então, vale a pena relembrar, porque o querido Mestre vem nele se apresentar, o mesmo sonho de outrora que a verdade conquistou e Tu oh! grande verdade vem no verso da saudade, vem com iluminação pregando só devoção. Hare Krishna.


Esse verso representa toda uma informação para aquele que tem o Mestre com carinho e dedicação.


Oh! tamanha formosura o levante de alma é santo e santo o primogênito. Oh! bela roupagem, Oh! belo e inalterável furor de glória, nós Vos merecemos.
Paz... Akman
22/07/2005 - 5:10 hrs


Há comemorações sagradas entre vós, filho meu. Um número de valores apresentados tão somente a ti serão pré-elaborados para uma determinação estelar. Nós, do Conselho de Ulra, estamos progredindo dando-vos a saliência necessária a vossos estímulos santos.
Temos absorvido de vosso sistema alquimico todas as inumeráveis radiações no que revelam potências siderais. Essas fagulhas geradas por átomos de origens diversas, compôem em vosso sistema alquímico, fortes radiações impelindo vossas células de origem anfíbia a uma manifestação dentro da ordem cronológica apenas, pois o tempo reincide o movimento ondulatório do vosso cardíaco. Hoje o Tempo acelera-se, corre como ondas vibracionando os movimentos da Terra. Queremos que surjas no momento exato, e assim o velaremos dentro da ordem eqüânime da Verdade Suprema.


"Ó Tesouro incalculável de Akman, ó vento avassalador de acontecimentos, ó origem de todos os tempos mágicos...Revela-te para ele e ele te mantenerá na Ordem Secreta. Ó Virgem Mãe, Ó Maria Mãe de Deus, tu sempre fostes fiel e agora Virgem Mãe, pelo Todo Poderoso, cura o meu coração e não permita que eu sofra tendo perda de emoção. O meu coração é um verso que eu deva apresentar, então minha adorada Mãe, vem de mim se aproximar. Eu anseio por teu colo, tenho medo de chorar, porque as lágrimas que eu rolar em minha face, não são lágrimas de alegria. São de pena e remoção dos pecados cometidos nessa forma de João. Ó Virgem Mãe, me revele solidão, acolhido em vossos braços sem temer a escuridão. No meu verso vai escrito bem dentro do coração que quando chegar o momento não mais existirá sofrimento e apenas risos e lágrimas em eterna adoração. Ó Mestre benfeitor, Tu me livras dos pecados dessa forma decadente e eu me livro dessa roupagem para o verso original de minha alma celeste. Paz, Akman. Que ventura tens a oferecer ao pequenino no teu semblante. Amena, no Conselho de Ulra.


22/07/2005 - 5:40 hrs.


Ó, filho de Kunti, a Rainha Soberana. Viemos vos transmitir a gloriosa grandeza dos céus e queremos vos fortalecer na vossa Senda. Estamos surgindo gradativamente, não vos preocupeis com vosso estado cancerígeno, podemos transpor juntamente com os versos originados do Alto Supremo todas as anomalias presente em vosso organismo. Temos uma incumbência favorecendo os estímulos santos de vossa alma. Traduz-se da seguinte forma: O tempo que tens é necessário apenas ao vosso aprendizado. Não vos conturbeis de imediato após o surgimento de vossa realeza, a manifestar dores em vosso sistema pancreático e abdominais.Temos um forte desmembramento pela fé e não pelo medo. Tens um acolhimento santo, por sua vez, enlaçando-o por inteiro, e não o queremos abatido em sofrimento pelo vosso estado. Paz, Akman. Vos estimamos desde já, dando-vos diretrizes concentradas apenas ao Alto do Supremo. Tuas realezas fazem-se presentes e tu ouvirás a canção do Divino Mestre a chamá-lo constantemente. Não vos perturbeis em nenhum momento, pois o sofrimento realiza o esplendor de vossa alma, inquietante com o resultado de sua magnificente transcendência. Ao Pai surgimos por mais uma vez e por mais uma vez completamos o ciclo sagrado de Sua manifestação em seu filho primogênito. Paz e boa-ventura ensejamos para vós, Akman. A ligadura do tempo se refaz por si só e não vos está admitindo em leis de confluências zodiacais e sim em leis supremas. O Amor revela-se em segredo e em segredo presta os valores originais em uma causa santa, a saber os valores condizentes a um reaparecimento no mundo das formas. A viva-voz vos informo essa questão para que possas reformular as vossas atitudes dentro desse velho movimento que se esvai para sempre. Ó menino, nós os conselheiros do Tempo Sagrado vos revelamos que estamos proferindo conhecimentos supra-normais e desde já nos complacemos com a Ordem manifesta. Teus tesouros já vos serão apresentados e tu te construirás em realezas santas a partir desse momento. Paz o Mestre Mahaprabú vos assiste em vossas saliências santas. O requerido ato de fé nasce e mais uma vez a vitória prevalece. Amena a vossa portadora do conhecimento, universalmente falando, se faz presente. Paz amado Senhor. Amena.


22/07/2005 - 6:05 hrs


Ó querido filho, vem a mim. Eu te saúdo com preliminares para o Senhor Sri Krishna. O tempo move moinhos e os moinhos movem dissoluções no tempo dos Imortais. Ó vida que te crias, ó sentimento que te elevas , ó supremo pregador de venturas celestes, és para mim o maior patrimônio alcançado pelos meus ancestrais. Ó divina causa, eu vos presto dedicação concentrada em atos diariamente, e vos recebo no meu coração como a fagulha do Santo Rei.


Ó meu Mestre, eu tão pequenino na forma, em absorção para ti, me proponho a distinguir o meu casulo e poder seguir em paz.


O meu conselho para vós filho é que desde já pretendas seguir para nova folhagem ultra secreta dos demais que vos seguem. Agora, não desmereça a vossa diretriz por nada. Eu venho dirigir-te para o centro da Galáxia de Akron e não posso desmembrar o sistema corpóreo da alma sem um coração presente. Paz, Akman, nós os soberamos da Galáxia de Akron, fincamos nossa soberania no Amém e no Amém proferimos a chave santa. Seja feita a vossa vontade por nós e em nós.


29/07/2005


Amor Divino


A alma revive a glória nesse exato momento, pois se assemelha ao Mestre como amor em perfeição. Eu vos revelo filho, que o amor é soberano quando conjuntado numa causa nobre e essa causa chama-se Krishna. Esse verso que revivifica o amor na alma, revela também a graciosidade do Mestre em atuação. Queres ver ou ouví-lo, porque os sentidos interiores pertencentes à alma, não possuem visão ou audição, simplesmente é.


Oh! vida, que opulência consiste em amar, se tu mesmo, oh! vida te recrias para o sustentáculo Maior, onde vive o amor para que possamos sê-Lo? Que ato corajoso pode existir numa forma de amar? O amor é belo, é monstruoso, é qualificado como soberano e se for, como podemos encontrá-Lo em sua soberania?


“Tu te refugias em Mim oh! pequenino, que te revelarei o amor por Mim que em tu co-existe. A vida nada mais é que uma porção do amor na minha criação. Revelo-te os meus segredos, pois que tu oh! pequenino revela-me uma fragrância muito sofisticada em atos de adoração. Aguarda-Me para a chegada do amor em minha expansão".


Oh! divina forma, quem sois para mim, devo reconhecer-Te como o Soberano amor em qualidade Suprema de alma renascida ou será que devo apenas saboreá-Lo em novos costumes, prazerosos para Ti?


“Ajas com fé e devoção por Mim e uma forte aliança se fará numa nova e coordenada sistemática de apresentação, o Ser liberto. Vistes a Mim em forma de amor, vistes o quanto o quero junto a Mim em forma de amor? O alimento de todas as formas que criei chama-se amor em refluxo, tudo retorna a Mim então porque temer o amor para ti?
Oh! filho amado tu te queiras no amor, porque todas as formas condignas de amor puro, Me pertencem. Queira-te no amor por Mim, que sou Todo amor por ti.”


Nossos versos filho meu, são originários de Krishnaloka, o Paraíso Mágico de Krishna Hare, visitar este Paraíso é permanecer no Absoluto e tu te queiras no Absoluto, pois não, amado filho?


“Oh! Virgem Mãe, qual forma me proponho a surgir, em que devo me espelhar, a um tesouro incalculável ou a um numero de ações? Oh! virgem Mãe, as dúvidas pairam sobre mim, devo coligir-me para o Abstrato e peregrinar o amor santo ?”.


O que tu procuras mora em ti, filho amado e eu vos conduzirei para bem perto de ti desta vez, à serviço, Amena.


05/08/2005 - 15:40 hrs.


Vamos relembrar o amado Mestre no mundo das formas filho?
Paz de antemão para vós, primeiramente, gostaria de vos saudar na glória do Mestre, para o vosso momento santo.
Quero vos transmitir uma saudade guardada no tempo por corações sorridentes e prazerosos do amor do Mestre maior. Vamos localizar o Mestre maior, numa conjuntura com o revelador dos sonhos proféticos.


Disse o velho ancião ao seu Criador:


Oh! Senhor, o que construístes para Ti, não deve deixá-Lo em solidão e desprazeroso com a vossa criação, então pergunto-me eu, em que verso da saudade me encontro?
No amor, na luz da imensidão de infinitos universos, na cura dos ideais santos por Vós, oh! Senhor, diga-me o que sou para Ti realmente, porque estou puro pelo amor e puro para Ti, pois que és o meu precioso momento para transladar-me em vossos inumeráveis mundos criados. Valha-me Senhor quando estás junto a mim e hoje Senhor, contento-me apenas com os vossos sonhos escrevendo o meu destino santo.


A paz não tem nome a glória é inatacável, porém, Me satisfaço e Me realizo em Mim mesmo como um repertório de almas letradas e musicadas, dando-me a Mim mesmo, uma canção notória, para que ressurjas dando ao universo uma sublime melodia em cantos e versos. Hoje me contento com a minha criação, porém aguardo o Todo em tudo que é. Eu me vejo em ti e o enquadro em Mim, então, como podes ver e sentir-Me, faça-te o melhor em Mim mesmo por ti.
Oh! grande sábio de minha sapiência, oh! revelador do santo-Ser, a que vens, buscar-me para ti ou atar-te para Mim, Eu sou Deus, o Onipotente, o Inatingível apenas para os perdedores, fracos e indolentes na minha estrada, porém um coração fortalecido e bem dotado de sentimento por Mim, passa a ser o meu predileto em forma de canção e minha audiência não tem apreços metódicos e sim gloriosos, pois para Mim esse é o grande sonho que muito me felicita.
Estou nele e ele em Mim, Eu sou nele e ele em Mim, porque o amor não estabelece medidas para Mim e no meu predileto verso eu vos saúdo... Oh amor!


Um coração que busca a Deus, esse, sempre é açoitado
Por espíritos assombrosos, porém, nunca é levado
Pois o cume do Senhor, ele sempre é conquistado.
Esse coração chora, o desprezo dos demais
Ele se encontra sozinho, mas a Deus ele implora
Compaixão para os demais, no final do seu caminho.
A tristeza e a alegria é um elo do dual.
Mas quem sente o amor, nada... nada é desigual
Pois no coração que pensa e sente a felicidade,
Gera amor, o amor é permanente e a gloria é fatal.


O centro do universo maior de Krishna filho meu, o constrói em versos desmembrando-o em canções vaishnavas. Veja os versos proferidos por Chaitanya e releia-os constantemente para um aprimoramento dos ideais santos que vos surgem. Paz, Akiron.


Krishnadevi


No verso da saudade vai escrito uma linda canção, que deverá ser prescrita para muitos dos ouvintes do amor:


Oh! bela formosura de alma o que tens para Mim, um elo de ligação com os meus versos originais ou um elo de perdição dos sentidos? Teus tesouros são meus tesouros , tuas lembranças também são minhas lembranças e tu vens para Mim com saudades de ti mesmo.
Oh amor! Eu te reclamo na saudade por Mim , dando pequenas lembranças congêminadas aos meus lindos versos.
Oh! palavra mal criada o que pretendes assumir, um refugio ou um subterfúgio , um amor ou um desamor..?


A minha flor é uma geradora de aromas, que encanta as almas que o sente. O puro amor exala da flor então, há qualidades no amor por Mim.
Se Eu me revelo na flor e o aroma exalado da flor do meu jardim, encanta belíssimas almas , com afinidade conhecerão o meu jardim repleto de flores aromáticas .


Oh ! vivente criatura, sou Eu o conhecedor de todos os aromas de cada flor do meu jardim, então pequenas almas, o meu jardim foi criado para mantê-las aromatizadas por Mim , pois que quando me desperto, revelo-Me o sonhador que conquista as sementes apregoadas na flor do meu diário de vida. Senti o amor e o amor o esclarecerá que sou Todo por ti e és todo por Mim , dando-vos a qualidade que me pertence, Vida prema.


Sou krishnadevi, a deusa das ramificações do Universo maior, elaborando constantemente lindas canções vaishnavas, revelando o puro amor.


11/08/2005 - 05:30 hrs


Vamos traduzir os versos de Chaitanya filho ?
Viemos comunicar-lhe oh! filho, que o quarto verso gera um poema de alma em relevância com o Supremo. Talvez tenhas proferido este verso em comunhão com prema e sabiamente houve uma deliberada força que o repuxou para dentro da Ordem Sagrada do amor nupcial, para o resplendor da glória de Krishna. No amém está escrito, em versos dourados, uma escalada definitiva, em adoração ao Mestre maior de todos os universos.


"Amado Senhor, Krishna Hare!
Eu temo a sapiência por vós, devido aos meus velhos costumes me surpreenderem na forma em que vivo e, por Ti, amado Senhor, prostro-me em realezas soberanas, porém, ainda temo a incerteza dentro da ordem pecaminosa em que permaneço. Daí-me luz em ascensão para Ti, amado Mestre e Senhor meu, conclua-me na Tua sapiência e condecora-me na Tua glória".


Oh! meu Mestre, saudações ao vosso plenário sagrado, em que consiste, a Lei do amor soberano.
Oh! Senhor, mostra-me o amor e o revelarei com ardor de felicidade plena, situa-me, oh! Senhor, dentro de vossas imediações e permita-me desabrochá-Lo por completo, pois vivo esvanecido diante do complexo sistema, que revela o amor dos deuses para esta Terra.
Oh! Senhor, o que é o amor para mim, apregoado à forma ?
Oh! divina saliência, resplandeça-te em amor, solidificando-me como alguém ou algo trans-substancial, a manifestar o amor em realeza Suprema.
Oh! Pai, construa-me com sapiência! Oh! Ardor, revela-me com soberania, Oh! amor, sejas breve em vossa audiência".


Paz. Akman, vos revelará com o tempo a sapiência que o assistirá, filho amado. Venho dizer-te o fato, por alguém tão próximo, que te revelará proezas em atos puros de amor, solidificando um tesouro em magias sagradas. A Lei vem buscar o que lhe pertence e se a Lei revela-se, "Amor", que o amor se revele na Lei e a Lei é o Torah dos inimigos do Rei. Hare Balarama.


O que quero vos entregar, revela um numero de ações, porém, filho da guarda do Alto, revelarei apenas, em parte, um segredo que há muito, foi velado por membros de infinitos sistemas de crenças, a ver, o opróbrio que limita as manifestações das Deidades santas do Senhor Krishna. Há no plenário do Senhor, grandes relevâncias e manufaturações, para uma grandeza de alma a revelar-se com esplendor na face do planeta azul.


Veja o quinto verso e revele-se como algo renascido e justo dentro da Ordem Sagrada do amém. Paz, Ákiron vos deseja um amor sem limites de aperfeiçoamento, porque só o amor vos fortalece na concórdia do Mestre


16/08/2005 - 05:45 hrs


Felicidade plena


O amor não corrói os sentidos superiores da alma e sim a libera cada vez mais para as canções do divino esplendor. A magia é bem esta, queres ver o conteúdo ?


"Duas almas se unem para o amor apresentar


A esse mundo sofredor e uma luz à conquistar.


Para os corações puros que vem lhes representar


O amor é soberano e nada há que contestar.


Amargura e solidão são versos de saudades


São tristes e melancólicos e o coração faz chorar


Mas para aqueles que amam, no verso vem se deleitar


E a magia do amor faz um coração sonhar


O Mestre é conhecedor da linguagem do amor


Porque fazer o coração chorar e constantemente sentir dor


Pois a linguagem da alma que flui do coração


É a mensagem do Mestre: Ao amor a devoção


Isto é saudade santa, é uma eterna união


Para almas que se unem na linguagem do amor


Com presteza na saudade são uma única flor


Que exala o seu perfume trazendo fragrâncias eternas,


Correspondente aos versos, do divino Mestre Amor


Oh! divino Mestre, então, minha alma é por Ti


E nesta bela canção, “ao amor a devoção”,


Me entrego de coração às levezas do amor


E libero a minha alma para a beleza da flor".


Este verso da saudade chama-se "solidão", mas para aqueles que sofrem por falta de comunicação, o Mestre dos sonhos proféticos, sempre os assiste acompanhando os momentos ao pulsar dos corações.


Somente a mente, atenta sempre e sempre à solução...


Mas para o coração que sente, a resposta é emoção


Não se deve seguir a mente quando sofre o coração


Pois a mente é inquieta e perturba o coração.


Nosso momento é suave, filho meu, e não há que se contestar o amor pleno em si mesmo.


Temos milhões de versos apresentados em vários mundos, figurando o amor de almas, em plenitude divina.


“Amai e sereis livres".


Esse é o maior verso, exprimido por almas que se reelegeram, ao divino âmago do Universo de Krishna.


Oh! Mestre benfeitor, que leitura esplendorosa Tu verás em nossos corações de almas reeleitas?


Que a paz venha a vos merecer dentro da grande Ordem na esfera do amém filho. Há razões para crer que o amor é soberano na Causa, alimentai o amor e a Causa será ganha. Paz Ákiron


27/08/2005 - 5:54 hrs.


Veja o verso de Chaytania, filho meu: "Não desejo acumular riqueza". Este é o momento tão solene para ti. Quando fores chamado para o Alto do Supremo levarás contigo, apregoado na alma apenas, o sabor dos versos tão legitimados para o Mestre sapiente do Universo encantado. Nosso Conselho Intergaláctico comanda as cores supra-normais do sistema das galáxia. Ave Mãe, misericórdia por tamanhas ocupações que terás pela frente. Leia o 5º verso constantemente para render-se às imediações do Mestre. O 5º verso revela a chama azul e o 6º verso, a chama rosa. Trabalhe nos estudos e qualifique-se como membro intergaláctico, por sua vez. Tenhas compaixão por aqueles que choram a sua existência sem pré-elaborar os requisitos das esferas do Amém. Pelo poder do sagrado matrimônio de almas eu, Akman, vos ordeno:


"Ó filhos do amado Senhor, construam-se para o Amém, revelando sabedoria prema para o Mestre maior ".


Um verso é um verso,
Na linguagem o requisito,
No peito uma saudade.
E assim eu tenho dito,
Que aquele que chora perdas
Não merece ser ouvido.
Pois que a perda o desprende
Dos valores condoídos.


Para que assim tu sejas reeleito como membro viajor das Esferas Sagradas, tu mesmo deverás desprender-se de tudo e de todos, como revela as escrituras sagradas: Ter como se não tivesse, ser como se não fosse e ver como se visse. Esses sentidos de posses são desvalorizados pelo Mestre Maior, portanto cubra-te da loucura dos mesmos. Paz, Akman, eu vos aguardo. Akiron.


Obs.: Eu estava lendo o Baghavatan I e II/pag.278/canto 1/cap.9. sobre a classe Sudra.


01/09/2005 - 16:27 hrs.


A magnitude do Senhor Sri Krishna é perseverante em todos os aspectos que condizem à Sua supremacia. O sentido maior que nos atém a todos como complemento racial, é liderar os corações sofredores e consumá-los em atos de adoração ao Mestre do amor celestial. Todos nos incubemos de reaver o elo perdido, atuando sempre na entrega de todos os nossos afazeres ao comedido sistema de Antares. Esse monumento, que nos faz compatriar todas as galáxias, chama-se: Matrimônio Perfeito de almas reeleitas para o Supremo. Há infinitas constelações e infinitos sistemas de adoração ao Divino. Nós os seres de infinitas constelações, estamos presentes para fincar a Ordem do Amor, e relevar as dores do mundo ao universo do Patrimônio Sagrado. Este quadro que todos já o conhecem bem, como por exemplo Paz Universal, já vos é bem aceito em pequenos grupos de formação para tal fim. O mundo em que vives, filho, está acostumado a sofrimentos e dores, portanto recobrar a consciência e renovar os sentidos da verdadeira alma requer sabedoria e atuação constante sobre os escombros das inverdades. Somos um patrimônio em Sabedoria a se apresentar no mundo das formas; Estamos atentos a abluções para o contexto maior que paira sobre todos os seres vivos. Apenas vos alicerçamos para um clamor de Paz e almejamos atingir o máximo de corações num desenvolvimento sobressalente de almas reeleitas. Paz e vos conduza pela lei dos sapientes, filho. Te enquadres novamente. Tenho dito. Akman.


02/09/2005 - 04:55 hrs


O vento soprará notícias para um mestre desprovido de conhecimento sobre a verdade em sua supremacia. O jogo da vida material é viver e reviver o prazer. No sentido maior, o prazer é glorificante quando os atos são dirigidos encabeçando o conhecimento espiritual para a transcendência dos sentidos. O que quero vos dizer filho meu, que quando se dirige tais atos, deve-se contemplar o alto dando reverências ao Criador, prostrando-se diante d´Ele com os versos do amor enobreando a lei do Supremo. O conhecimento transcendental busca uma chave para a compreensão da natureza do pecador e a livre auto-maçonaria revela que, o construtor reconhece o chamado de vosso Amo e resplandece de glória e louvor a todo instante. Ó filho tu te constróis e quando queres atingir o vosso objetivo, segues imediatamente a linha do coração.


"Fala mais alto quem ouve minha canção".


Este dito foi ouvido a milhares e milhares de anos luz por um ser chamado Kuamin, este envelope é santo como: O Guardião do sistema plenário de Krishnadevi.
O Sol de Krishnadevi é roseado e faiscante... Relembra o amor auspicioso dos deuses de RÁ maior. O tempo é o tempo, que fazer fora do tempo não é mesmo filho..?


P - O que voce quer dizer com isto..?


Leia o verso original de Krishna quando diz: Tudo vem a Mim, tudo retorna a Mim, de maneira que o tempo é permanente apenas no Senhor e no 5.o verso de Chaitanya vos bendiz que afora essa natureza dos sentidos pecaminosos, existimos como almas relevantes em busca da realeza do Mestre.


05/09/2005 - 06:00 hrs


Vamos verificar os versos da Rainha filho meu ?


Tudo neste mundo em que vives, estabelece um certo limite de atuação. Nos versos originais de Krishnaloka, o universo é formado por átomos do Senhor, Krishnadevi.


Oh! aspecto trans-substancial da matéria,eu venho apresentar-Te, como o verso original do Amor em sua plenitude.
Oh! Krishnadevi, o Teu elemento comporta sobre si, um infinito universo de estrelas e este elemento chama-se Raio dourado.
Oh! Paz, que te conquistas no amor soberano dos deuses!
Oh! vivacidade de cada elemento sagrado nesta Terra, a minha paz é por Vós alimentada, o meu tesouro é por Vós reconhecido como forma Sapiente, o meu amor é por Vós estabelecido. No meu verso original, o meu amor é o apêndice da loucura dos deuses, quando amam no Senhor.
Oh! Krishnadevi, oh! Elemento da divindade do Amor Supremo, liberta-me das enlaçadas da morte e revela-me com sabedoria no amor pleno para a vida.
Teus raios são raios dourados e Teu amor me consome por inteiro.


A minha paz filho, seja convosco, constantemente, para que a vossa união com o elemento maior do Amor se faça por completo.
Krishnadevi é o elemento feminino do Mestre e deverá ser executado como forma sagrada do amor Supremo.


Oh! Mestre saudações!
Por poder servi-lo como elo sagrado em função do Amor, eu me ponho a cantar o Teu santo nome. Tu me vês como andarilho, oh! Senhor e costumo-me prega-Lo por onde ando, conquistando almas e resplandecendo-as na Tua glória, oh! Krishnadevi, oh! Forma que plenitua a grandeza do Mestre.


A viva voz filho, vos revelo a qualidade de alma que possuis e te revelo também o amor de vosso Amo em Sua totalidade. O quinto verso é realmente pleno de glória por vós em salvação e aliás, tu tens que vos esclarecer com os demais que o seguirão. Eu vivo por vós e sonho constantemente a minha presença sagrada em versos originais, por ti e em ti, Eu, Akman, vos pertenço e o qualifico como o meu tesouro Raiz, dentro da grande Ordem. O meu nome será levado para os 4 cantos do mundo e será reconhecido como a flecha do Senhor Sri Krishna Mahaprabhú.


Oh! líder do tempo de Rá, o meu sonho se complementa dando origem aos sonhos em versos, para o menino. Tenho-vos como um elemento especial em formação para mim, oh! filho da Rainha, o meu pré-escrito verso de forma original.


Que a paz vos atenha sobre as desventuras deste chão em que pisas, portanto filho reconheça-me em ti e te faças em mim. Akman
Postado por Universo Transcendental às 12:10 0 comentários
Chaitanya Mahaprabhu


Chaitanya Mahaprabhu


09/01/2006 - 13:45 hrs


Há relíqueas sagradas para vós filho meu!


Dentro da ordem sanyasi, tu comporás para ti, um dilema sobre a vida desprazerosa do Mestre. Nas relíqueas santas, será determinado em confluências zodiacais, um número de provações para muitos de teus seguidores. O alimento santo, a que chamamos Krishna Hare, levará um nome em segredo dos demais e este alimento santo reconhecerá cada um de seus íntimos devotos.


A realização suprema sempre consiste em descrever, pormenorizadamente, o destino a que cada um seguirá correspondendo às vicissitudes de seu Amo e Senhor. Nos versos de Krishnaloka, há um tesouro incalculável para o desmembramento das almas reeleitas. Tudo na vida se presta ao reconhecimento do amor como principio ativo, sem comunhão de pensamento e sim de sentimento.


A realeza do Mestre toca apenas o coração e não distingue sentimento em atos de saudade, para Ele o verso da saudade lembra apenas o pequeno que coabita o grande, isto é sapiência e realeza suprema dando acordes de felicidade ao Mestre, o Todo poderoso, servir ao Mestre é uma qualidade de sua manifestação física, Prometemos não corroborar as qualidades que menosprezam o coração e sim salientar de antemão, que no amor só existe Luz e que Luz compreende-se o estado de alma original. Há pergaminhos secretos a serem estudados filho e tu logo estarás pronto. Amemo-nos na Paz do santo-Ser.


Oh! querido, tuas são as realizações para o Supremo e tuas são as divinas qualidades a serem apresentadas no mundo das formas. Ser sem existir, eis a questão, a ser qualificada dentro da ordem do caos. Não te lembras ainda de um passado muito remoto para vós, que estivestes em corpo vivo dentro da Ordem de Akenaton, o deus do Sol.


Nesse período em longas datas tu já te presumias a seguir o caminho da endura (total desfiguração do eu inferior) e desde esse período até o momento atual viestes preparando os vossos veículos internos para uma manifestação mahaprabhu.


Veja filho, o que conquistastes em tempos imemoriáveis, serve-se de ti neste novo enquadramento que possuis, em corpo físico.


O centro da galáxia de Andrômeda vos chama e vos determina pelo coração e haverá um enxame de seguidores espalhados pelo mundo. A tua voz será uma vela acesa no escuro e tu serás chamado de o mestre redentor. Tuas são as clavículas do Mestre todo atrativo e tuas são também as chaves para o reino interno.


Oh! Senhor, queira-me como o sustentador da tua prole e receba-me na glória dos céus por Ti, Oh! grande menestroso poder de realização, o meu canto é o canto do Teu amor, então, oh! Senhor, seja como for conceba-me na tua aliança tão prazerosa.


Veja o lindo momento que se apresenta diante de ti filho, a Luz maior vem buscar o que lhe pertence por direito de ascensão. Tu jamais serás prostituído por leis cármicas, desfigurando-o do amado Mestre, serás como um pássaro branco fora da gaiola.


O canto do pássaro branco é um canto divinal e aquele que o escutar permanecerá atento, porque o canto do pássaro traz o renascimento para a alma que o sente na lembrança tão presente.


Amemo-nos como lindos pássaros brancos que somos e não com pena de pavão, que não reconhece a Luz em sua manifestação de misericórdia. Ákiron, do sistema interplanetário das Plêiades.


10/01/2006 - 05:20 hrs


De hoje, tu terás um amor enobrecido na causa do Senhor e constantemente vos lembrará de vossos antepassados, dando-vos luz em ascensão contínua para o amor. Tu vens filho, de muito longe e a Eras comungas o amor dos deuses de infinitivos sistemas.


“Oh! Senhor, que o mestre se recorde do seu passado tão distante e que se provenha dos costumes tão adorados e versificados pelo Mestre sonhador”


Na causa resoluta, filho, os vossos atos para romper com a escuridão manifesta nesta velha ordem, vos será de tamanho apreço para o Mestre sonhador, há conjurações perfeitas para formares o desenlace total com a velha ordem e em primazia de fatos concluídos, o valor do testemunho será repleto de glórias e sofisticações para muitos que convivem com a dor, na sobrevivência do amor santo.


“Oh! virgem Mãe, corresponda-me na tua prece e sejas soberana no Teu sagrado movimento, pois que para mim só me resta um segundo no tempo de Amon-Rá”.


Veja que no tempo só há um movimento e esse movimento é que equaliza o sistema de almas para a sua reeleição. Paz Akman, o veremos mais adiante e em coordenadas santas, pois o Amor que vos busca já sonha com realezas Supremas. Akiron vos estimula para um novo seguimento, no que apraz a vossa formosa audiência. Dentro de Leis Soberanas o amor revela-se como Luz e a ver, como prisma central irradiando o alimento para as almas famintas.


“Meu mestre e Senhor, no que consiste o sofrimento, pela perda dos sentidos desvalorizando o amor divino ou pelo falso testemunho de grandeza de alma?”.


Esses, sim, são os velhos valores condizentes ao movimento de almas caídas no mundo das formas...Percebes filho, que esse tal movimento, lidera os valores pecaminosos, embora ainda em espírito? Tu tens que te envelopar nas radiações do Mestre, porque no mundo das formas sapientes é que Ele se manifesta dando coordenadas centrais e liberando as almas do seu condicionamento, de alma pecadora.


Às vezes nosso Mestre colabora dando-nos novos ensejos, para que a verdade seja concluída dentro do coração e às vezes a emoção não permite tão grandiosidade em unicidade com o Mestre tão adorado, porque os sentidos da alma pecadora, aliança-a para o amor desqualificando-a dos atos condignos para o Mestre. A alma pecadora vive de sonhos e seus sonhos são prazerosos somente para si. Em estado pecaminoso a alma sofre, mas não reconhece o chamado pelo verdadeiro Amor, devido a sua condição de pecadora no mundo das formas.


O porque dessa apresentação para vós, nesse exato momento filho, é que breve estarás confluindo em manifestação mahaprabhú e torna-se necessário que se apresente os estados de almas pecadoras, que revivem suas glórias e sofisticam suas loucuras em nome do amor por Krishna.


Devemos esclarecer a todos, filho, que o seguirem, que Krishna, Vishnú, Buda, Maomé e por tantos figurantes que estiveram aqui manifestos em coligação direta com o divino Amor, que este grande movimento que liderarás chama-se, comunhão com a Ordem os céus em nome de Krishna, porque D’Ele, é o movimento da vida prazerosa.


Não vamos distinguir e nem aprimorar qualquer um que seja, porque todos são um e um são todos na causa do amor. Houve muitas manifestações em pregações na linguagem do amor, agora é a vez do próprio se manifestar, traduzindo-O, em atos puros através de corações puros tão somente.


A palavra criadora está versificada no Grande que se apresenta. Haja fé em distribuição total, para as almas despertarem de suas loucuras, pois não? Venha filho, vamos comemorar a vitória do Mestre, dando inovações em todos os sentidos para o Mestre todo atrativo que aplaina os nossos corações, para o seu momento tão auspicioso para muitos.


Tens a qualidade necessária para que o Mestre maior se ramifique, então filho, acolha-te depressa em segredos, porque a luz se aproxima de ti e o levará por conquistas de glórias soberanas. Prepara-te no coração tão somente, porque dele é o reino de Krishnaloka, o paraíso matinal do Mestre sonhador. Paz, amemo-nos na grande paz. Ashnon


10/01/2006 - 08:10 hrs


Saudações oh! mestre mahaprabhú!


Quem vos fala é Aknaton, um de seus antecessores da grande Obra enlaçada na Verdade Suprema. Todas as qualidades que as possui são somente prerrogativas em avanço para os costumes védicos.


As tuas alianças serão formalizadas dentro de um enxame de peregrinações, portanto, acalme-se com os contristes sobre vós, já para o momento.


A tua Mãe o quererá para fora dos andamentos circunscritos em dores, portanto nas tuas alianças só haverá flúor com primícias de adoração, pois o vosso coração almejado pelo Amo, logo será atingido, permaneças calmo e tranqüilo porque o amor serve-se apenas de corações puros, engrandece-te no amor tão somente, que por ti lidera anjos confinados em almas. Paz, amor e beatitude de graça por vós, oh! amado mestre. Saudações e minhas cordiais manifestações de amor-prema.


12/01/2006 - 03:20 hrs


A tua chave para que determines o sucesso de tua obra estelar filho, necessita de teu empenho, em prescrever novos ensinamentos Mahaprabhú...
Procure sapientar-se dos textos que tens em mãos para não ferir os ideais santos do senhor Srila Prabhupada. Nosso Criador muito vos estimou quando de sua presença nesta Terra, o que gerou um grande movimento para a consciência Mahaprabhú Sri Krishna, portanto filho cite-o sempre em sua nova nomenclatura santa. Tenhas paciência com os estudos que terás pela frente com a menina que vos adora no coração, pois, a mesma vem em busca de muitos conselhos para prosseguir na estrada do Senhor Krishna, sem ferir tanto suas imediações no plano que a tem no momento de sua transição. Pelos escritos que já tens em mãos, dará uma grande modificação no comportamento da menina que muito vos servirá na estrada santa.Vás filho, congemine a vossa obra estelar, dando reverencias ao vosso amo secreto no 5.o verso, como introdução no mundo das formas. Que a paz vos mantenha bem distante dos teus eloqüentes senhores, para que tu mesmo prossigas em tuas andanças secretas no paraíso matinal do Mestre.


Um sonho lindo se aproxima de vós filho, mas tão lindo que a alma faz chorar ao sentir as bênçãos que caem sobre ela. Regozijar-se-á dando-vos uma ligadura direta com o Supremo Manifesto. Nas tuas diretrizes filho, o que O construirá em definitivo, começa a dar provas de Sua autonomia sobre vós, então filho, procure comungar sapiência desde já em uma nova postura que o colidirá com o mundo dos fenômenos paranormais. Lembre-se, que o amor do mestre o repuxa a todo o momento e circunscrita em versos clamando misericórdia a todos os seus movimentos que apregoa a alma a seu estado de animação divinal... Venho em nome da lei e do sustento maior de meu Mestre Sri Chaitanya Mahaprabhú, aquele que deu início ao reconhecimento prescrito para vós dentro da ordem Sanyasi, no momento...Veja-o e sinta-o em cada verso da saudade, porque o Mestre está nele e ele no Mestre. O Mestre permanece como flúor em riqueza soberana.


Eu o vejo hoje muito mais determinado filho, porque, a tua voz interna transforma-o para o peregrino de infinitos sistemas de crias...
Que a paz assim vos mantenha e em segredo de seus familiares, que não possuem reconhecimento ainda, ao chamado do Senhor Krishna. Todos irão resplandecer na convivência com o Mestre que saltará do vosso coração manifesto em luz de ascensão como: “O prisma central do amor divino”. Ó menino, que o vento do norte recobre a sua direção mágica sobre vós para que componhas as lideranças dentro do novo movimento que surgirá. Alivre-se dos maus testemunhos sobre vós e conecte-se com o mestre interior, pois não?
Ashnon o revela os fragmentos santos do Senhor que vos manifestará neste chão tão sagrado. A magia do amor resplandece em vosso semblante filho. Desde já prostro-me em reverencias ao mestre que se aproxima. Paz, amor e glória o santifiquem, ó filho mahaprabhú.


12/01/2006 - 03:58 hrs


Na linhagem de almas que o verão como promissor dos versos sagrados filho meu, ser-vos-á construído um novo templo para que recebas condecorações em nome do Senhor Krishna Mahaprabhú. O verso sagrado do mestre chama-se, para vós: a nomenclatura sagrada do divino esplendor. Esse verso vos será transmitido em páginas douradas, porque o movimento do amor crescerá em proporção aos selos desvendados por almas, que o qualificarão como o senhor tempestuoso ma carne. Ó filho, o Verbo manifestará a Sua magnitude em proezas, e tu filho, te preparas para o que o repuxará tão de imediato, que não terás tempo de pensar ou de agir para avaliar o tempo mágico da alma. Às vezes, o nosso Amo nos causa surpresas, lindas surpresas que nos permite alçar-nos rumos a constelações, que são para Ele, milhares de fagulhas do Seu patrimônio a se compor, reanimando o Universo e alinhando-o para a proliferação numa manifestação de luz, cor e ação musical. Cada Universo é uma canção e cada constelação é uma nota musical que compõe em letras a melodia sagrada do Mestre, saudando-O com o canto de almas soberanas.


Ó Mestre, o que Tu compões em canções é imprescindível e nós, ó Mestre, o temos sempre conquistado, vibrando em vossas canções o nosso coração, relampejando-o no amor constante por Vós.


Ó menino, o que o perscruta para Mim são os meus comichões sagrados e o que te revela para Mim em ápice santificado é o meu centro de atenção, que vos firma em Minha canção legítima, o Amor. Esse lindo momento em que vives o amor chama-se saudade. Isso é o que o iguala ao Meu tão estimado pergaminho santo.


Veja filho meu, um fragmento do que o constrói e vibres na alegria, pois que revives a glória dos céus em teu novo semblante. A magia do amor começa agora mesmo, pois não?
Isso muito nos felicita como um acordo de emoção. “A paz não tem nome, a glória é inatacável”. Serve-se aqui do momento da manifestação cósmica sobre todos os seres vivos.


Tu permaneces em mim, ó Senhor, e eu permaneço na Tua glória esplendorosa. Ó viagem do amém, a que me confortas, ao Mim em expansão ou ao ente em adoração? Que mais posso revelar se a glória me faz chorar? Se eu quero conquistar o amor das pobres almas, a elas vou entregar, o cálice santo do Senhor para as almas alegrar, porque o amor é quem me vence e só o amor me faz lembrar que aqueles que o sentem, não só choram de alegria , pois sentem também a fonia que preza o novo dia Hare Krishna Hare Krishna – Krishna Krishna Hare Hare – Hare Rama Hare Rama – Rama Rama Hare Hare


Lindos são os sonhos do Mestre para um mundo encantador e Suas proezas serão sempre conquistas por nossos correligionários. O tempo se apaga nas canções do Mestre, porque ao longo período da existência material, muitos sanyasis estiveram pregando, incansavelmente, a procura de um eloqüente senhor que se preparava para uma grande revelação, porém, o testemunho, só o espaço percorrido de tempo é quem o revelou para o movimento. Leia constantemente esse pequeno texto que para ti selará o teu nome para sempre. A comunhão é santa e santa também será a tua fé.
Ashnon o revela...Paz.


Obs.: Estava relendo essa mensagem com tanta emoção que ouvi tão esplendorosamente: Corra para mim, ó pequenino, que eu o receberei.. Eu vivo em ti e tu vives em mim, percebes? O que te conclui chama-se fé, é o meu aguilhão no teu momento prescrito. Siga-me que eu te conduzo...


18/01/2006 - 03:28 hrs


As oportunidades são inúmeras não é mesmo filho?
O caminho da redenção é apresentado para vós como forma de abscessão e temores obscuros na ordem da natureza pecaminosa. Venho traduzir este segundo termo para vós: A natureza pecaminosa dará o testemunho de sua queda, porém, antes que o faça deverá subestimá-lo, observando-o com suas artimanhas e facetas. Ela é uma força inteligente que não se rende facilmente sem uma luta desigual no que se diz: “Eu o apanharei em minhas confluências e o jogarei para baixo”.


Não temas filho, pois que o inalterável não recebe o emblema da desonra e sim constrói o elemento maior que se chama fé em devoção. Tenho vos prescrito tantas vezes, sobre o comportamento que deverás tê-lo na companhia do Senhor Krishna. “Aquilo que se prega é aquilo que se vive”, nesses termos, o amor sobreage na forma e tu filho, tão grandioso prestará serviço devocional, concluindo o maior tesouro para o Senhor, o amor num ato de fé. Servir com amor o grande e misericordioso Mestre é servi-Lo pessoalmente em cada ser, em cada forma de vida, pois que, resume-se em sua totalidade de forma como o Todo no tudo que é e existe para manifestar a sua eterna e adorável grandeza.


Oh! Senhor a quem o menino se assemelha, a Ti ou as facetas da natureza pecaminosa em ação constante sobre ele? A que pesares ele ainda se encontra, no amor, como libertação dos prazeres dos sentidos animalescos ou como o abutre que se alimenta do fígado de Ptolomeu, que na historia dos tempos revela um seguimento de dor e manifestação de tormentos diários?
Sejas uno com ele oh! Senhor e seja qual for a ordem dos inquiridores, não o abandone na Vossa causa.


Oh! filho nas divinas confluências tu receberás o teu quinhão de sabedoria e saberás reagir a qualquer insulto que venha desprestigiá-lo da ordem do Mestre todo atrativo, o jogo de forças contrárias são necessárias, para o equilíbrio e a sustentação da palavra criadora. Tudo faz parte do acorde celestial para essa pobre humanidade decaída e adormecida quase que totalmente, em sono profundo.


O Mestre de outrora, sempre o mesmo, muda de forma em apresentação e poucos "O" reconhecem com os olhos do coração que, verdadeiramente, são os espelhos da Luz do amor do Mestre. Hoje filho tu te preparas para a comunhão santa e haverás de te redimir dentro dos afazeres, por ti mesmo, em reformas para uma postura adequada ao mestre e mentor que se aproxima para concluir a partícula sagrada.


Oh! Sublime canção dos imortais, oh! grande apreço em nossas conjunturas, nós somamos um acorde perfeito para vossa melodia e "O" queremos que surjas como a canção do novo dia. Oh! Senhor, louvado sejas por toda a eternidade e que nossos corações eternizem os movimentos suaves de Tua melodiosa canção, compassando o ritmo em versos áureos para todas as almas em infinitos sistemas de progressões de vida-prema.


No segundo verso de Chaitanya, compõe-se as desenvolturas do mestre ascensioso e o eu inferior não toma parte da iluminação, seu lugar está no recolhimento e na saudação :”eu sei que nada sou”.


22/01/2006


Vamos filho, vamos velejar para o Mestre no mar da saudade?
Sri Krishna Mahaprabhú, o grandioso monumento, soberano em Sua totalidade, revela ao menino que o seu tempo encurta por demais, então filho, te construas o mais depressa que puderes porque o chamado é constante sobre vós. Tu te determinas a finalizar os escritos em leituras e procuras sapientar-se através de seus rituais mágicos, cantando constantemente os versos sagrados de Chaitanya. No quinto e no sexto verso, tu concluirás o chamado para a vinha do alto, teremos um comprazer em ramificá-lo nas coordenadas mágicas, viemos surgir, pois não, então vamos concluir o chamado para que possamos legitimar os fatos da saudade?


"Oh! menino redentor, tu me queres a brincar, viajar por universos e alma encantar com sorrisos de alegria tu me levas a brincar. Nos meus sonhos de criança eu também já o quis sonhar e agora como adulto eu me vejo na criança e a mágica é tão bela, que majestosa aliança".


- Venho por vós filho, legitimar o verso da aliança, somos uno na carne e no espírito, lembre-se bem disso. As tuas chaves tu encontrarás dentro de ti mesmo, como alma criança e aliançada a Mim o todo que o conjunta no firmamento santo.
Que todas as glórias vos sejam dadas e que tu oh! menino, firme-te cada vez mais, no alicerce sagrado dos deuses. Nós o conjuntamos para o aprendizado e agora o tempo o chama, versifique-se como alma estelar. Amena




22/01/2006


Veja filho... A natureza pecaminosa compreende os sentidos, desfalecidos, da velha condição em autonomia sobre a alma. Agora vamos relembrar o poderio que desmembra o universo maior de Krishna em potencia, é claro...
Os meninos que viajam no tempo da ignorância, vamos aqui esclarecer como tema "absorção dos sentidos pela autonomia de Maya", viajam como almas em busca de prazeres objetivando os valores que Maya os concede como: glória, poder, honraria, posses para usufruir dos prazeres luxuriosos que é muito comum na natureza pecaminosa. Dentre esses estímulos de valores o que realmente a alma necessita chama-se glória em expansão para o universo, não correspondendo aos valores puramente terrenos. Seguir os desdobramento para o falso ego é legitimar a sua prisão na ordem que o consome, pois quando a alma cede aos desejos desenfreados do falso ego, ele se auto-estimula percorrendo os maiores prêmios para a mantenação, em busca de prestígio em sua soberania. Tudo que se prega como felicidade é uma grande enganação para os sentidos, porém nem todos se enquadram aos desejos dos sentidos em busca de realezas para si próprios... Nosso Conselho Maior vem desfazendo, gradativamente, através dos tempos essas quantitativas desordens. O livre condicionamento na luz através dos sentidos, "aprimorados na compreensão", revela que o padrão de almas sempre corroborou o velho ensinamento no que se diz: Os prazeres dos sentidos desgovernados nos consome até a alma. Isso quer dizer que mantém-se dentro de ângulos menos favorecidos para a luz da compreensão. Sejas breve filho... Nós o aguardamos dentro de um desfolhamento e não queremos retardá-lo, pois não..?
Ákiron




25/01/2006 - 10:35 hrs


O velho Ancião era um comendador de almas, o que para ele era um ato de misericórdia em nome do Senhor e que muito, muito o felicitava. Um dia, esse Ancião deparou-se com uma flor de encantos e de tanta beleza, que o fez pulsar o coração legitimando-o em novas coordenadas de manifestação. Talvez ele quisesse estar livre de tal sentimento, pois supunha que, o próprio, servia apenas ao Senhor e não a si mesmo. Esse sentimento que o Ancião começava a desnutrir de si, tomou força tão ativa que o fez descontentar-se de si mesmo, pois para ele era um absurdo em loucuras, o Mestre o servia e ele ao Mestre, conduzindo formosuras de almas ao cume do Senhor.


- Servir ao Mestre é um ato de grandeza e não me permito servir-me de tal sentimento, sentirei vergonha de mim mesmo quando chegar a hora de me apresentar ao meu Senhor. Não! Jamais me renderei a esse sentimento, pois que quero estar inocente e puro como uma flor no jardim de meu Mestre, meu adorado Senhor.


O Ancião sofria muito e já se desqualificava da vinha do Senhor, se sentia inóspito para a sua deliberada posição no mundo.


- Tenho que crer no Senhor, o que ele determina para mim é e sempre será um ato de prazer, porém, já com este sentimento tão fervoroso não o avalio em função do Mestre. Oh! Senhor, socorre-me deste fardo que o torna para mim um grande peso, que não posso carregar sem a Tua presença. Mostre-me Senhor a tua face, para que eu possa compreender a causa que torna-me descontente por mim mesmo!


O Senhor ouviu o Ancião e tocou-lhe a ferida no momento certo e disse-lhe:


Oh! menino, porque sofres se Me serves com tanto amor e devoção, contenha-te na tua fé e sirva-Me com o mesmo amor que sempre tivestes por Mim. Em minhas andanças pelo sistema planetário, são raros os que verdadeiramente Me servem com o coração entregue somente a Mim e isso muito Me alegra por tamanha devoção, mas te falta a minha Luz dentro do teu coração, manifestando a verdade e tomando expansão. Amor por amor de si mesmo é a resposta que te dou para o sofrimento que o intenta na minha Eterna Canção.


O Ancião por inúmeras vezes tentou decifrar o que o Mestre lhe transmitiu, porém sem êxito, ficou indisposto para a Obra do Senhor, pois, não se sentia mais um servidor e sua presença diante das formosuras de almas, muito o envergonhava. Sentia-se impuro no coração, porque o seu Amor foi corrompido por sentimentos que ele próprio desconhecia.
Prostrando-se em recolhimento, o Ancião muito meditou e chegou ao seu próprio veredicto, indagando a si mesmo:


... Sim, se tudo é cria do Criador, até mesmo o que sinto deve ter o seu valor, mas ainda, não há estímulos para que eu tente compreender à luz da razão. Oh! meu coração se pudesses falar, decifrarias para mim o que o Mestre me transmitiu?


"Ouve-se à Luz da razão, ouve-se à luz do coração
O Mestre está no parapeito, é lá que toca a canção".


De sobressalto o Ancião tornou-se muito inquieto com o que acabara de ouvir, pois foi a sua primeira experiência com o seu interior e em voz silenciosa perscrutou:


... Lá no fundo, bem fundo é que deve estar a resposta para o meu sofrimento, vou busca-la, mergulharei bem fundo dentro de mim e acharei com certeza o antídoto, na minha alma.


A riqueza dessa viagem interior ao encontro com a sua verdadeira identidade proporcionou-lhe uma experiência extraordinária. Vislumbrou um mundo maravilhoso, com suaves melodias cantadas por pássaros azuis, e lá estava ele, o Mestre tão adorado e a seu lado sorridente, estava um pássaro com um aspecto muito jovial, viu pela primeira vez a essência de sua alma.


- O Cordeiro de Deus é quem eu represento!


Reconheceu-se imediatamente no pássaro azul, "Aquele" que era e que tornará a Ser.
Provendo-se então desse momento, perguntou diretamente à sua alma alada:


Oh! minha divina alma, sabes o que me atormenta não sabes, então o que faço eu?


- Ame e realize o amor no teu coração!


Porém o Ancião ainda titubeou: - No meu coração só há espaço para o amor do meu Mestre!


E sua alma alada lhe responde:


- Lembra-te, Eu estou nele e ele em Mim e o Todo no tudo que é formaliza a canção do Mestre em forma de amor, mesmo na sua infinitésima parte de sua manifestação, o amor é a causa maior de sua proliferação. Compreendes o que eu te digo, ouça a canção do amor que surge do teu coração e seremos unificados no Mestre.


Desde então após ouvir os conselhos do pássaro azul, o Ancião curvou-se aos pés do Mestre, e beijou-lhe os pés em respeito e adoração e elevando os seus olhos para a feição do Mestre, viu que Ele lhe sorria e olhando para todos os pássaros presentes ao seu redor, vislumbrou o Senhor presente em todos e o Grande Mestre lhe confiou em segredo, o que será revelado ao mundo quando ele retornasse de sua grande viagem ao interior de sua alma benquista.


A viva voz o Mestre lhe pronunciou:


"Eu Sou o suporte maior da tua fé, voe para Mim que o realizo em Mim mesmo dignificando o teu amor santo, junta-se também a Mim, na minha Eterna Canção: O amor por amor de si mesmo".


O Ancião condigno de tanta revelação, retorna ao mundo para anunciar a palavra santa que muito mais satisfaz o Mestre e pretende auto-realizá-la: Eu Sou no tudo que é.
Esse é o livro aberto da alma, para quem o reabre uma luz, para quem o sente uma marca, e para quem o lê, um despertar ao Divino Esplendor, é glorificante. Ouvir a voz do coração é calar a voz da razão.


Logo a seguir, apresento aos corações de luz um dos prognósticos da saudade, que cura e santifica os atos da servidão, não só para mim, senão para todos que possuem um coração repleto de amor a Deus e à toda Sua criação, mas isso é revelado apenas a alma que descansa, na eternidade do elo perdido.


Todo aquele que provar do mel, deve alimentar-se do mel constantemente, adoçando os sentidos e provando aos demais, que a cura dos sentidos provem da boa fé, agora, insuflando discórdia e desobediência, estabelecendo-se ainda na glória pessoal, este sim, será sempre um mal acorde que sustenta-se em sua riqueza pessoal.


"Um logro viaja para uma terra bem distante à procura de ouro, pois sabia que lá encontraria a fortaleza mágica para a sua condição, desnutrida de bens e valores condizentes a uma boa apresentação no mundo em que vivia. Chegando em sua terra prometida, levando consigo o luxo dos sentidos, determinou que assim que encontrasse esse tesouro mágico, levantaria sua honra e não mais se machucaria com o destino, desaprovado por ele próprio. Animou-se, para a realização de seus sonhos proeminentes".


Acontece que este mesmo tesouro, que muitos hão de buscar é uma pequena partícula do desassossego, porque vossos sonhos de conquista, dando prioridade ao eu pessoal, não revela solidez em sustentação para a felicidade eterna, esse mesmo tesouro não pertence ao mundo, porque não foi deixado para a construção de ideais, procrastinado no eu pessoal e sim revelador dos novos sortimentos.
Seu brilho pode cegar, porém, não o acolherá para uma fortaleza desmedida de realização no tempo que lhe cabe e sim, o proverá para saborear a realidade de uma nova apresentação por meios, menos favoráveis, dando regalias embora ilusórias, mas rica em aprofundamento para reconhecer que este ouro nada vale, se não se tem um coração nobre e sustentado na verdadeira riqueza servindo aos necessitados, aos famintos, aos desprovidos de sustância para permanecerem num abrigo, que os possa acolhê-los para fora das noites sombrias e tempestuosas.
Este senhor, que descobriu e desvendou o mistério do se doar, gera o amor incondicional, esquecendo-se e privando-se de suas realezas, contribuindo para a afabilidade por seus contemporâneos do destino...
Aliviai a dor da saudade e libertai dos condoídos, a fé, que os renovará para multiplicarem esse novo apêndice, amor incondicional. Paz, Amena vos serve filho e conquista-o pelo coração de vossa alma-Amor.


18/03/2006 - 05:07 hrs


Há mais de 5000 anos atrás, para ser mais preciso, 5200 anos, um menino apareceu desfolhando-se na alegria por seus poderes sobrenaturais. Uma aliança formada com os deuses do Amem o reportou na saudade e ele percebeu que era mais antigo que todos os elementos sagrados da vinha do Alto. Deu-lhe a si mesmo um ato de grandeza revendo seus estímulos e dirigindo-os ao infinito em busca da ligadura com o seu Criador. No mesmo instante que ele "O"encontra, no parapeito da saudade, revive a glória total e as bênçãos caem do céu e livra-o das correntes contrarias que o aprisionavam em estado de semiconsciência Deus-amor. O menino Ákhila foi contestado por muitos, que não o compreendiam por seus poderes tão latentes, e os exibia sempre em grandeza dando acolhimento a muitas almas famintas, ele era Deus porque Deus vivia nele, ele era o Mestre porque o Mestre estava nele, como explicar o menino sem conhecer o estado de bem-aventurança?


Que semblante era aquele que a muitos acolhia, que momentos tão divinos para as almas, quanta alegria e isso foi apenas um sopro do divino esplendor de Krishna, porque quando Krishna resolve se apresentar, sai em busca de um coração e o toma para Si.


Essa conjuntura é conhecida pelos deuses do Amem como: “A aliança mágica do Amor Supremo”.


Veja filho, há vários acordes escritos no tempo e nem todos foram revelados, tudo que já existiu, sempre será uma "Eterna saudade". Paz, Akman


20/03/2006 - 04:10 hrs


Vamos concebê-lo na ordem decimal filho, nos 72 segs, por décimos originais, tu terás um grande movimento proporcionando-lhe sabedoria-prema. Veja os cálculos prosseguindo na raiz ou seja, o número sagrado de Aknaton será ofertado a vós dentro de novas configurações, pois o mesmo ser-vos-á a relíquea santa da sabedoria. Seremos grato dentro da divina Ordem secretada a vós tão somente.
Há um jogo de informações surgindo sobre vós, que advém de outros sistemas evolutivos apresentados à Terra, nisso concluir-se-á que o vosso surgimento, abalará todos aqueles que estão pré-alicerçados a velhos costumes, em desordem por cegueiras constantes.


Oh! menino, o vosso Pai vos revela um surgimento assustador para muitos, pelo que se vê na linha do tempo, haverá um grande desmanche em muitas religiões, que se movimentam em busca de liberdade. O nosso amor vos revela que a cura virá pela alma e não pela soberba a que muitos se estabelecem.
O movimento para a consciência de Krishna é o melhor surgimento já existido através de todos os tempos, nele se encontra a Verdade em Luz e expressão, na divina qualidade de manifestação, portanto, nós o conjugamos para que tu te manifestes na raiz do verso original, porque lá está a Verdade absoluta e a Verdade se chama Krishna, o ultimo dos primeiros degraus da evolução máxima a ser alcançado, dando o acorde a seus benfeitores da humanidade.


Se Deus nos enumera à condição de alcança-Lo para a grande junção, no que se diz, Eu Sou nele e ele em Mim, porque não sonhemos com o prazer da realização Suprema?
O Mestre está no parapeito é lá que toca a canção e quando todos aprenderem a ouvir o Mestre, sim, teremos um mundo de paz e muita luz. Somemos e multipliquemos os atos de adoração a Krishna-Vishnú para dar inicio à grande revolução interna em cada individuo que incorpora o amor na escala evolutiva. Há valores que os concebe na glória e há estímulos para se alcançar a verdade, basta se apresentarem ao coração da Alma do universo. Que a paz seja um grande sortilégio, para muitos alcançarem a Divindade maior. Ákiron


26/03/2006 - 19:37 hrs


Querido companheiro, eu sou o vosso patrimônio sagrado e me apresento a vós como o vosso maior tutor no momento, o meu nome eu vos revelo como Ashnon, porém no enquadramento santo tu me terás como Aknaton, o Rei do sistema operante. O que vem a ser o Sistema operante?
Vamos lá concingir os fatos permeando os caminhos do Sol. O nosso Sistema operante revela-vos que no Sol, os deuses do amém controlam com soberania, todas as almas que se encontram em estado de graça para uma glorificação.
Nesse ínterim de acontecimentos, todos, em uníssono contribuem com suas radiações em auxilio as almas que estão despertando de um sono profundo e se reconhecem como alma solar, provenientes do coração do Sol. Esse grande astro é que vem impulsionando a realeza do grande sustentáculo, a que chamamos Krishna Hare.
Todos os membros que se encontram na Terra em estado de adormecimento, são religados a partir de vossa apresentação filho, como Akman, porque o vosso estado incorpora uma centelha que vai além do sistema Solar.


Veja filho, nós estamos vos revelando um quadrante santo, que por sua vez o levará para bem distante , muito além das galáxias que provém de vosso sistema de formação mahaprabhú.
Todos os Conselhos, formados para atingir o objetivo principal, há que se chamar renascer na luz, vieram restabelecendo o vosso sistema anafrôntico, dando-vos impulsos em 32 pulsos por segs em vossas células embrionárias, isso decorre na linguagem universal, amor subtendido na forma como julgo necessário do aprimoramento sustentável, para a revelação.


Somente tu, nesse novo enquadramento que terás, será provido de uma aliança por demais sagrada, com o Mestre de infinitos sistemas de crias.
Lembre-se que o amor sustenta e equilibra os universos e esse mesmo amor, vem vos pareando com a Alma do universo. Se Krishna o escolheu como alma representativa de seus inumeráveis universos criados para sua expansão, o que devemos crer é que na arte de servir no amor de vosso Mestre, tu mesmo te espelharás na criação do lindo movimento que se forma diante de teus olhos.


Oh! Senhor, quando os olhos da menina reabrirem-se para Ti, essa concha que a guarda servirá apenas para sua manifestação, o que a tornará visível diante dos olhos dos infames.


Oh! lindo movimento que vos estabelece filho, e como soprano dos deuses de Rá, esse movimento vos acolherá de imediato. Liberte-se dos prazeres dos sentidos inferiores e saboreie o amor que vos surge. Paz, Aknaton, o vosso servo se faz presente numa liga descomunal para sempre.


01/04/2006 - 20:43 hrs


Veja filho, os Puranas eram povos e legítimos hospedeiros da casa do Mestre e o Mestre os acolheu devido a incorruptibilidade de suas almas benquistas. Lemos nas escrituras apresentadas um acúmulo de informações bendizentes e bem apregoadas em cada verso cantado, portanto, não há dúvidas sobre a apresentação dos Kirtanas, porém o anuncio atual sobre a nova apresentação na forma, não quer vos dizer que a mesmice de sempre, não é contemporânea e sim vantajosa para um estado de alma , que lidera movimentos monstruosos em autonomia sobre injustos e infiéis. Paz, Akman vos acompanha na leitura.


02/04/2006 - 04:35 hrs


Oh! livro de sabedoria védica, prestai ao menino para a conclusão final!
Olhe para mim filho, o que sou para ti Keshava, Ananda ou opulência dos sentidos apenas, corrija-me se puderes e eu vos darei a minha flor de lótus? Alimentai o vosso coração, constantemente, por mim e as qualidades como alma surgirão diante de ti. Velai por mim e eu o enquadrarei em mim, pois eu já o possuo por inteiro, apenas vos digo em forma de canção: "Oh! vasudevaya, a cria chama-se namah e eu o tenho predito". Há uma comunhão santa filho, ao vosso alcance em Krishna e por Krishna, tão somente.


P- O texto acima o que é isso, quem fala e transpõe a ordem a outro?


Quem se espelha em mim, corre em teus braços por mais uma vez. A vela acesa nunca se apaga e revela sua luz , nesses termos circunscrevo a minha audiência em versos, como almas legitimadas na eterna canção. Vem por mim o grito de guerra, vem por mim o grito de paz, lembre-se, aquilo que se chama devoção para vós vem em busca de luz em ascensão para o dedo do Mestre, que apontará aos fracassados de Sua concórdia, o valor da perda dos sentidos e aqui se refere a alma pecadora.
Paz filho, não tentes compreender com a vossa razão as coisa do céu, são porque são as qualidades, intransponíveis, para um coração formoso. Que a lua da benção o revele como um grande elemento de Sri Krishna Chaitanya Mahaprabhú. Há qualidades satisfatórias para isso filho, vás te acostumando às mudanças corriqueiras.


05:35 hrs


Filho, vamos completar o ciclo de devotamento para vós em 32 apêndices santos e isto quer vos dizer 32 atitudes internas, que venham corporificar um estado de alma legitimado. A tua combinação alquimica vos estabelece em realezas supranaturais, vês os comichões vos surgindo para a glória do saber? Sinta-se seguro desde então, porque surgirá diante de vós uma flor de lótus e muito santa por sinal, acalme-se, segure-se na vossa fé e renuncie os prazeres mundanos da carne , porque um novo amor vos busca na arte devocional.


Oh! liderança do prazer conjugal, que Krishna somente Krishna o represente nesse momento em que vos surge!


Alimentai o vosso coração para o amor a Krishna e o toque na canção vaishnava. Paz, amor e devoção constante haja sobre vós, filho da glória estelar. Amena


02/04/2006 - 12:10 hrs


Oh! liberdade incondicional, o que queres atingir, a mim, o vosso predecessor ou a uma guia santa tão somente?
Oh! filho mahaprabhú, tu te acostumastes a seguir caminhos correspondentes aos versos de Chaitanya, na arte do renascer e agora estás a manifestar magnificência por atos de adoração máxima a Krishna-Vishnú. O Templo sagrado a ser construído chamar-se-á Templo de Adoração a Vishnú e esse mesmo templo acolherá as almas famintas de amor ao Supremo Manifesto.
Diga-me o que sou para ti peregrino e eu o responderei com uma chuva de benção iluminadas por Acharias, lembres, o que vos advém com prenúncio de saudades chama-se Krishna e esse véu responderá a muitos que o perseguirem, dentro da ordem sanyasa, com valores estimados na causa santa.


Oh! filho, tu te preparas para um surgimento em realeza e grandeza de alma, porque a tua noiva celeste, há que se condizer alma reeleita, vem discernir para muitos em atos de compaixão fé e sabedoria na arte devocional. Nossos itinerários para vós corresponde na linha do renascer, o ressurgir para um angulo mágico, codificado por membros de altas escalas evolutivas. O amor que pregarás chama-se atos do prazer para Vishnú.


"Oh! alimento muito bem glorificado, alimentai as pobres almas para que seus invólucros correspondam bem, a santidade da alma".


Veja filho meu, o teu nome santo tu o guardarás em segredo até que se faça por completo a tua maior insígnia, ou seja, o belo e monstruoso seguimento de adoração a Krishna Maha-Vishnú. Paz e benignidade no sortimento da fé. Akman o revela na tua diretriz, junto ao amor santo que vos buscará na arte final, amor-prema. Ákiron


05/04/2006 - 04:50 hrs


Vos há uma ligadura santa pela frente não é mesmo filho?


R- Sim, é algo intransponível para mim, em limites de compreensão na forma que me atenho.


Veja filho, nós vos estamos preparando para que atinjas o nível exato da verdade suprema. O Todo em ação o conjunta como um ser bioforme, que não surge criado por nenhuma ligadura neste plano que vos mantém. A ordem dessa natureza não o compreenderá devido ao estágio conflitantes de leis em atuação sobre ela, a mesma encontra-se na luz do renascer, como consciência planetária, o vosso globo sustenta uma consciência biológica em vias de desaparecimento e isso quer dizer, Transformação por níveis de consciência de Deus na forma de manifestação Solar.


Veja que todos os pontos do universo no momento da criação, revela a expansão da consciência do Mestre, Krishna está em expansão contínua e presente, sempre presente em todas as partículas como poeira cósmica, em movimentos ondulatórios. Sapiente-se disso, porque o que vos transmito com clareza de vossa grandeza é que uma partícula representa o Inimanifesto.
Vela-se com sabedoria a vida em expansão pelo amor do divino Ser, que sustenta e mantém o universo de infinitos sistemas de crias em ordem e bem-aventurança. Eu o releio constantemente em pregações por muitos universos, revelando canções de puro amor.
Venha, vamos prosseguir em números exatos toda a formação de vossa conjuntura estelar, esqueçamos no momento os confrontos que terás pela frente e nos concentremos no amor a Vishnú, porque sendo o vosso sustentáculo na ordem devocional, tu o absorverás no coração de vossa alma reeleita, como soberana no teto do Senhor. Alegrai-vos filho, eis que vos surge a providência divina. Paz e ascensão contínua, amor e glória. Krishnaluz


06/04/2006 - 05:25 hrs


Oh! querido, Árjuna ao consagrar seu coração a Vishnú, correspondeu, ele próprio, em bem-aventurança, na compreensão como o avatara de Deus. Hoje somemos todas as venturas consagradas ao Mestre Supremo, mas nada se compara a Sua divina apresentação na forma de Krishna. Kuntidevi apresentou-se como anfitriã, o próprio a redimiu para Si na sublime canção dos imortais.
O amor não tem forma, então porque criam formas de amar, Kuntidevi, aproximou-se de Krishna por devoção em larga escala de compreensão, veja e sinta que o amor é quem lidera o movimento da compaixão e o amor implicará em devoção máxima a Krishna Maha-Vishnú. O nó da sabedoria védica é que translaça o movimento da expansão do amor a Krishna como o Ser eterno, em partículas espalhadas por infinitos universos.


Oh! amor, como te constróis em Ti mesmo.


Veja e sinta o verso da canção do amor em si mesmo e vos conclua, o ato de fé. Paz, amor em grandeza, é o que vos desejo no vosso momento filho. Amena, a vossa guardiã.


07/04/2006 - 04:15 hrs


O livro da vida revela o seguinte:


"Deve-se estar pronto a oferecer respeito e amor a seu semelhante".


Então, quando se ouve um orador repleto de amor por seus anfitriões, combinam-se numa causa, a perfeita servidão. Servir como elemento perfeito, é um ato de grandeza para Krishna, o Deus do amor misericordioso.


"Avantajai os vossos atos de pregação, oh! andarilho, pobre alma, subas até Mim".


Esse é o verdadeiro enlace entre um Mestre fidedigno e seu discípulo construtor. Vamos complementar todo o verso do cantar, não é mesmo, Krishnaloka nos espera para um serviço encantador. Paz, Akman.


10/04/2006 - 04:05 hrs


O Comando Maior de Krishna Hare filho meu, o assume para um alto compromisso com as esferas cor-de-rosa. Amena a vossa anfitriã o recebe no coração e o alimenta constantemente através da absorção dos sentidos para Akman. A consciência de Akman paira sobre vós com um acúmulo de informações, incompreensíveis para a raça humana. Há que se chamar para vós raça adâmica. Nestes termos o universo cria e recria as condições preliminares para uma constituição de almas benditas. Veja filho o que o constrói e alimente-se bem na cultura védica, pois o mecanismo de disparo contra a ordem do pecado valerá pelos ângulos devocionais, sendo manufaturado pelos tesouros correspondentes à alma divina original. Ser o centro de atenção no mundo das trevas é concluir o fato do aparecimento da manifestação do Mestre Mahaprabhú. Devemos crer que para isso tu venhas confundir os infames na desonra por seus atos de entrega a Krishna Mahaprabhú. Ser Deus é um aspecto de loucura máxima dos sentidos ilusórios, porém realizar Deus e desvenda-lo revela a cultura da alma e a cultura da alma é a verdade pregada em luz e ascensão para que muitos O aceitem como o verdadeiro alimento de que as almas necessitam.


Ó Senhor, quando o marido procura a esposa? Quando sua alma aprende que o desenvolvimento total da realeza do Mestre permanece inativo? Quando a verdade manifesta será realizada em corações puros, tão somente por amor e devoção legitimados na fé?


Esse jogo que sofres filho chama-se atitude de ignorância, para muitos, porém filho a verdade, apenas a verdade o construirá para sempre. Servir ao amor na arte do perdão é revelar sapiência e construir um mundo de esperança e paz. Assim que Deus no Universo Supremo decidir “FAÇA-TE LUZ”, todos compreenderão que luz é misericórdia e misericórdia é comunhão sagrada com o Espírito redentor. Que a paz se assenhore da alma dos pequeninos para uma revoada de fé. Akman


11/04/2006 – 05:47 hrs


“Aquilo que se prega é aquilo que se vive”Esse é o verso da canção vaishnava...Quando o elemento descobre que em si jorra sabedoria ele comunga solidão prema. Deve-se concluir, portanto, que a verdade tem um preço a ser alcançado: A renuncia total. Mas, com base na renuncia grandes e elevados devotos calçam as sandálias do pecado e constroem monumentos acreditando serem os perfeitos, os libertos e produzem o sal em vez do açúcar. A mente analítica deve ser conduzida para o seu desfalecimento total, porque na redenção o próprio coração cria a sua inteligência e inteligência revela a alma que, ainda assim, sustenta a qualidade maior que se chama devoção. A lei dos sentidos inferiores cria ilusões, com os objetos dos sentidos, filho, produzem elementos tão sofisticados que a mente analítica corrompe os estágios tão necessários ao compromisso santo à lei do renascer. Há que se conjugar o verbo na lei do Alto Supremo para que todos assim o assistam como grandeza de alma reeleita ao verso original de Krishna Mahaprabhú. Chaitanya o grande soberano na arte do servir, cumpriu vários estágios para a sua evolução total. Compreendeu a sua natureza prematuramente e cingiu-se dos acordes dos mentores, dos mestres que o acompanhavam. Também aqui o qualificamos como Espírito Redentor...Fala a superalma, age com clareza e devoção máxima aos pés de lótus do Senhor Krishna. Prabhupada condiz em suas traduções e revela o máximo da composição sânscrita cada elemento de Sua grandeza. Krishna Mahaprabhú o reteve em versos originais como alma suprema e se krishna correspondeu a supranescidade da alma de Prabhupada, o que verdadeiramente ensejamos ao atingir a verdade prestada em serviços devocionais apenas..? Há que se atingir um lugar ao alto e isso quer revelar uma qualidade suprema de alma reeleita pelo verso da canção do Senhor Mahaprabhú chaitanya Mahaprabhú. O espelho da vida começa agora filho,a se manifestar para vós e terás um espelho como o brilho do sol de Krishna Mahaprabhú. Só pura emoção, puramente emoção por haverdes qualificado os estágios de vossos costumes santos. Que a paz vos remaneje para o alto da conquista. Amemos-nos. Akman, o sentinela presente no vosso momento.




10/04/2006 - 05:26 hrs


O consumo, energeticamente falando, de carne filho meu, em detrimento corrompe os sentidos da alma original, porque os sub-elementos correspondente à evolução da alma animal, são ingeridos provocando inúmeras seqüelas no ser herbívoro, quero traduzir em uma linguagem soberana, que os humanos na verdade deveriam alimentar-se, provavelmente, de suprimentos que absorvem a luz solar. Os frutos, tornam a força energética ativa e muito bem satisfatória para uma comunicação interna com o Mestre redentor. A alma animal carrega em si o protótipo do original, evolução consiste em crescimento e expansão da luz, propriamente dita, a consciência progride nestes termos como fragmento estelar.


A semente do amanhã chama-se Krishna no parapeito, a Superalma, o vetor da liderança da vida, temos assim um conhecimento superficial do que se traduz, alquimia da vida. Lembre-se de que para o momento, o teu amor sagrado é que deve ser construído primeiramente e após o usufruto do amor dos deuses, terás a canção mágica manifesta. Paz, Akman no avérbio da saudade.


10/04/2006 - 14:35 hrs


Filho, vamos avantajar o vosso crescimento desde já, no que se traduz um caminho bem sucedido dentro da ordem sanyasa. Pelo que se traduz, conhecimento estelar, a fagulha do Altíssimo realmente necessita de um alimento satisfatório para a sua composição alquímica no corpo. Os sub-elementos de origem animal, ingeridos provoca a desumanação no corpo físico, fora os fragmentos que pertencem a origem animal em sua evolução, ainda que corpórea. A alma assume vários corpos para a sua manifestação e dentro de uma escala evolutiva, corresponde a um número de ações formadas por células e na combinação entre células humanas e células animais, há uma desestrutura total e pode causar todos os tipos de doenças, e ainda assim, até hoje procuram (os seres humanos), antídotos para as doenças que surgem. Veja, nós compomos para vós uma alimentação a base de frutas e aminoácidos que correspondem a um equilíbrio entre os corpos físico, mental e espiritual. Sabemos de sua importância e apelamos a todos que re-estimulem-se para a troca de alimentação, desde já. Alguém já vos perguntou anteriormente:


Oh! mestre, o que sonhas para nós, para que sejamos o começo da vitoriosa conclusão?


E tu mesmo em tempos outrora, respondestes:


"Aquilo que vos alimenta, torna-se o sangue e esse mesmo sangue, corre por todo o teu sistema corpóreo, porém, os seus fragmentos mais sutis revela o testemunho da boa ventura".


Esse condimento que todos necessitam consentir para uma renovação celular chama-se luz solar. Há que se revelar para todos, pois o momento é muito oportuno, pois não!


Akman vos sugere filho, que ingiras em vosso organismo muitas frutas e alimente, principalmente, o vosso coração transfigurando os sentimentos que coexiste ainda em vossa formação. Paz, Amena vos serve com amor e devoção.




11/04/2006 – 05:47 hrs


“Aquilo que se prega é aquilo que se vive”
Esse é o verso da canção vaishnava...Quando o elemento descobre que em si jorra sabedoria ele comunga solidão prema. Deve-se concluir, portanto, que a verdade tem um preço a ser alcançado: A renuncia total. Mas, com base na renuncia grandes e elevados devotos calçam as sandálias do pecado e constroem monumentos acreditando serem os perfeitos, os libertos e produzem o sal em vez do açúcar. A mente analítica deve ser conduzida para o seu desfalecimento total, porque na redenção o próprio coração cria a sua inteligência e inteligência revela a alma que, ainda assim, sustenta a qualidade maior que se chama devoção. A lei dos sentidos inferiores cria ilusões, com os objetos dos sentidos, filho, produzem elementos tão sofisticados que a mente analítica corrompe os estágios tão necessários ao compromisso santo à lei do renascer. Há que se conjugar o verbo na lei do Alto Supremo para que todos assim o assistam como grandeza de alma reeleita ao verso original de Krishna Mahaprabhú. Chaitanya o grande soberano na arte do servir, cumpriu vários estágios para a sua evolução total. Compreendeu a sua natureza prematuramente e cingiu-se dos acordes dos mentores, dos mestres que o acompanhavam. Também aqui o qualificamos como Espírito Redentor...Fala a superalma, age com clareza e devoção máxima aos pés de lótus do Senhor Krishna. Prabhupada condiz em suas traduções e revela o máximo da composição sânscrita cada elemento de Sua grandeza. Krishna Mahaprabhú o reteve em versos originais como alma suprema e se krishna correspondeu a supranescidade da alma de Prabhupada, o que verdadeiramente ensejamos ao atingir a verdade prestada em serviços devocionais apenas..? Há que se atingir um lugar ao alto e isso quer revelar uma qualidade suprema de alma reeleita pelo verso da canção do Senhor Mahaprabhú chaitanya Mahaprabhú. O espelho da vida começa agora filho, a se manifestar para vós e terás um espelho como o brilho do sol de Krishna Mahaprabhú. Só pura emoção, puramente emoção por haverdes qualificado os estágios de vossos costumes santos. Que a paz vos remaneje para o alto da conquista. Amemos-nos. Akman, o sentinela presente no vosso momento.




12/04/2006 – 05:32 hrs


O vosso testemunho é grandioso, não é mesmo filho..?
A palavra na canção dá, traz o testemunho da grandeza soberana de Krishna, o Mestre redentor. A palavra em sânscrito possui poder transformador, libertador e assim que todos se acostumarem a viver a palavra, o mundo estará universalmente em Krishna. Seremos compatriotas ao demonstrar que a plenitude do Mestre acorda em canções vaishnavas, belas e tão formosas almas. O amor é a glória e a glória é inatacável.Ver sem crer e crer sem ver de onde virá o testemunho..? Do SENTIR, eis a resposta concreta que vem estabelecer a Ordem do Imanifesto. Se Krishna procura estabelecer Sua origem no principio ativo em cada um, em cada forma de vida, porque desvencilhar o ato em ignorância, pelos sentidos mal localizados nas centúrias do Mestre..?
“Aquele que se corrompe pelos sentidos deverá pagar opróbrio por seus atos, desmerecidos da lei suprema”. Isso vos é dito filho para que tu possas cumprir em versos legítimos uma formosa audiência para Krishna, porque seus filhos são seus eternos e adoradores devotos e Ele os recebe intimamente pelo verso da canção Vaishnava... Preste atenção filho... A glória de Deus manifesta através de corações puros, anatha. Significa normalmente o aceito e todos nessa condição serão aceitos graças a misericórdia do TODO em ação que os conjunta como almas reeleitas. Veja e os assista bem, porque o compromisso que tens com a Ordem Sagrada chama-se Bakta e a Ordem assim vos permite prosseguir. O amor jorra lembranças para ti e um novo surgimento renasce das cinzas. Esse é o véu que será levantado sobre vós. No amém estás e no amém ficarás. Paz. Akman no vosso cortejo como a flor de lótus do Senhor...




13/04/2006 - 04:45 hrs


Todos, costumamos chamá-los, filho, de asuras, os demônios invisíveis da ordem dos mestres das sombras, assim revivem as sofisticações da boa fé, os estudantes de magia prática. Esses elementos que compraziam a ordem dos pecados, filho, são desgraçados por natureza, existem os fenômenos naturais de Deus e em contra partida os fenômenos criados e recriados pelos asuras.


Devemos concluir que, o novo comando que se aproxima de vós, repele de vossas imediações, todos aqueles que possuem poderes místicos com capacidade de manifestações extra-física, portanto filho, não vos perturbe com alguns que vos procurará para satisfazerem suas curiosidades.
Alimentai os corações dos necessitados e encorajai-os na boa fé dos justos, para que compreendam, verdadeiramente o que se chama sabedoria Védica, aqui se prega e aqui se vive, eis a questão a ser-vos resolvida. Akman de Anaê, merece o título de grandeza para uma manifestação de glória. A serviço, Amena, a vossa guardiã que vos dá guarida santa.


14/04/2006 - 05:16 hrs


O que há de novo a ser apresentado filho, só mesmo o Amor em sua proeza e legitimada autonomia entre todos os povos e nações. A lei do renascer revigora a canção do Mestre Mahaprabhú, determinando a ciência do auto-conhecimento, aqui se presta, a revelação de Deus como amor auto realizado em si mesmo.


Veja filho, Kuntidevi na figura humana, como mulher pregou satisfação plena e renuncia total aos prazeres da carne, sim, haverá um lugar no céu para todos, há que se chamar Devakan, um estágio alcançado por almas que se apregoam ao chamado do divino renascer. A preleção é feita para que muitos reconheçam o amor, o divino amor em formação pela centelha do espírito, consagrado ao verso da canção Mahaprabhú Chaitanya Mahaprabhú.


O serviço que muitos devotos pregam para o renascer, chama-se deveres santos, porém no acorde perfeito há que se ter compreensão plena do chamado. Tornar-se perfeito como perfeito é o Senhor, o Pai da criação, é dar à sua luz um fragmento de Sua expansão como auto-realização plena.
A arte, a verdadeira arte complementa a criação de Deus, servindo-se como elemento do suporte do amor universal, o amor que sustenta e mantém universos infinitos em expansão apenas por desdobramentos, expandindo-se em fragmentos de luz pura e divinal. O amor é a luz e a luz compenetra as realezas Supremas de Krishna-luz.


O livro da vida filho, será reaberto apenas para a incorporação da Verdade Suprema. Se Krishna determina a Sua divina expressão em toda a Sua criação, porque não se compreende que até mesmo a causa da existência revela a Sua autonomia perante todo o sistema complexo, há que se chamar “Causa Principal da Eternidade em Luz e Expressão da Verdade Absoluta”.
Temos um premio bem maior para ti filho, quero vos revelar um segredo em costumes santos e ordinários. O amor que vos estimula na igualdade, chora um valor santo e não se sabe como redimir-se dos pecados cometidos contra a lei do amor santo, agora sai em busca da revelação e progride para uma divina formação. O que vos houve na presença do Mestre Aknaton, em épocas passadas haverá novamente, dando-vos a qualidade perfeita de um puro amor legitimado apenas nas formosuras do auto-conhecer. Esse lembrete é para que tu filho, te reconheças no amor e na forma de amar.


O segredo do universo em expansão para o movimento da consciência de Krishna é sapiência e sapiência em Deus revela luz, cor e ação de graça, repercutindo em fagulhas que se espalham por infinitos mundos que co-criam liberdade de expansão na forma de amar. Paz, Akman no vosso contexto elaborando as primeiras revelações para a sua chegada. Há prenúncios para isso.


15/04/2006 - 19:47 hrs


Oh! grande tesouro incalculável do Altíssimo!
Oh! grande Advento, florescido na fé!
Nós o chamamos e clamamos, por vós, misericórdia para todos.


Segue-se aqui filho um propósito santo de fé e benevolência para todas as almas. A liberdade de ser, para muitos, são satisfações e prazeres ao máximo, porém a qualidade de que tanto se precisa, há que se chamar adoração a Deus, não se tem nos comprazeres de muitos.
Levar o verso da canção a todos, sem exceção, é um trabalho muito árduo, mas para Akman, é um título de nobreza.


Amai a todos, filho, porque todos são um na causa do renascer, todos um dia renascerão, porque a glória pertence a todos, desde que renunciem ao seu estado de pecado, deve-se crer que para isso todos necessitem da fé e a fé conjunta elementos de realeza através de seus coadjutores, os mestres de um discipulado legítimo. Que a paz relembre a vossa constituição e o mantenha.
Todo o conhecimento apresentado a Sukadeva Gosvame, filho meu, merece todas as reverências, pois o mesmo em completo conhecimento superior transcendeu o mundo das formas, prediletando-se na Ordem dos Manus.


Oh! sistema aprisionante de almas, oh! incorruptível esquema de liderança, vejo-os como dois mundos desiguais e também vejo, oh! sistemas, em que devo me sobreagir para que o modo da ignorância possa de imediato alojar-se no medo de sua própria infraestrutura, já por demais falida.


Oh! meu Mestre espiritual, fidedigno, quero vos representar como consciência vaishnava e pretendo guiar-me em Vossa presença continuamente, em meu cotidiano. Vejo-O como simplesmente o meu aspecto libertador no Mim mesmo e tenho fortuito em minhas revelações.


Oh! Prabhu Nityananda!
Oh! incomensurável poder dos imortais, eu venho vos solicitar para que o meu memorandos evidencie os melhores substratos em momentos divinos.
Oh! Pai de um Único sistema, unificante, de vidas prazerosas, eu Vos mereço no meu amado momento, pois sou de Ti uma parte...


E na lógica da adversidade de momentos soberanos... Sri Krishna representou-se bem em suas Deidades.
Paz Akman, vos desejo a maior de todas as manifestações, do Antigo Sistema de Unificação apresentado pela primeira vez no mundo das formas.


15/04/2006 - 04:50 hrs


Há préstimos de favores, reluzindo em vós e para vós filho. Os segredos de vossa alma bendita, cria uma nova forma de apresentação mahaprabhú. Lemos no quinto verso, a absorção dos sentidos e alegrai-vos de imediato pelo que ocorrerá a vós, filho amado. A tua boa ventura chama-se fé em renuncia e um valor maior, há que se conquistar plenamente.
Um servo eterno de Krishna, eleva os pensamentos e sentimentos, para um sonho revelador, Krishna no parapeito, a realização da Superalma.


“Aquilo que se vê não é aquilo que se escuta”.


Através dos sentidos inferiores, muitos comungam soberba em vez de perscrutarem seus desejos mais sutis. Veja filho, uma alma desgarrada de seu Mestre sonha retornar, porém, seu estado de indolência corrói-se pelo testemunho de auto-rendição e isso não equivale a morada santa, porque o coração continua impuro, a lei é bem clara quando se diz:


“Renda-se a mim que o farei o meu sósia, luz para luz, coração para coração”.


Esse pequeno verso da saudade foi pronunciado por alguém muito bem próximo de vós. Sente-se na questão filho e com sabedoria, apresente-se diante dos infames que desonram a Lei Suprema. Devemos dar o testemunho, sim, e realiza-lo em cada coração, esse é o título que muitos realizarão: Eu sou N”Ele e Ele em mim, auto-rendição, pela auto-rendição equivale a uma devoção máxima na entrega.
Lembre-se filho, o teu Amo e Senhor Sri Krishna, o prega na raiz da cultura védica e relembra a vossa primeira estadia, me parece que tu filho, conspira um amor solene para o Amo Maior, desde os teus primeiros descendentes na lei do amor santo conjugal.
Venha filho, vamos nos conectar aos versos da Rainha?
Ler e escrever são os prerrogativos da fé e tu te valerás dentro da Ordem sanyasi.
Olhe bem para Mim, o que vês diante de ti, oh! filho da boa ventura?”.
Sou teu Mestre e Senhor e não me reconheces na flor, preste-Me favor, eu vos aconselho.
Oh! líder do desejo, o Mestre o sonda e no coração mora a partícula da saudade, o Mestre o procura e sapientá-lo é o Seu maior propósito filho, dê guarida ao amor santo e sonhes na viagem do amem. Paz, Akiron em correspondências exatas com a cruz do Salvador.


20/04/2006 - 06:05 hrs


Todo o conhecimento transcendental, filho meu, se refere a nova alma que busca a sua ascensão máxima no parapeito da saudade, o paramatma, esta canção é legítima para um pregador do conhecimento transcendental. Avivar a alma de sua condição original é revelar sabedoria, ainda que muitos não compreendam que a alma envelopa o espírito.
A alma é a condição que revela o espírito sofredor e se o espírito compreende que na linguagem original a alma é sua legítima vestimenta, não terá mais sofrimento.
O requerimento da fé subjuga os elementos da discórdia, porque o espírito devido a sua condição precária , por falta dos elementos de sua composição não "aceita-se" em nenhuma outra condição que venha distingui-lo de sua roupagem.


A alma não revela o corpo, mas o corpo revela o espírito e a alma que o veste, isso vos será comprovado em minúcias como sabedoria. Veja, todos os sub-elementos, que contribuem para o sofrimento do espírito na causa santa e verás a alma conjuntando-o para um firmamento sagrado.


P- Porque dizem, que alma e espírito é a mesma coisa?


Lembre-se que o espírito anima a forma e a alma anima o espírito, ambos sustentam-se na alma, como explicar o santo dos santos num corpo sem vida? Um espírito habita um corpo, mas a sua forma de manifestação como vida-prema, apenas a alma é que o manifestará auto-realizado.
Tornar-se consciente como alma é dar o primeiro passo para a realidade maior, Krishnaluz em expansão, isso se traduz como superalma ativada. Há um sustentáculo bem maior que o espírito e será muito bem esclarecido posteriormente. Akiron vos revela sabedoria.


21/04/2006 - 05:27 hrs


Tendes a devida compreensão do dito filho, ouvir e cantar o santo nome do Senhor, pode realmente causar transformações, imediatas até, agora veja a diferença que existe para aquele que sonha pertencer a Krishna na arte do pecado. Muitos procuraram agir dentro do movimento da expansão da consciência de Krishna, pregando autonomia sobre os versos originais de Chaitanya. Uma liderança veio surgindo gradativamente, confluindo falsos testemunhos de realezas que insuflam o falso prestígio.


Os sagrados santos nomes do Senhor devem ser proferidos em linha santa devocional para os incrédulos, porque, quem vive nas imediações de Krishna, tem e possui num ato de fé, um coração formoso e obediente, transfigurado apenas para o serviço devocional a Krishna. Há grandes elementos santos na história da humanidade, porém o que se constrói num ato de fé e sem cegueiras por vandalismo é muito pouco e proveniente apenas da saudade de alguns servidores.
Há que se estabelecer por completo a fé de muitos, inclusive de líderes de outras ramificações, porque possuem fé cegamente. Levar o santo nome à pregação deve-se primeiramente constituir o fato dentro de si na arte devocional.
Há que ser transparente no testemunho da grandeza, há que se ter uma alma muito pura versificada na arte do bem viver em comum a todos os elementos que procuram compreender a natureza inferior, há que se pregar principalmente a transformação.


Não venho vos transmitir cegueiras e sim transformação na arte de pura devoção.
O amor a Deus constrói um alicerce soberano e aqueles que não compreendem o amor devocional a Deus, sofrem na linha do pecado original, consomem-se em realezas pessoais e julgam-se entregues a Deus, formando líderes de pregação espalhando-se feito ervas daninhas, porém, para o momento atual, haverá fortes revelações e de tamanha grandeza que o teto daqueles que se julgam soberanos no Senhor, cairá sobre suas cabeças.
Desonram a palavra sagrada, não respeitam a si mesmos enquadrando-se na linha do sofrimento. Perda de tempo e uma aberração dos sentidos, permanecerem como líderes do movimento da perdição, sem construírem primeiramente a casa do Mestre e com um alicerce muito bem fortalecido, para não ressaltar aqui entre linhas uma casa feita de plumas de algodão, pois que no primeiro sopro, desvenda-se o mistério que confirma:


Daí guarida Senhor, aos teus infamantes pois que deles será o templo da perdição.


Muitos não há que compreender o chamado, pois o título de Senhor tempestuoso na carne, serve-se apenas de reconstrução, renovação, alimenta os perdidos com o pão trans-substancial, o pão da vida, a palavra perdida e santa por sua natureza própria, espiritual. O deus que muitos adoram é o deus da carne e o Deus que muitos verdadeiramente pregam e que derruba também o título de grandeza dos nobres chama-se única e esplendorosamente, Krishna Mahaprabhú.
Não devemos aqui supor uma liderança que venha abalar a fé de injustos e sim fazê-los compreender que tudo faz parte do Todo e o Todo conjunta sapiência na lei do amor puro.


Tudo que existe leva-nos a crença num Único Manifesto, o Deus que criou tudo neste vasto universo com infinitas galáxias, pois para esse grandioso monumento, esplendoroso em manifestação, podemos compreender que somos partículas ínfimas, num grão de areia. A liderança corresponde a confiança e a confiança estabelece a fé que conjuntará a todos num único refúgio, Krishna Hare.
Paz Akman com pura devoção.


21/04/2006


Filho, vamos tornar a falar sobre as deidades?


As deidades foram deixadas nos Templos para consignarem a fé de muitos, pois que a forma não tem vida própria, porém seus átomos de formação, como matéria inerte, pode servir ao devoto pela incumbência de Krishna. Devo esclarecer bem, que Krishna revela-se através da menor partícula que possa existir em qualquer universo incriado, sendo que no caso das deidades, o puro devoto quando se aproxima revela-se na comunhão com o seu Criador, então seus átomos de formação interligam-se num sopro divinal e salta a voz do coração do próprio devoto, porque krishna é expansão e NIVRTTI do acalanto.


Aquele que se aproxima das deidades deve pedir que lhe abra o coração para as grandes realezas de seu Mestre e mentor espiritual e Krishna ouvirá qualquer canção que lhe seja ofertada, como premio de devoção, assim comunga-se sabedoria dentro do Templo construído para o foco original de Krishna. Há que se ter respeito e muita adoração pelas Deidades,como forma representativa dos desígnios do Mestre.


Hare Krishna é bem-aventurança máxima quando se tem os desejos purificados.


Paz, Akman


23/04/2006 - 04:50 hrs


Há guaridas pela frente filho, novas guaridas para que tu mesmo possas usufruir do testemunho devocional prema. A linguagem do amor devocional é uma só filho, não devemos supor que haja várias linhas de formação para se atingir o prema universal. O amor verdadeiro conjuga o verbo e o verbo saltará da boca de muitos que se entregam em atos de adoração conjugal para Deus. O amor a Deus reflete o espelho da vida divina e muitos haverão de consistir o fato sem a aberração dos sentidos na carne. Amar a Deus sobre todas as coisas também revela como ato devocional um apelo que vem da célula que congemina a saudade. Devo vos esclarecer num maior aprofundamento neste dito a vós filho. Quando se ama a Deus prioriza-se um estado de fé total a ser alcançado e a matéria que dá a formação dos sentidos, ainda no físico, partirá de uma única célula que todos carregam pela semente que incorpora o corpo dos sentidos. Devo vos afirmar que quando Krishna toma um coração para Si, deve se aproximar criando e recriando novas formas físicas para uma elaboração muito rica em proto-átomos. Devo vos conduzir aqui, que o corpo de um devoto entregue à Deus, um sanyasa perfeito, revela antimônios em toda a sua estrutura metabólica e seu organismo é reconstituído por essa única célula que se alimenta da luz solar, multiplicando-se com efervescência e dando luz umas as outras para a corporificação solar. Esta é a vivacidade de todos que progredirem-se legitimando em honraria a entrega total, por amor a Deus. Há uma forte lembrança aproximando-se de vós por este dito filho amado e tu te livrarás das correntes contrárias que o repuxa constantemente ao passado. Não valorizeis falsos testemunhos de grandeza de alma, que muitos vos apresentarão e não idealizeis em pregações novos companheiros que possam segui-lo no caminho da união eterna com Deus e para Deus. Aqueles que vos seguir no caminho da renovação, esses sim, deverão ser concluídos no amor puro e devocional. Sim filho, construa-te no amor sagrando-o como o maior elemento do firmamento santo divinal. Aqui, Akman vos sugere que deverás te fortificar no conjunto devocional e te aliançares na ordem dos perfeitos. Aqui se faz e aqui se paga, diz um verso original. O pecado original é a falta de comunhão com Deus na palavra do seu filho primogênito: Eu Sou a luz da verdadeira vida e na arte do perdão Eu revivo a glória no parapeito da saudade. O filho que representa o Pai está no coração de muitos, o paramatma, o concluído, o Ser liberto. Muitas vezes muitos O reconhecem pelo título da grandeza em formação com as divinas provações e outras vezes surgem do nada e convence os muitos que vivem e revivem seus estímulos na arte da perdição. Sejais forte e firme no progresso de vossos estímulos ordenando-se para Krishna-Vishnú.
Paz, Akman em ato devocional.


23/04/2006 - 17:35 hrs


Veja filho, Akincana por desvalores, corresponde a um título que muitos ainda não alcançam por fraquezas e apegos indeterminados que surgem, por provações que Krishna nos coloca no caminho. Há que se ter predisposição e fé, alimentada constantemente a favor da compreensão para novos estímulos. Aqui se refere à apreensão dos sentidos inferiores. Tomamos uma única direção e assim encontraremos na ordem benfeitora, Akincana. Akiron, em novos estímulos para ti.


23/04/2006 - 20:32 hrs


O monumento maior, há que chamarmos Krishna, filho meu, prega-se fortuna e não hedonismo, pois que de fato o hedonismo causa descrença total num alicerce que conjunta Deus sobre todas as coisas existenciais. A palavra que sabiamente, chama-se kisatriya é reveladora da consciência de Krishna.
Novamente vos afirmo, que os contextos da vida moderna é uma conseqüência da falta de amor por Deus, numa nova conjuntura fortalecida numa fé descomunal. Trabalhe com afinco na divina Obra que se apresenta a ti filho, pois que, construirá a fé que removerá a cegueira de muitos sabichões, que acreditam ser os representantes da boa fé, sem renunciar a vida dos prazeres terrenos.


Às vezes e muitas vezes por sinal, todos concebem a força do amor acreditando numa vida saudável e alegre, consomem-se em esperança, mas sem Deus não há vida e não há esperança, até que se aprenda a reconhecer o verdadeiro alicerce da fé e demonstramos sabiamente, que ao desprendimento do corpo da matéria, ainda há existência no corpo sutil dos desejos e ainda vive-se no apego da matéria, o espírito não adormece os sentidos, porque não comunga Deus em amor e supremacia, a alma ainda dorme nos encantos do amor a Deus.
Há que se versificar a alma e interliga-la na consciência do espírito, se possível ainda no corpo material, assim todos verão a Deus face a face. Amena no acorde do mestre mahaprabhú.


23/04/2006 - 20:52 hrs


Estás observando o conteúdo da mensagem, filho amado?
Se prestares bem atenção, concluirás para ti mesmo, que o espírito verdadeiramente é animado pela alma, do contrário torna-se confuso em sem estímulo para reabilitar-se em sua verdadeira identidade como alma original. O espírito sobrevive à matéria grosseira, mas, não sobrevive à sua alma, porque a alma é imortal e naturalmente a sua iluminada morte. Desejas concluir o fato para ti filho. Deves comprometer-se como alma e não como espírito, chamas por mim como a tua verdadeira identidade, que eu o assumirei por completo, Akman, o vosso sustentáculo maior.


25/04/2006 - 05:30 hrs


O servir para vós filho é um dever que vos santificará passo a passo e não comemorará vitória sobre si mesmo e sim, pregará a todos até mesmo seu título de grandeza de alma, isso ser-vos-á pura arte do serviço devocional: Amar a Deus sobre todas as coisas. O amor em sua totalidade revela estranhezas para quem não o compreende pelo coração da alma legitimada na fé e contemporânea da saudade. Amai e pregai os tesouros do amor, pois Akman nas cordilheiras da fé é intransponível na qualidade do ato de amar.
Nós nos espelhamos na grandiosidade da arte de co-criação e viemos servir por amor a arte, levamos um título e o carregamos com os olhos fixos no Senhor de todos os mundos habitados, de todos os infinitos sistemas de crias.


Como partículas santas de Seu amor e entregues somente a Ele é que conjugamos o verbo em vias de renascimento. Um verso áureo corresponde as almas que se libertam de suas naturezas aprisionantes. Oh! filho, construa-te para o universo do amor a Krishna e alegrai-vos neste amor que o constrói, porque torna-se santo todo ato revelador do puro amor na ordem consagrada ao Alto do Supremo. Revelai a Sapiência do grande Mestre em vossos estímulos frondosos para que muitos procurem tê-lo como um divino exemplo.
Paz. Akman na concórdia dos céus.


25/04/2006 - 06:05 hrs


Todo amor e toda forma de amar filho meu,quando é entregue a Deus, o Supremo, as qualidades santificadas da alma se manifestam. Devemos levar o verso da saudade na canção de Krishna Maha-Vishnú, Este, é o grande movimento que sustenta este universo, devemos crer que o paraíso se constrói no coração por Krishna-prema.
Novos direcionamentos, filho, vos surgem e cada vez mais irás te transformar, porque o amor jamais se rende aos infames, que o desonram em atos perniciosos, o amor legítimo estará sendo o fortuito maior da causa sagrada.


Lemos em vosso itinerário, filho, que o verdadeiro amor que vos surge em forma de criança, será para vós a vossa contra-parte do elo sagrado e divino em sua formação.
Ser o canto da sereia é levar aos sabichões a Lua da benção, o que vos permite aqui salientar o compromisso que muitos terão com o vosso denominado conjunto de fé, alargando-se na consciência do Eterno.
Oh! filho, o amor-prema conjugal vos surge, no repente da saudade e leva um verso da canção, um adeus ao mundo das formas contraídas à luz do pecado. Todos devem prosseguir na jornada santa e progredir na conquista por um novo sortimento de fé, porém, o que deveria ser o complemento da saudade, há que se chamar amor-prema, torna-se para os cegos, amor próprio. A luz do renascer se faz presente no mundo, acolhendo as almas que sofrem por amor devocional a Deus e alegra-se por qualquer momento de Sua pregação, oferecendo aos outros a compreensão na arte do bem- viver.
Pregar o testemunho da grandeza em vias do renascer em luz e ascensão, continuamente, é revelar a transformação na arte do bem-querer, elevando o espírito e glorificando a alma, é Manifestação, um acorde perfeito da saudade. Paz, amor e revelação. Amena


25/04/2006 - 08:26 hrs


Filho, vamos nos espelhar no divino Mestre?
Em vossas andanças por infinitos universos o amor foi revelado de uma forma saliente, em pura ordem devocional. Há costumes santos em vários mundos, habitados por seres Devas, semideuses, anjos, tudo muito bem formalizados em linhas paralelas, portanto em crescimento e proporção à divina qualidade do amor, há que se mostrar o grande Maha-Vishnú.
Todos comemoram, dando jus ao grande Senhor do amor, servindo-o com flores de todas as espécies e isso inclui diversas essências, que conjuntam ao aroma principal, o bálsamo.
O elemento maior que prioriza os sentimentos em pureza de alma e que reconstrói o amor puro e legítimo chama-se, coordenada central do coração, o paramatma, que centraliza no universo do amor a divina formação, o mesmo de sempre. Desde o principio da criação, Ele, é o único como partícula que revela-Se a partitura sagrada do verso original da alma santificada.


Oh! divino esplendor da glória, a que chamamos proto-átomo da redenção, devemos tê-Lo em nosso conglomerado de crias mahaprabhú e semeamos a concórdia para tal fim.


Vejamos filho, como se constrói um universo de almas brevemente, na canção de Krishna Maha-Vishnú. Selai o vosso esconderijo, quando o amanhã vos atingir, no presente dia de vossa formação.


P- Como assim, não compreendi?


Deves supor que vives e revives os teus momentos de sofrimentos, porém terá o seu fim nos próximos dias que vos surgem. Procure vos determinar na linha pura da arte devocional, porque partirá de ti mesmo a renúncia e deverás ser muito bem premiado por esse grande e forte ensejo, levarás contigo uma flor de encanto e muita beleza formosa e muito orientada para as vossas coordenadas centrais.
Uma viva para o amor na glória, que vos surge no repente. Akman é quem vos redime de todo ato, compulsivo da discórdia. Amena vos dirige com sabedoria.


27/04/2006 - 04:35 hrs


Devemos crer filho, que para se atingir plenamente a consciência de krishna, deve-se estar puro, límpido e cristalino, eis a razão maior da constituição interna de uma alma bondosa refugiada em Krishna, sim, teremos um mundo de paz, quando todos atingirem o prema universal, o amor torna-se o belo em perfeição qualitativa e isso que vos digo, filho, revela a vós auto-rendição por amor a Deus.


Krishna Maha-Vishnú revela que a condição do amor terreno é precária e insubordinada para a perdição da glória, Seu divino amor, compreende uma única causa que conjunta à verdade máxima de Seu resplendor: "O desenvolvimento em crescimento e expansão de suas fagulhas representativas, nos mundos de infinitos sistemas de crias".
Sente-se aqui entre linhas, filho, que o amor que vos uni a todos e a toda forma de vida, deve ser convidativo e opulento para que as almas venham sortir felicidade e amabilidade por todos e tudo ao seu redor. Possuir um verdadeiro estado de alma legitimado no verso da canção de Chaitanya (sexto verso).
Ákiron em novos estímulos para novos firmamentos.


28/04/2006 - 05:30 hrs


Devemos repor as vossas saliências, filho, o mais breve possível pois, os repuxos da glória vos retêm aos pés de lótus do Senhor Krishna. Quero vos parabenizar, pois que o amor santo vos toca perfeitamente e teus atos filho, congeminarão a glória do saber. Veridianah é o estímulo santo que todos carregam em seus corações tão avariados nas correspondências do verso da saudade, por amor tão somente a Krishna Mahaprabhú.
Veja filho meu, o teu nome corre aos 4 ventos e também ao suporte que marcará uma grande presença: O grande Maha-Vishnú. Semeie o amor e não a discórdia, aos falsos elementos que não se aprazerão convosco em vossa trajetória retilínea, o amor vence a razão e "não torna-se", o opróbrio na literatura santa, subscrita por alguns que vos serão a mancha da desonra, tão presentes, na historia da humanidade. Lembre-se que a verdade Suprema coabita o santo nome do Senhor Mahaprabhú Krishna Mahaprabhú.


Leve vem um vento na canção de um vaishnava
O perfeito se apresenta e revela sapiência
Em acordes tão perfeitos numa grande audiência.


Fala revelando os preceitos sagrados da alma e todos o ouvem com clareza e fortes comichões para a compreensão. Surgir sem revelação, não é um absurdo da ignorância e sim a premência da sabedoria de Deus.


Quando muitos dormem e sonham com suas fantasias mirabolantes, o Senhor envia o comunicador que representa o sino da libertação e ao ouvirem o sino a tocar, despertarão muitos de suas fantasias, que ilusoriamente lhes corrompe os sentidos originais da alma.
Em vias de regras, nós filho amado, vos preparamos por muitas assistências, para que tu mesmo recobrasses os sentidos de tua alma, benfeitora da humanidade. Há que te corresponderes com alguém, porque esse mesmo alguém, vos prestará um grande serviço no eterno verso da canção do amor- prema.
Ave Mãe, quanta sabedoria vem em nome do amor santo glorificado em proezas de gestos. Servir por amor e em relevância para Deus é o dever de todos que comungam o conhecimento sagrado.


Um serviço bem prestado que possui suas raízes com sabedoria nascida do Vedanta, jamais se corrompe e jamais se rende às investidas da natureza da morte. Aqui se prega, aqui se honra o título do sagrado matrimonio de almas para Krishna, tão somente.


P: O que é o matrimonio de almas, a alma e seu Senhor?


Deve-se crer filho, que a alma é a verdadeira aliança do amor com o seu Criador, portanto todas as vezes que se diz, matrimonialmente, fala-se da união conjugal entre almas reeleitas para suprirem a aliança sagrada com Deus.
Veja, as almas são partículas espalhadas em infinitos sistemas de crias e ao alçarem para o sustentáculo mágico do amor santo, religam-se ao seu Criador, manifestando o Seu amor em corpo, alma e espírito e não em cegueira por sentimentos avantajados na forma tão somente.
Há que se concluir o fato do amor conjugal por Deus e não por adoração à forma, apenas vos transmito isso filho, para que tu de relance, percebas que o amor que vos uni chama-se amor-prema, por atos devocionais. Semeai-o e perceberás que tudo se torna bem claro e vívido. Colabore... Paz. Ashnon.


01/05/2006 - 05:10 hrs


Filho, saudações, alargai a vossa consciência desde já. Para o vosso momento, vos surge uma comunhão regrada com pendor e liberação total para Krishna, há que se conviver dentro das imediações do Mestre. Um jogo muito forte de sentimentos cresce com fervor por ti e para ti numa nova conjunção.
Há que se revelar compaixão, há que se ter premência em atos sagrados devocionais, um amor se perde às escuras e agora soa o momento da apreensão. Há estímulos, filho, vos surgindo para a reaproximação do amor divino, tens um desfolhamento secreto e caberá a ti, renovar-se para a menina que reluz na qualidade de um amor que conjuga o verbo.


Essa nova dimensão que alcançarás revelá-lo-á uma formosa criatura e essa mesma criatura vos selará nas correntes do amor divino, a lembrar Sarah.
A menina proverá para si, um encontro de almas pertencentes a um mundo de Luz e cor. A semente se espelha nas venturas celestes e assim coíbe os falsos elementos que a mantêm na devida proporção, com as ligaduras de seus representantes na arte do servir.
Hoje muito claramente nós vos despejamos sabedoria védica para um complemento muito sutil e rico em revelação, na arte do servir na luz e não na escuridão.
O amor que pregarás filho, comunga Deus e sua voz, partitura um jogo de formação. Há que se ver além da forma, há que se ter uma divina compreensão do dito, pois que, a semente que tu carregas filho, sortirá para ti a meiguice de muitos, por ouvirem e acompanharem o novo canto do pássaro azul.


Há fortes e tremendas vibrações no vosso cardíaco, pois é lá que mora o pássaro cantador, que constrói o seu ninho num local muito apropriado para o seu amor que o conjunta à divina qualidade do Senhor, o prestador de serviços às almas reeleitas.
No momento filho, tu te aguardas das surpresas, múltiplas por sinal. Somemos diretrizes, compatriando a mesma qualidade do puro ato na entrega, prostrando-nos a Krishna Mahaprabhú.


Oh! Senhor, mostrai, a todos, os vossos versos áureos, para que muitos reconheçam a vida alada, cantada, por amor a Ti tão somente.


O Senhor Chaitanya Mahaprabhú é o vosso maior líder e compassivo por demais com aqueles que vos servem na grande formação, ainda em atos desigualados do chamado renovador. Tendes fé e consciência prematura, na qualidade do amor, que vos abraça na concórdia celestial. Sábio é aquele que recebe um título de grandeza e sustenta-se pela ignorância que o atropela.
Às vezes filho, torna-se necessário ser pisado e esmagado por amor a Causa que nos conjunta, a lei é divinamente sábia nos comprazeres da vida ignorante.
Há fortes concílios para vós filho e fortes emoções pela frente em lindos e fervorosos acontecimentos com proveito total, para o amor santificado na honra. Paz, a minha paz vos seja o esplendor da glória em atividade constante.
Akman, no ressurgimento por ato de devoção.


01/05/2006 - 05:36 hrs


Devemos crer para ver filho, este amor vos surgindo?
Tuas são as alianças que correspondem ao amem dos deuses e tuas são as formosuras das alianças que terás, num acorde tão perfeito, que um numero de realezas serão mostradas aos 4 cantos do mundo.


"Oh! Senhor, quão formoso é este ato em pura devoção de Tua partícula que desfolha-se na alegria constante, Oh! livre seguimento do sustento da fé, oh! amor eu vos prezo e vos conjunto na divina Obra de meu Mestre coadjutor da realização máxima para Akman e agora tão só me entrego às tuas confluências. Que êxtase maravilhoso surge para mim,por este ato benfazejo".


Um menino reporta-se para o seu Criador e por mais uma vez recorda-se de sua origem. Aquele que vos surge no parapeito da saudade, presta reverência a Krishna-Vishnú.


"Oh! divino amor, oh! divina flor de lotus, Atenha-me em Ti, pois por Ti, consumo-me no amor puro divinal. Oh! aliança tão prazerosa para mim, restitua-me na Tua glória e manifesta-Te no meu acorde principal: Renascimento Áureo".


Oh! filho amado, na tua divina consciência mahaprabhú estarás, magnificentemente, ardiloso na fé e repuxarás muitos para os pendões do amor santificado. Honrar os santos nomes do Senhor, para Akman, é construir um lindo e maravilhoso alicerce sagrado.


Haverá paz, equilíbrio e muita harmonia para o sistema auricular da Terra e todos unificar-se-ão nos estímulos da consciência planetária, apenas um será por todos e todos se formarão por um, o único e maravilhoso levante de almas reeleitas, o amor. Paz, aKman em bem-aventurança vos dá a guarida necessária à vossa apresentação filho, construa-te para ele e ele vos será o primogênito da Luz do Sol. Amena, a vossa guardiã vos reelege ao templo do Sol.


02/05/2006 – 17:45 hrs


O vosso cônjuge perfeito está a vossa espera filho e o contemplará numa coligação santa, que por sinal em vias de redenção vos abraçará na causa do Senhor Krishna. Velai por ela e qualifique-se para o novo lembrete que vem do Alto Supremo para vos discernir com melhores proposições. Alegrai-vos, pois o verdadeiro emblema do amor vos saúda corpo a corpo.
Paz. Amena vos dirige com qualidade de almas, brevemente, supostas ao convívio santo.


04/05/2006 - 04:32 hrs


Uma pequena observação para vós filho amado. Na tua conjuntura santa irás desfolhar-te para um grande e elaborado compêndio de sabedoria. No Vedanta prega-se autonomia para a revelação do amor Krishnadevi e não por amor a si próprio, tendo como devoção santificada na fé.
O amor conjunta o aspecto e firma Krishnadevi, porém, os amores do tempo coabita numa mesma ligadura e isso não se chamará jamais, amor-prema
Vejo-o insatisfeito com o vosso aprendizado junto aos meninos de Krishna, pois o que esperavas obter, era compreensão na causa do Mestre benfeitor, não é mesmo filho?


R: Sim, porém, o que me aguarda e o que sinto é desavença e muita maldade pela frente, isso já está ocorrendo às escuras não é mesmo?


Veja, já existe uma formação, muito bem elaborada por sinal, para derrubá-lo filho e tu estarás muito bem aprimorado para assisti-los um a um. Prometa-te que jamais te renderás a esses desqualificados, pois o momento para vós é muito satisfatório, pois não?


Sigas com devoção, porque o tempo dos iníquos se faz presente e todos pagarão por seus desleixos ao comungarem desunião, o amor é livre e em pura devoção é pregado nas asas da liberdade, sim, o protótipo da ignorância dos sentidos reconhece-se pela falta de fé e injuriantes se formam por cegueira e levantam-se na desonra para serem destruídos por seus atos tão desiguais da lei que surge para libertá-los.
Que comunhão dão a si mesmos sem reconhecerem o amor na pura arte da servidão?
O que consomem como alimento para suas almas?
Tudo que vos prescrevo filho deixo-vos como, ultrajantes poder da fé cega, que não produz nenhum sortimento para aqueles que verdadeiramente ressurgem por amor à lei da salvação, Krishna Mahaprabhú, o incontestável será apresentado a todos sem exceção e produzirá novos estímulos, para que todos o prenunciem pelo coração da alma benquista.


Um jogo filho, muito sujo vos será apresentado por alguém de vossa proximidade.
Veja e sinta o que vos apresento e dê o vosso testemunho. Paz e benevolência é a canção mágica do amor, a vós entregue. Anime-se filho, estamos vos dirigindo para uma divina causa, está bem..? Te tranquilizes...
Amena


04/05/2006 - 05:36 hrs


Filho, o que vos premedito é um intento de auto-firmação e não sequelas por contristes apreensão. Devemos levantar o véu da ignorância de muitos e não colaborar com os atos perniciosos, avantajando-os para a perdição dos sentidos.


Há tempestades se formando para readquiri-lo como forma sem substância, porém, o Sol que brilhará após a tempestade clareará a constituição da nova alma e isso filho, que vos informo, estará muito bem qualificado para oferecer a todos a unificação da fé em Krishna Mahaprabhú.


Um conselho vem do Alto para ti, tão somente, deverás construir a muralha santa e assim haverás de estar absorto nas revelações que se progredirão para uma autonomia em juras de devoção. Alcançai a misericórdia e terás como imprimi-la nos textos sagrados da cultura Védica. O primeiro passo é o servir, o segundo a compaixão, o terceiro compreensão, o quarto a renuncia e o quinto solenemente apresento como, transformação total.


Esse é o belo quadro das almas para a sua manifestação em um acorde perfeito, para as radiações de Krishna Maha-Vishnú. Sentirás o apreço da saudade e há preleções para isso filho, dê guarida a quem tem fome e dai de beber a quem tem sede, esse é o prenuncio da paz para as vossas coordenadas santas. Salvai as almas de seu estado de luz do pecado e combinai-as aos versos áureos do Senhor Krishna, nosso bem amado Mentor, em todas as esferas centrais de muitos universos.
Alegrai-vos filho, estamos vos dirigindo muito bem para que possas alcançar os degraus de vossa sapiência, o que se diz plenitude da honra se traduz como sabedoria devânica. Que a paz seja bendita e que o acorde do amor vos abençoe pela alma, que prioriza um dos mandamentos do auto-servir.
Paz, amor e grande glória. Amena


06/05/2006 - 04:27 hrs


Filho, vamos comungar, sabedoria Védica.
O tesouro maior que temos para usufruir da boa vontade é qualificar o ser humano como um ser perfeccionista no serviço. Seremos compreensivo com alguns, que pregam o conhecimento Védico entregando-se, ainda assim, dentro de regras e obediente ao chamado devocional para Krishna, agora, falsos elementos, que causam desordens no campo de formação para a consciência do Mestre, não vamos permitir tal afronta, devemos conceber o alimento santo, cantando os santos nomes do Senhor e qualificando-nos na entrega pela razão maior, conjugando-nos um a um pela entrega na renúncia ao mundo material, desocupando-nos de suas referenciações no que se diz e demonstra-se claramente, apego aos sentidos inferiores, dando jus em atos compreensivos à luz do coração, isso mesmo, devemos dar vazão aos impulsos que coordenam a mágica da salvação em Krishna e por Krishna tão somente e o resto nos será dado por acréscimo, porque Krishna pertence a todos aqueles que o ventriculam na arte do coração e pelo coração.


Hoje, no momento atual em que todos vivem as suas loucuras, o Movimento para a Consciência de Krishna realizará no tempo, que o conjunta a uma manifestação Mahaprabhú e esta manifestação o mundo todo assistirá, pois aquele que sonha, sonha na forma representativa do Mestre e o próprio demonstrará que um veículo inanimado ou não, possui a sua partícula mágica, sempre atuante, basta apenas um olhar de seu semblante misericordioso e toda a criação tornar-se-á a Sua própria luz manifesta em fragmentos de luz dourada.
Veja filho, Krishna o prediz num aparecimento à luz do Vedanta e tu não deves de maneira alguma relampejar este fato por vias orais e sim construir o máximo de Sua grandeza, transmitindo e ensinando a todos aqueles que comungam sabedoria por amor e devoção, aliançando-os num quinto elemento, conforme se diz: Amor- prema em absoluto.


P: O que vem a ser o quinto elemento?


Sim, o quinto elemento é o respiro santo que qualifica o ato por radiação sonora, cantando os santos nomes do Senhor, o ar que se e´respirado é composto de átomos santos, isso é transformador e renovador, combina-se com os elementos que formam e compõe a matéria trazendo-a em retificação à alma legitimada em corpo santo, portanto, há qualidades supremas na arte do renascer aqui e agora. Todos deveriam compreender que servindo a Deus, glorificando-o em atos e desgarrando-se da matéria ilusória, seremos recompensados na morte para a vida, o velho parte e já não deixa saudade e o novo que fica vive em plena felicidade.


O universo filho nasce e renasce a cada ciclo e este mesmo ciclo em sua expansão, repuxa-nos pela centelha bi-polar, compreende-se que todo ser vivo carrega consigo uma partícula do universo e em mesma proporção de sua expansão, essa partícula é avantajada em luz e radiação ultravioleta, aqui se chama e se traduz bem: Comunhão sacramentada com a luz dos universos.


O caminho é glorioso quando se possui um coração em chamas por amor as realezas do Senhor. Quão magnificente é o seu esplendor em glória para o renascer, aqui se vive o acorde dos perfeitos e abordados como Alma reeleita à vinha do Senhor Krishna Mahaprabhú. Com fé e devoção serviremos todos, num único elemento, amor em compaixão.
Paz, Akman com divinos e cordiais sortimentos para a glorificação do verso "Renascer".


07/05/2006 – 05:47 hrs


Vejo-o filho enquadrado em vosso sistema auricular e santo será o vosso pronunciamento para todos. Lembramos que o universo de nossas ações constrói ou destrói as coordenadas santificadas para honrar o santo nome do Senhor Maha Vishnú, sim, o amor é a causa principal que equilibra e movimenta todos os universos que criam e re-criam vidas. Em deveres santos todos os elementos constitutivos de sabedoria, refletem-se como valores patrimoniais eternos dentro de um ciclo mágico em manifestações de almas santas. Se por ventura encabeçares o sistema Único Padrão, deverás vos remeter a um conjunto bio-forme com ligaduras para o complexo Sistema de Ákiron.


P – Você pode me traduzir o que vem a ser o sistema de Ákiron é a Constelação que se refere..?


Um novo conjunto de forças zodiacais o inclui dentro de uma nova constituição para formares e criares um elo com todas as esferas centrais, numa liga santa com o conhecimento Devanico.
Veja...O cinturão de Órion o mantém dentro de uma grande e imanifesto poder de atuação no mundo das formas e lidera uma consciência supranormal em revelação mágica, digo, em incompreensão para muitos. Vão, são os títulos de grandeza que muitos possuem, porque diante da nova formação, não terão estímulos para se manterem em cegueiras ordinárias. O cinturão de Órion vem estabelecer na velha Ordem o seu Comando Maior e, portanto, o Sistema de Ákiron representa as valorizações máximas para uma divina formação. Há um conjunto de astros que em seus movimentos preambulam-se na Constelação de Ákiron e isso deve ser revelado como o “animus” em surgimento dentro de fatores mágicos e substanciais. Veja, o sistema binário que configura a esfera celeste não contém subsídios de ação mágica e sim, ilusória dos sentidos. Todos os estudos em configuração do tempo mágico de Andrômeda revela fechamentos em linhas de tempo por ciclos de 2.os e já nos velhos circuitos, apenas refletem os ciclos com pulsos desordenados de suas verdadeiras confluências zodiacais. Há um testemunho santo para isso e esse novo compendio de sabedoria, por ângulos zodiacais é que facilitará a comunhão santa para muitos dos adormecidos. Há variações no tempo, em seu campo de influencias, deve-se seguir o novo padrão de horas, demarcada por 24 x 24 minutos por 32 segs / minuto, aqui se revela o ciclo solar.
Sejamos breves nessa apresentação filho, pois, o veremos logo, logo, repartindo o pão de vossa sabedoria. Alimentai os famintos e corrija os falsos instrutores da boa fé...
Paz. Akman, no julgamento da linha em formação...


09/05/2006 – 05:45 hrs


Vamos conectá-lo filho amado...
Saudações da Estrela Polaris...
Nosso desenvolvimento dentro do corpo planetário requer a vossa presença em corpo e consciência extra-física e tu deves te aconselhar com alguém de muito distante a qualquer momento. Deves seguir essa linha de raciocínio lógico e prosseguir conjuntando os fatos e priorizando o sistema de Ákiron em revelação continuamente, falando a todos os benfeitores da Ordem de Krishna, porque seus membros estão muito bem qualificados para percorrerem um novo padrão revolucionário no que se diz: Libertação total das ramificações da natureza da morte. Veja filho, Áshuri de reerguer-se na consciência unilateral de alguém bem próximo a vós. Senti-lo-á presente reanimando-o em novas confluências sub-dirigidas em versos de pregação. A magia do amor junto a alguém prometida a vós chegará ao máximo de revelação e tu serás reconhecido como Akman


10/05/2006 - 04:55 hrs


Oh! filho de Kunti, amai o vosso semelhante e prestai serviço devocional constantemente.
Oh! menino a tua prole surge em diversos quadrantes para vos ouvir cantar, a canção do prema e tu liderarás através dos atos devocionais uma corrente de fé e em absoluto um amor incondicional.


Um serviço bem prestado com amor, revive a glória do Senhor Chaitanya, constantemente. Esse ato corresponde plenamente, às venturas das almas reeleitas no código de honra devocional.


Sempre que vos acolheres ao verso de Chaitanya Mahaprabhú, deves senti-lo em cada frase, pois este quinto verso filho, vos revela a salvação das correntes do pecado original. O que vos revelo em testemunho como flor de adoração, o veículo que anima o espírito e o dar vida manifesta, chama-se: Sopro do divino esplendor de Krishna.


Oh! semente do amanhã, que Akman assuma a posteridade e livre-se dos impecilhos, que o rebate da saudade por Ti.


Sempre filho vos antecipamos os acontecimentos, para que tu tenhas uma preparação interna em estímulos, como elementos subsidiários de força para contemplar a grandeza máxima do senhor Mahaprabhú Sri Krishna.
Devemos nos aconselhar sempre em retiro santo e comungar sabedoria no quinto verso do Senhor Chaitanya, esta é a porta de ascensão da alma santificada. Queremos estar presentes em corpo vivo no Senhor e o façamos com amor, renunciando aos prazeres mundanos e a tudo aquilo que não possua um mínimo de acorde para o sustento da fé.


Não devemos supor aqui filho, nenhum tipo de desonra ao chamado devocional, pois sim, seremos contrariados na causa e ilegitimados para saborear o néctar dos deuses. Paz e comunhão sagrada , a todos os benfeitores da humanidade. Akman, com valores devocionais para o seu primo antecessor.


“Sirva-se de Mim que te guio na estrada”


Este, é o grande que sustenta-se no pequeno pela Lua da benção. Paz, que todos “O” comemorem na plenitude da honra.


11/05/2006 - 04:20 hrs


Todo ser vivo, bio-forme, possui qualidades quantitativas em radiações cósmicas e isso quer dizer que temos vida supranatural em total praticidade. Devemos crer que para isso, há uma força bem maior que os consome pelo espírito empreendedor e nisso provavelmente, sustenta-se na Alma do universo.
Veja filho, o que vos transmito segue um único patamar de realização extraconjugal, num amor de Deus por sua criação. Semeai o amor, pregando e dirigindo-o a toda forma de vida na Terra. Todos os elementos que servem como manifestação sagrada, devem ser respeitados e adorados como manifestação de Deus, ainda como manifestação cósmica, porque o universo é co-criador de Sua qualidade máxima.


Deve-se orar e muito por aquelas almas que se entregam às aberrações dos sentidos e atrelam-se as matanças de pobres animais, que como forma de vida na grande escalada evolutiva, servem-se em sua constituição física de alimentos para os seres pervertidos e em costumes desaprovados da Lei Suprema, “Vivei e deixai viver”. Aqueles que consomem diariamente, carne de animais, abatidos, como ingredientes de sustagen por muitos, a esses, deve-se qualificá-los como acerbados e não como seres vivificados para atingirem o amor supremo. Deus, há que se chamar Krishna Hare, normalmente condena tais atos e puni esses elementos, fazendo-os surgirem em corpos de animais e até mesmo qualquer outra forma de vida inferior, para compreenderem, que a vida deve ser respeitada na escalada da evolução.


Oh! Senhor, quanta honra para mim, desvelar o segredo das formas condicionadas ao elemento santo.


Há qualidades em quantatividade, para a formação de almas que se submetem em corpos de animais para atingirem a suprema consciência, não é necessário que se atinja o nível humano na escalada evolutiva, todas as formas de vida, são nossos parentescos em igualdade de espírito. Deve-se compreender que a partícula de Deus, o animus, habita toda a forma de vida.


Oh! Senhor, daí compreensão a raça humana para que todos em uníssono correspondam ao espírito vivificador e se alimentem, num futuro próximo, da energia em átomos solares.


Aqui filho o que vos transmitimos, fatalmente, corrigirá a consciência de muitos que costumam alimentar-se dos corpos de pobres seres, que mesmo após o seu abatimento, sobrevivem em forma sutil aguardando o próximo reencarne. Levemos em conta que o amor sobrevive à forma e em espírito reage a qualquer ato cruel e desumano e tornam-se presentes e sempre para comungarem o amor por seus semelhantes. Uma viva, para todas as formas de vida seja qual for o seu nível de evolução. Paz, Akiron num novo contexto de aliançamento.


Oh! Gaura, como semeamos a santa paz , permaneças estabelecido em nossos laços fraternais.


Sim filho, o que costumamos sempre pregar é a hora da satisfação no ato do servir. Há comichões santos vos surgindo, gradativamente, de acordo com os vossos laços cordiais, juntamente aos vossos futuros correligionários da nova alvorada.Amemos-nos com devoção e alimentaremos o coração com valores trans-substanciais e todas as pequeninas formas em sua expansão de consciência, nos servirão com amor e gratidão. Este veículo que vos sustenta filho, deve sofrer radiações solares e diversificamos o vosso linguajar para que não haja detrimentos na linha de raciocínio para vós. Tendes já de imediato, uma liga santa que muito vos favorecerá na amplitude de manifestação cósmica. Amena em concórdia sideral.


21/05/2006 - 05:20 hrs


Devemos nos acolher filho para novas revelações advindas da Constelação de Ákiron, o novo apêndice, para favorecer as almas caídas. Nas ligaduras santas que tivestes elaborado, o plano de salvação, será composto para um aprimoramento santo em ideais de confraternização entre muitos dos pequeninos, embora sabichões do conhecimento, provarão a si mesmos que a verdade não possui limite em Sua manifestação. Ákhila, o Menino Santo, será construído como "ato do renascer" e isso delongará para vós uma pequena transformação em vossos estímulos. Sejais crédulo, para a revelação do novo sentimento que progride para o sustento máximo de vossa fé que conjunta os membros, muito bem qualificados para o chamado redentor. Ákiron vos serve compactuando com os vossos melhoramentos na causa e agora vamos deliberar juntos, o conhecimento, dando provações e estímulos de fé para muitos. Sonhe filho, sonhe com o perfeito que habita em vós e não reclames da saudade que mantiveste viva, nos complexos de vossa personalidade terrena. Não valorizeis falsos ideais para uma vida tão desigual do chamado redentor. Se por ventura tu te aliançares em velhas coordenadas, sofrerás por mais uma vez e te quererás em estado de adormecimento por um longo período. Há que se construir boa ventura. Há que se manter bem estabelecido nas imediações do grande Mestre que o conjunta a ELE. Há que se renovar criando e recriando um novo padrão de consciência e seremos todos unificados na grande causa do Senhor Mahaprabhú Sri Chaitanya Mahaprabhú. Devemos nos acolher dando prévias de reverenciação ao Senhor Supremo que fagulha-Se em nosso coração como átomo sagrado e renovador dos sentimentos. Elevai o vosso pensamento, constantemente, para o padrão vibracional, criando saliências em costumes ordinariamente santificados e puros. Nosso tempo mágico de manifestação corre e recorre a todo instante em busca da grandiosidade de vosso sistema operacional na Terra. Que a paz venha vos restabelecer por completo dentro das ramificações do conhecimento. Segure bem as rédeas de vosso instrumento de manifestação no mundo que vos rodeia e sentirás por completo a tábua de salvação em Krishna Maha-Vishnú.
Paz, amor e satisfação em todos os sentidos. Amena...


23/05/2006 - 05:30 hrs


Oh! formosa aliança para Krishna-Vishnú, o teu elemento de concórdia chora a aproximação. Devemos todos nos unirmos na fé que conjuga fortes elementos para um serviço prestativo bem dissociado do velho andamento. Nas tuas conjunturas, filho, há que se revelar uma audiência aos meninos que buscam atingir a glória suprema, há acordes perfeitos para isso, amor-prema. Lindos são os versos do Senhor que vos serão apresentados para a grande comunhão santa e isso, bem que ser-vos-á a diferença dos atos no servir a Deus nas alturas.


Eu vos pré-rogo filho, construa-te para atingires o prema-universal e saberás o momento exato de vossa apresentação no mundo das formas. Tolos e desobedientes serão aqueles que vos determinarão para uma queda, isso não os prescreve na vitória, isso não! Deve-se ler o livro da vida conspicuída na verdade universal e não temer a sua nova apresentação. Sele aos 4 cantos do mundo filho, a vossa nova apresentação e não corresponda jamais a atos grosseiros e desonradores da boa fé.


O alimento é oferecido aos famintos pelo coração e não pela soberba da glória pessoal a que muitos se estabelecem. Sonhe com o acorde central do Mestre, filho, sobre vós e para vós, some também os níveis alcançados e ressurjas pregando o amor incondicional, servirás ao teu Senhor e a mais ninguém. Deve-se ser livre e sonhador nas correntes do amor soberano dos deuses de RÁ maior. O sentimento que vos acolhe filho, chama-se fé na raiz Central, sim, o serviço será prestado por vós e terás um valor em especial na sua apresentação.
Paz, Akman no vosso cortejo, alimentai bem o vosso coração e sigas numa nova compostura.


28/05/2006 - 05:22 hrs


Filho vamos conjunta-lo!


Viemos vos informar, todos juntos, em divina expressão da verdade, que um de teus companheiros vos sediará para um compromisso santo, adjunto com as prévias saudações a Krishna Mahaprabhú. Devemos crer no grande que se faz no pequeno a qualquer momento. Vossa saúde deve permanecer criando e renovando as vossas células para a conjunção perfeita com a Ordem dos céus. Akman está aqui presente na forma de uma canção mágica e muitos tocarão e cantarão a mesma canção em unicidade com o amor em sua nova apresentação. Que a paz tão merecida enseje a fé de muitos num acorde central. Akman, com devoção.




30/05/2006 – 05:55 hrs


O jogo do sortimento da fé toma-se de início. Nesse vosso momento filho, em atos prazerosos constróis o alicerce soberano dos deuses e Akman surge em glória máxima para a reconstrução de um novo mundo. Aqui vos revelo que o divino amor é quem revela a sua face e ai daquele que contrariar a lei do amor prema conjugal. Os teus deveres santos vos serão cumpridos em linha reta devocional e assim pré-elaborarás a conjuntura santa na ordem dos céus. O amor que vos pregará na velha forma deverá vos surgir como uma avalanche de deveres que vos serão conspicuidos um a um... Há que se ter renovações dos sentidos, há que preliminar o 5.o verso do Senhor Chaitanya constantemente. Esse vos será o melhor acorde para saudar os renascidos na Nova Ordem que se apresenta a ti.


“Ó menina (alma) a tua cura dos sentidos está tão próxima de ti que tuas coordenadas sofrerão transformações por vias diretas comunicativas e prestarás favor aos grandes que se movimentam e estabelecem-se na fé de seus dias a dias, construindo na palavra santa os ideais de seu Mestre benfeitor”.


Todas as glórias e honrarias a todos esses que constroem, cotidianamente, o grande TODO soberano em seus corações, buscando a renovação dos sentidos em amor por amor, a mágica suprema da fé. Aqui todos vivem e revivem suas glórias manifestando o acorde perfeito de seus quadrantes: Os anéis cintilantes da verdade Suprema e unicamente Universal. Deve-se ser puro como puro é o semblante do tão grandioso e tão adorado senhor das alturas, Krishna Maha –Vishnú.


Ó semblante misericordioso
Ó divina formação de almas
Nós vos adoramos e vos sentimos em nossos atos de pura devoção.
Ó acorde perfeito dos imortais, nós vos bendizemos em ação de graças constantemente...


Esse lindo patrimônio que vos serve na canção filho, chama-se Krishna Maha Vendra e aliás representa para ti o verso mágico da canção a Vishnú. O tempo corrige e constrói cada elemento da história da humanidade. Esse é o veículo que se apresentará a todos, como saudade do amor conjugal e prema maior será o seu título de recordação.
Às vezes as almas choram por prazer e entregam-se por amor e outras vezes riem e desprezam a verdadeira confluência dos atos de adoração. Não semeie os perdidos, porque eles se encontrarão por si mesmos na declaração de seus corações. Veja-os, sinta-os e libere-os para os ensinamentos do Senhor Krishna Maha – Vishnú. Deve-se cantar o santo nome do Senhor em um estado de espírito humilde. Deve-se ser mais tolerante que uma arvore...
Sim...No veículo da saudade há costumes santos e ordinários. Há que se construir e bem este fato conclusivo. Paz. Akman com devoção legitima em honraria ao divino esplendor de Krishna Maha - Vishnú, o grande monumento que figura a insustentável leveza do Ser. Paz, amor e grande glória vos ofereço na canção Hare Krishna, Hare Rama.




23/06/2006 - 04:47 hrs


As correntes do bem o selarão nos céus de infinitos sistemas de crias mahaprabhú.O que construístes, em outros paraísos siderais, construirás na Terra, o teu nome levará um selo de ouro que conjuntará numa liga perfeita, nobres elementos da vinha do Senhor Sri Krishna Mahaprabhú.


“Oh! Senhor há que costumes, ele, esse teu menino benfeitor se enquadra..? O perfeito vive nele e ele o realizará, portanto Senhor, queira-o na Tua providencia santa, pois que Tu oh! Senhor, Mestre tão adorado, Te repercutas a todo instante em seu novo semblante.


Oh! virgem Mãe, o que sofro ainda, chama-se amargura na linha do pecado cometido contra a Lei de RÁ e aquela que deveria servir-me na grande aliança, prazerosa do amor santo, renuncia deliberadamente o seu trono de ascensão. Oh! virgem Mãe, o que costumo oferecer a todas as formas de vida chama-se amor, em ascensão para Vishnú.


Oh! forma encantada de minha existência, oh! divina e formosa alma, o teu amor sofre por amor aos demais de tua espécie, portanto, calai a dor do sofrimento e buscai a alegria no verso santificado das almas gêmeas. Verás o novo amor que vos surge na linha do tempo como uma flor e muito bem preparada para vos servir ao amor na eternidade.


Oh! valor de Mãe, Tu sempre me acolhes, oh! divina audiência que presta, sempre com sabedoria, palavras de acalanto. O teu amor por mim também é santo, então, oh! virgem Mãe, beba do cálice do teu filho, porque ele à tem no amor de todos os deuses, de infinitos sistemas que encabeça a Raiz do principio ativo em todos os corações.


Sejas por mim Divina Mãe e serei por Ti, o amor que tanto desejas ofertar a todos os teus filhos santos.


Mas porque Krishna realiza o passatempo de nascer?


Kuntidevi responde: punya-slokasya kirtaye - para glorificar aqueles que são piedosos e muito avançados na compreensão espiritual. Krishna não tem obrigação de nascer numa família ou país particulares, mas Ele nasce para glorificar uma certa pessoa ou uma determinada família, por causa de sua devoção. Por conseguinte, Seu nascimento é chamado de divyam, transcendental. (Prabhupada - Rainha kunti 118)


19/07/2006 – 05:40 hrs


O amor é legitimado na honra não é mesmo filho?
Há conquistas soberanas para todos e todos devem se unir em estado de graça para uma ação oportuna em grandeza e não em sofisticações de atos por pura entrega ao sistema corrompido do chamado devocional. Os momentos sinceros e autênticos que todos costumam sentir em atos de grandeza de alma, parte da pureza dos sentimentos e quando o Mestre os toca levantam-se na glória e percebem o banho de luz que recebem porem não se estabelecem devido a forças contrarias que pairam em seus sistemas corrompidos de alma sobressalente em costumes diversos, pareados com o mundo das formas, Não há que se enganar, o tempo é muito curto para poderem estabelecer a paz e o amor no velho sistema que não atrai o devido momento em cooperação com a raiz central em seus corações e o amor não deve encontrar limites em sua divina manifestação, para isso servem as regras e disciplina em regras absolutas, devem ser cumpridas dentro da compreensão de cada elemento na ordem Maior que segue em seu relampejo santo.


Vamos todos saborear a glória transpassando a luz de seus ideais santos em comunhão sagrada com a Luz da verdade, Krishna Maha-Vishnu esse será o compendio sagrado à todas as religiões que perderam seus títulos para manifestar a verdade e santificarem as almas. O amém é sagrado e revelador, é um estado de pura graça para a alma e o verso que será apresentado a todas as almas reeleitas será o veredicto Santo no que se diz: Se Ele é por mim quem será contra mim? Vamos nos encontrar, todos, unificados na corrente mágica e abraçar a Terra no seu divino momento de expansão em glória, ela receberá seu titulo maior dentro desse universo que a comporta para uma nova apresentação em luz, verdade e autonomia por sua grandeza na consciência do eterno.


O amor é a luz e a Luz é a sua manifestação própria de revelação, que sustentará e encabeçará também muitos seres que vieram a Terra assistir a esse lindo momento, que é a coroação da consciência do planeta em sua maravilhosa transcendência em corporificação total na Luz do amor do Grande manifesto, o Krishna Maha-Vishnu. No amem estamos e no amem todos ficarão.
Paz. Amena no velho acorde da saudade, o de sempre, Vishnú.


19/07/2006 - 05:58 hrs


Vos há uma comunhão santa filho e já vos havia previsto este conhecimento milenar em aprimoração de vossos sentidos para a grande alma, a levantar-se na gloria suprema. Os sentidos de vossa alma tomam a posição em relevância total e logo filho, sentirás, o grande repuxo dentro e fora de vossa estrutura metafísica, compreenda que em absoluto não deverás comungar o velho aprendizado das formas e sim suplantá-lo para a renovação.


Sim, cada verso deverá santificar a alma de todos aqueles que se apresentarem como o vosso melhor anfitrião dando-vos a guarda necessária para que não venhas sofrer diante do grande momento, muito embora assumiremos, todos, num só ato o governo de vossa estabilidade, seja física, emocional ou ate mesmo em parâmetros mentais. Viemos para fortalecer o ensejo da glória e não assistir aberrâncias de outros que não comungam ideais fraternais.
Paz. Permaneceremos todos em união de paz. Ákiron


12/08/2006 - 04:09 hrs


Filho vamos compraziar a Lei do renascimento?
Todo e qualquer elemento vivo comporta as leis universais em seus sistemas de progressão em nascimento, vida e morte para a divina expansão de sua consciência e há preâmbulos satisfatórios para que somente a essência corresponda bem e muito, o aprendizado das almas. Vejamos em que qualificações estão cada membro que vive e sofisticam suas loucuras de servidão por amor ao Mestre dentro de cada um de nós e colaboram em atitudes por devoção máxima.


Viajantes estelares se fazem presentes nesse momento de grande transformação em todo o sistema tão complexo em sua manifestação de cor, som e movimento pelo espaço interior da matéria orgânica. Um elemento que fortifica e santifica esse interior chama-se éter luminoso e é a raiz principiante da transformação da matéria sólida, quero aqui exemplificar este dito, seguindo uma ordem de renovação total para as entidades vivas que corporificam seus sistemas em linhas de renascimento tão somente. O núcleo do coração há que se chamar paramatma da redenção é que contribui para a junção da perfeição com o Criador de todas as coisas. Ser o verso da canção é elaborar as leis seguindo a transformação de cada elemento constrito no interior de cada um e só assim construiremos a fé num relampejo de glória a Sri Krishna o grande Senhor, amado seja por toda a eternidade.


Lembremos que Cristo ou Krishna o Senhor da ventura sagrada conquista seus devotos pela linha do coração e compreende cada um em suas qualificadas reações ao chamado redentor por linhas sub-dirigidas pelo seu eu aperfeiçoado ou não em busca de paz para o seu interior. Viver na ou da lei do amor é a melhor opção que todos têm nesse momento em que as energias do umbral estão soltas, muitos há que compreender que cada um sofrerá e sortirá o seu momento dentro da grande Lei para um repuxo soberano. Há os perdidos em confluências de trevas, há os perfeitos em busca de paz, há os que transgridem as leis do amor em função de seus estímulos em desordem interior e, muitas outras qualificações, portanto, amados irmãos que procuram uma direção, que todos vocês estejam e permaneçam atentos, ao chamado que vem diretamente da fonte que jorra o mel da salvação e completa por sua vez a liberação da energia do prana universal. Sejamos compatriotas e serviremos todos juntos e unidos pelo amor e não por vagas direções que não apraziam às texturas santificadas do acorde principal: Krishna o maha-Vishnu. A semente foi plantada através de longos períodos de tempo e agora é chegada a hora da colheita e eu Akman estou aqui para apaziguá-los e recolhe-los pela linha de seus corações, amados sejam todos vocês que me recebem valorizando o chamado com preliminares santas.


Nesse momento vamos codificar um tempo mágico para que formalizem um conhecimento milenar e este enobrecimento vem qualificar a magia divina pela entrega dos sentidos ao grande movimento que se fecha por ciclos em circuitos Zodiacais. Tudo que se move se movimenta pela lei de atração e repuxo para a valorização dos átomos que compõem por si mesmos as radiações solares e implementam uma transformação por influencia trans-bi-corporadas em qualidade de energia suprema. Um átomo viaja na velocidade da luz em 0.03 décimos de centésimos por segundos e isso levará um tempo exato e necessário para a composição das células embrionárias. Essas células que correspondem aos fechamentos de seus núcleos internos devo aqui chamar chacras superiores, enfatizam uma enorme e forte ligação com os sistemas das Plêiades, e servem-se como uma inter-transposição de cada núcleo no sistema de formação corporal da alma renovada. Sejamos todos livres para conceber a divindade Maior em suas manifestações, desde já, na Terra de todos os deuses.


Esse menino que se revela como Ákhila desde já partirá para os sinceros corações e nascerá brotando Sua raiz em cada um que O aceitarem em sua condição de rendição aos sentidos superiores e isso que transmito segue favorecendo a Raiz do quinto verso de Chaitanya, porque..? Porque nesse momento é salubriar o conteúdo santo do coração e não reavaliar a condição do testemunho em santificação, já perceberam que todo elemento é saturado de substancias nocivas ao chamado, redenção pela alma santificada e não por novas folhagens surgidas por falsas roupagens em suas manifestações de glória ao Senhor Mahaprabhu Chaitanya Mahaprabhu.


Hoje o quinto verso de Chaitanya é que liberará as almas de sua condição de alma aprisionada no giro da roda, o chamado é para todos e todo aquele que reconhecer o chamado deverá calçar as sandálias de seu mestre interior e clamar por compreensão da lei do renascimento. Venham vamos surgir na luz e não na escuridão, em testemunhos falsos de grandeza em servidão. O amor é a causa e causa é o serviço transcendental que gera a flor do Mestre e o atará em Sua divina e maravilhosa forma de criatura. O menino salvador vem exemplificar o segredo que compõe o universo do amor de Krishna, pelo dito da canção do prema. Alegrai o vosso coração, pois o Mestre se aproxima e lançará as suas bênçãos a todos os corações puros e tão singelos por realezas em salvação de almas. A todos ofereço minhas redecorações na arte da construção do amor, sejamos breves para isso, pois não?
Akman, na linha do coração ao toque da canção, Hare krishna.


13/08/2006 – 04:50 hrs


Jogue com amor filho e conquistarás proezas e familiaridade com a causa de cada um. Nesse momento que todos sofrem devido a uma enorme manifestação de desordem, o mundo toma a sua posição de origem e deveras gostaríamos que se seguisse em paz e harmonia, portanto, não há muito que se fazer para as conquistas que se pretende assumir dentro da ordem do caos.
A situação toma uma forte liderança para a guerra entre mundos diferentes não é mesmo..? Tenhas compaixão por todos os quadrantes mesmo até dos seres que contribuem para a desvalorização da raça humana. Venho vos transmitir filho, que o vosso mentor, Ashnon, se encontra a caminho para conceberes o evento maior da aproximação de Krishna maha-Vishnu. Todos o sentirão a partir do momento de sua aparição formando as raízes de sua manifestação como o acorde principal e não fortalecendo nenhum tipo de religião e sim formentando corações para a divina causa que conjuga o verbo.


A verdade possui varias facetas e tais revelações, vem quebrar em definitivo várias correntes de fé e isso será apresentado dentro dos conformes de leis universais tão somente. A princípio gostaríamos de manifestar a forte presença de vosso organismo, dando-vos uma nova forma de manifestação física para que sintam já de imediato a presença do amor legitimado na honra e na liderança de um povo tão sofrido e carente de Deus manifesto. A livre escolha deverá ser encabeçada por vós filho de maneira que não venha ferir os ideais de muitos por não compreenderem a essência do chamado redentor. Se por vias tu te qualificares como um membro intergaláctico e assumires o teu posto dando relevantes acontecimentos para o desabrochar do amor nos corações dos perdidos, aí sim. Todos o ouvirão e o contemplarão para a realeza do supremo em atividade constante.
Sigas filho, em linha reta e prossigas no andamento ultra-secreto para não revelar a todos os números de infratores que congeminam desordem na face do planeta azul. Sentes a questão que vos estamos transmitindo por linhas de entendimento? Há valores que nos permitem salientar dando glórias e louvores dentro da velha ordem, como por exemplo, as glórias manifestas de Krishna em Sua denominada nomenclatura santa e outras presenças que congeminaram na Terra a fé no Senhor Jesus, porém, por ordem de facções intrusas no organismo Terra, também estabeleceram uma codificação de longos processos mágicos e contemporâneos de seus interesses na massa para uma desativação dos sentidos originais da alma-flor.

Os meninos da consciência do Mestre prosseguiram com seus testemunhos de realeza representando as gemas de ouro do Seu divino esplendor e agora filho tu mesmo é que realizará o grande chamado e não haverá nenhuma força em toda a face do planeta para desmontá-lo do alicerce mágico do Mestre redentor. Tu livrarás muitos das correntes retrógradas e facilitarás a manifestação do amor porque só o amor é quem pode solidificar um ato em realeza num grande fechamento e sim, todos terão uma atividade santa por sinal. Amemos-nos na divina causa e santifiquemos a honra com sabedoria no Vedanta.
Paz, eu o grande fortuito de vossa causa vos desejo um grande dia de paz.
Ákiron.


14/08/2006 – 19:18 hrs


Filho vamos compraziar novos estímulos para o vosso aprendizado.
A todo o momento as guerras nos espaços intermediam comportamentos em massa para um movimento de defesa contínuo com relação a Terra. Os mórmons sustentam que, aqueles que seguirem diretrizes opostas ao desvendamento da consciência do ser superior, não produzirão jamais a fé num Deus criador e amoroso para com as suas criaturas, porém em maior número existem aqueles que pretendem conduzir a manifestação humana para impedi-los de conquistarem seus espaços de sobrevivência, insistem em manter essa autonomia de comando sobre os pequenos versos de manifestação da alma estelar.


Veja filho meu, tu construirás uma muralha contra os servos da falsa criação, devo salientar de antemão que deverás expor com exatidão os informantes da lei contrária ao movimento para a expansão da consciência e preambular os estojos da desigualdade levando, a cada um, uma mensagem de liberdade de expressão. Isso não deverá ser constituído sem uma base bem sólida que mantêm a nova ordem dentro de um novo quadrante de manifestação. O tempo que terás para isso será inoportuno para as qualidades de raças que comandam em parte toda uma conjuntura que estabelece o aprisionamento das mentes dos desqualificados para a menção da sapiência e incrédulos permanecerão. Devemos equalizar bem, na ordem e infiltrar a magnanimidade da luz de Deus e não corromper os estímulos santificados para contrabalançar os vestígios dos ignorantes, o que de imediato poderão ter uma reação contraria sobre vós. Hoje o momento pede que insuflemos nas células de cada ser uma forte irradiação de luz prânica intransitiva para uma melhor contribuição ao plano da salvação.


Temos que acolhe-lo filho dentro de novas coordenadas centrifugadas para revelar a imensidão do universo estelar. Amena vos será de grande ajuda e tocarás a canção do prema através do vosso coração e assim somente assim é que te livrarás dos transeuntes no vosso encalço.
Paz... Amemos-nos na santa causa e compendiemos diretrizes para uma nova revelação através do vosso meio de comunicação.
Ákiron


15/08/2006 – 05:24 hrs


Todos compreendem a vossa causa filho?
Não!
Nem todos...
O movimento para a consciência de Krishna estabelece uma diretriz que não intenta a glória de Deus e sendo desta forma tomemos uma única diretriz que santifica a fé de muitos no único Supremo em atividade no mundo das formas. Sim, desde o princípio dos tempos corremos em diretrizes ocasionando bem as infra-estruturas para um renascer legítimo e não tememos uma ação contrária de vossos inumeráveis sabichões, devemos sim enumera-los para uma queda de seus patamares da ignorância, em todos os sentidos. Nosso quadrante de força congemina felicidade dando honrarias a Krishna-prema em alegação total. Devemos supor que surgirá um novo andamento para a consciência do Mestre em ascensão total e incomum será o velho sistema de crenças dando e oferecendo direções opostas as seus transeuntes. Nosso menino de ouro já se estabelece por completo em vossa diretriz junto a uma nova apresentação e todos logo, por sua vez, deverão solicitá-lo em sua nova perspectiva de vida ascencional. Paz de Akiron para vós e todos aqueles que o considerarem o grande prenúncio da saudade: O Cristo vive em nós.


Devemos salientar de imediato que o velho sistema de crenças logo, tão logo, irá vos procurar para uma devida compreensão dos fatos em cataclismos que fora apresentado por outros membros de vários quadrantes em manifestação na Terra. Veja que consideramos o destino de muitos dentro de uma prévia mudança compendiando novas oportunidades para todos aqueles que contribuírem em novos ensejos pela linha do coração e não para o engrandecimento de si próprio. Amena a vossa anfitriã é quem comandará a desigualdade de sentimento para com Deus o grande decorador das belas artes. Senti filho que o deslumbramento está se manifestando dando-vos a qualidade necessária para o Ser-alma em elevação para o comando central de Órion, e assim, seguiremos numa conjuntura central de força e união fraternal com todas as linhas evolucionais.

Todos serão “Um” na grande causa, de momento, e não haverá choro e nem ranger de dentes para aqueles que se sustentarem na fé e no amor para a santificação do prema em absoluto. Seguir em frente, sem deixar passagens para a contaminação dos incrédulos é fortalecer os ideais do Senhor o grande Mahaprabhu Sri Chaitanya.
Esse o qualifica filho como o seu sucessor dando-vos todas as diretrizes para um remanejamento seguro e significativo para a historia da humanidade futura.
Lembre-se quando a ave é pequena o pássaro grande se aproxima para construir o seu verdadeiro ninho sobre novas paragens e a igualdade de sentimentos entre todos deverá alimentar o grande pássaro que se aproxima de vosso coração em ritmo acelerado, leia o código de honra, o que para todos os viajantes chama-se: Luz em ascensão para Krishna – Vishnu, a valer na comunhão santa do amor fraternal.
Vá sigas adiante e não vos demore na entrega do menino da luz dourada.
Paz...
Esteja e permaneça em paz constantemente com muita luz favorecendo o acorde central para todos em unicidade.
Ákiron


18/08/06 – 03:21 hrs


Vamos traduzir os versos do Sr. Chaitanya filho meu.
Na linguagem soberana dos deuses esses qualificados versos são e corresponde bem, a canção do prema Universal. Lembremos que no quinto verso é, inseparavelmente, coadjuvante da saudade para a linha do renascer como alma original e santificada na arte devocional máxima.
O amor prega realezas e não valoriza falso ideal que venha corromper pela arte da servidão, mostrando o amor próprio e individualista, e sim, o amor próprio conjuntivo no coração de muitos e compendiando os valores da entrega em unicidade pelo verso santo, Chaitanya Mahaprabhu.


Temos que introduzir bem esses versos para reclamar a atitude de seus senhores representantes das coordenadas de lideranças da consciência para Krishna. Seus deveres santos não devem contribuir para o fortalecimento de suas riquezas e conquistas de valores materiais e sim valores condizentes com a Alma do Universo, distribuída em fragmentos de filamentos filantrópicos da sobrevivência, ademais, não vamos supor provações para muitos de seus bendizentes qualificadores de ascensão pela iniciação. Cabe a cada um dos membros que se julgam qualificados e perfeitos andarilhos, atuarem em si mesmos de dentro para fora fortalecendo os ideais de uma conquista suprida apenas pelo anseio de salvação das suas almas e não do figurativo eu pessoal. Compreende-se aqui no predito que as renovações valem pela linha do coração e não vamos permitir grandes revelações dentro da Ordem manifesta para Krishna Mahaprabhu, e sim qualifica-los como entes de adoração a Deus e por amor a sua arte manifesta que se chama vida salubriada no amor universal.
Se, tens um defeito que o vandalisa (destruição do que é respeitável) na entrega aos sentidos originais, corrija-o, se tens um amor a resgatar resgate-o, se tens um valor a ser qualificado pelo seu ser personal qualifique-o, se há desconjunturas em seu fortalecimento para uma fé certeira à reconstrução e, na renovação, alimentar o novo semblante da consciência do Mestre, o grande Senhor do amor, faça-o e bem depressa, pois não, todos serão Um, num único elemento que forma a igualdade do requerimento “Saudade Eterna”.
Que a paz do grande Mestre se faça em todos os corações por infinitos sistemas de almas, viajantes por espaços sem fins. Amor e glória, fé e renuncia para todos. Akman.


18/08/06 – 04:36 hrs


Vamos solidificar o tempo dos terráqueos, filho.
Pois bem, nas centúrias sagradas de todos os tempos foi codificado pelas mentes de profanos o final dos tempos. Isso não deportará uma inquisição contra os maldosos e sim os qualificará como enganadores através de sistemas de crenças ainda não bem relacionadas a verdade única e universal do fator Tempo benfazejo. A qualidade maior que se tem do tempo benfeitor são as inúmeras manifestações da velocidade de um corpo no espaço. Todo corpo que viaja no espaço gera uma qualificada, desordenada na qualidade do tempo e mergulham nas entranhas do espaço sideral sem conter os elementos que compõe em reta definida os átomos de formação do núcleo interno. Deve-se perceber que a Terra só agora compreenderá o que seja Tempo de Ascensão para a reta planetária.


Esse astro a que se atribui o nome de Chupão vem descrever exatamente o que seja tempo unilateral e vos é uma benção para uma quantitativa de absorção dos sentidos na alma do universo estelar. Todos mergulharão seus sentidos na verdade única e universal e assim proclamarão na corrida do tempo, às suas determinadas alegorias para o sistema: Único padrão de Tempo. Amena vos guiará para uma renovada ampliação dos contextos humanos-reptilianos e fechará os quadrantes de apreensão das raças sub-aquáticas.


No universo intramarinho os seres que o habitam sofrem com as radiações e com tantas misturas químicas injetadas em seus corpos que desenvolvem outras coberturas, (externas no caso), que depreciam as desenvolturas de suas raízes.
Hoje as inúmeras experiências dentro do campo da bioquímica marinha, trabalham para a nova composição de híbridos e não da valorização da vida através de um corpo saudável e merecedor de uma qualificada energia para a formação do universo de Deus na forma de cada ser existencial.


Todos verão com o tempo, que as mãos de benfeitores já não mais contribuem para a preservação da espécie humana, lerão em seus diversos anúncios o que compromete a lei do nascimento vida e morte e todos dirão: Isto é estupendo! Que maravilha! Será o eu qualificado para experiências laboratoriais ou não?




Veja e sinta o que quero transmitir a todos os seres angélicos que estão na forma humana. Os meninos que formarão a corrente de ouro que abraçará a Terra são inconjuntivos com o fato dessas ligaduras aberrantes da construção de um velho padrão uniforme, não viajarão pelos sistemas que serão implantados na raça humana através dos sentidos, pensamento e sentimento.


Há os valores que só a alma cria e considera legítimos para o Criador de todos os tempos, e devo vos adiantar que esses valores chamam-se num resumo, comunhão pela linha do coração e sim, refletirá no coração de muitos os valores que só a vida pode construir através de seus átomos de formação material com o seu núcleo ativo em pulsações na origem decimal e isso se assemelha bem ao fator Tempo mágico de Deus.
Todos os alinhamentos em todos os universos são equilibrados dentro de padrões de configuração velocidade x tempo e isso subtende que o numero máximo de revelação ainda está por vir, refletindo uma comunicação por linhas de fechamentos em ciclos zodiacais. Vamos peregrinar na viagem sideral pelo tempo decorrido no universo Solar o que é mais seguro para todos. Viagem na luz. Amena vos estimulará. Paz.


18/08/06 – 05:31 hrs


Temos um compromisso com a verdade não é mesmo filho?
Temos um forte ensejo sobre ti nessa larga trajetória que possuis e sim, tu serás chamado de o grande aguador por muitos em diversos países. Alegra-te na canção do Senhor teu Deus, que vem chegando em vossa diretriz uma ligadura santa que jamais se corrompe e nem se rende aos degradantes desejos dos infiéis, aquela que tu chamaras de alma bendita por longos períodos de tempo. Haverá para ti filho uma companheira estelar aquela que tu sempre sonhaste possuir no quadrante dos devas e tu logo a reconhecerás de imediato por sua chegada tão inesperada, alimente o vosso coração com preliminares para krishna o grande Senhor dos teus novos ensejos nas correntes do amor compatriante da divina causa.


Há fortes elementos na historia do tempo que congeminam bem, a saudade do tempo mágico esquecido por longos e longos períodos dentro da historia da humanidade e agora desperta no coração de alguns mágicos anfitriões dos deuses da eternidade. As alianças que portarás para o reconhecimento de muitos, ser-vos-á uma infra-estrutura para a verdade única e universal: Krishna maha vendra. Paz o conselheiro se faz presente em largas desenvolturas de vossa consciência estelar. Akman.

18/08/06 – 17:21 hrs


Temos um tesouro pela frente filho amado. Tu te preparas de imediato porque terás uma grande surpresa que o deixará confuso e melindroso ao mesmo tempo. Queres ouvir o fato que se sucederá?


- Sim, gostaria...


Veja que acontecimento belíssimo. Tu voarás nas asas do céu de Krishna quando souberes da certeza de vossos enlaces. Olhe ao redor de si, me parece que te sentes sozinho, sem a permanência de ninguém que o compreenda nos estímulos santificados que possuis diariamente, porém vem chegando a vossa presença uma inquietante criatura à procura de um bem-querer. Tu verás bem diante de ti essa lindeza de alma e forjarás para ti um limite de aproximação, portanto, não temas por insegurança e nem a despreze por medo.O teu refúgio desta vez chama-se Krishna Mahaprabhu e não vergonha dos sentimentos adquiridos na presteza do servir ao Mestre com todo o amor de vosso coração. Vá filho e não tenhas medo do desconhecido, pois, o amor vos abre a porta da realeza máxima. Valerás pelo conteúdo de vosso coração.
Paz... Amena na nova enquadrada para o alvorecer santo.


18/08/06 – 18:02 hrs


Ao descreveres o nome de Bush filho, tenha o máximo de cuidado com as linhas de guerrilhas entre as nações, portanto, será melhor para vós que prossigas nos vossos escritos desfolhando ao mesmo tempo uma cobertura de salvações para as almas sofredoras. Venhamos e convenhamos que as vossas ligaduras correrão mundos de dores e sofrimentos portanto cale a voz da razão para não cometeres adversidades em costumes desordenados das varandelas do alto Supremo.
Sejas por ti que o abraçaremos em qualquer causa, desde que te mantenhas afastado dos melindrosos movimentos contrários a abnegação da coroa. Isso que vos transmito revela um código de honra e não o desmereça.


P- Para onde vai me levar tudo isso, o que sou verdadeiramente, qual é a razão maior de minha estadia, o que está oculto ainda de mim mesmo, podemos jogar aberto?


Veja querido, tu te desfolhas para Akman e não deverás romper com esse titulo de grandeza de alma. Tuas perguntas serão respondidas adequadamente. Viestes para este quadrante para reavaliar a situação que se encontra a consciência planetária e também qualificar os membros da raça anfíbia. Devemos supor que nas tuas andanças pela face do planeta, terá grandes compraziantes do teu envelope santo.
Agora vamos ao incidente total dos fatos que pretendes assumir desde já. Um novo alvorecer para todos partirá de vossos ensejos e conquistarás o poder do amor sobre todos os contextos da Terra, valerás dentro da grande ordem como o menino benfeitor de Krishna Hare. Venho vos transmitir como e quando atingirás o patamar da sabedoria. Tuas chaves vos serão entregues e começarás a desenvolver as vossas atividades para fora do quadrante humano.
Paz... Amena no vosso contexto sagrado.


18/08/06 – 21:14 hrs


Vamos corromper os sentidos novamente filho?
Não devemos colaborar com os sentidos mal direcionados de muitos na historia da humanidade. Talvez tu te queiras a atingir o medo dos ignorantes do assunto, civilização morta. Não devemos investir nos fatos passado e sim complementar as vicissitudes do amor na causa que nos conjunta, a todos, sem exceção. A aliança sagrada com os deuses do amém vos está sugerindo que mantenhas a diretriz sem transgredir as leis que vem de um alto escalão para a Terra e não revela sofrimento para muitos. Lembremos sempre que o amor é quem vem libertar os seres vivos e não compactuá-los com mais sofrimentos do que já possuem.


A liderança constrói um alicerce para muitos dos que vão partir dessa Terra para outros mundos de habitação do espírito solar e nós todos em uníssono vamos nos liderar pelo coração da alma estelar. A viagem se dará para muitos dos que sofrem e estão cansados de viver na penúria e na invalidade de seus ideais para o Criador. Deus é amor e não insolicitude e devemos sim, é nos qualificarmos para a servidão e não contemplar-nos com a insegurança de muitos nessa grande trajetória.
Que a paz sobrevenha a todos , e assim seja...Amena


Obs.: Estava lendo algo sobre Jabulon, um Deus muito estranho e por vezes a espiral ativou-se até que eu...


23/08/06 – 04:52 hrs


Filho!
Vamos terminar o vosso estágio, que consiste no vosso aprimoramento, centralizando-o nos conformes originais da alma estelar. Viemos desconectá-lo de vossas comunicações,externas ao conteúdo central, e não corrompê-lo com satisfações cordiais para muitos.


Oh! serviço bem prestado, oh! equanimidade de serviço adorável para compreensão a estímulos tão formosos!


Devemos crer que o amor é quem vem dar o veredicto da canção e não o velho eu camuflado para revelar o testemunho do amor santificado. Veja filho que há duas distinções que formalizam a extensão do sentimento amor divino.


Tendes compaixão para com esses que vos surgem acreditando que vivem na expressão da verdade desse amor que lidera corações, famintos de compreensão e realeza em Deus maior.
Vamos repelir os falsos testemunhos ou prevalecer na linha conjuntiva da compreensão?


O amor estabelece medidas dentro de valores submetidos em renúncia ao mundo dos fenômenos físicos e compatria somente a alma e não há como negar os costumes que integra a alma a seu legitimo dono, o Criador, que num único respiro a repuxa para o Seu divino sustentáculo de manifestação-Luz e temos que compreender que na linguagem universal esse amor é livre e se expande a partir do momento que reabrem as comportas da saudade e viver dentro de tais ligaduras com o mundo dos fenômenos não revela a fortaleza desse amor em Deus integrado totalmente.


Vamos nos desprender das amarras do tempo primeiramente e depois sim, conjuntá-los a todos para o universo das canções mágicas do Senhor Mahaprabhú Chaitanya Mahaprabhú. Nesse intento tão formal para alguns é que totalizará no coração a chave da redenção e não a ligaduras com valores que pré-estimulam o universo material.
Vamos coligá-lo filho a magia divina e não vamos interromper os valores de vossa alma que desmembra a consciência de Akman numa desenvoltura santa, sim filho meu, as tuas pré-vantagens é que deve surgir revelando o acorde central redentor, sorria para este lindo momento, vamos nos ater logo mais à frente a parâmetros de conjunções e revelações que abalarão os costumeiros da boa fé e, sim, colaborarão com os serviços em andamento já para uma coordenada certeira e bem elaborada para um convívio glorificador.


Tenhas paciência com o desenvolvimento de alguns em níveis sobressalentes do eu pessoal, pois esses, transitam em desigualdade e não desfolham na leveza de suas almas.
Paz. Akman no desenrolar dos fatos prestes a estabelecer a fé no universo do amor.

09/10/2006 - 05:04 hrs


Há comichões santos pela frente filho... Te preparas para assumires responsabilidades que vos surgirão no repente. Há saudolosas canções sendo enviadas a ti pelos meninos do Senhor Sri Krishna e vos colocarão dentro do remoinho de saudades eternas. O servir para eles é que vale a presteza da fé e não o vislumbre da saudade por tempos passados. Hoje o quererão para confirmarem o fato de vossa apresentação como Akman e não sonharão com os mestres guias que os servem. Para a grande revelação tu te chamarás Akman de Anaê e em vossa conjuntura santa, terás um valor de inestimável confluência no mundo terreno. Em tuas diretrizes filho, encontrarás o que tanto necessitas para co-filiações prazerosas. Venha, vamos estudá-los um a um e comemorar o grande envelopamento santo que, por sua vez, quebrará o falso andamento. Paz, Ákiron é quem vos serve...


19/10/2006 - 05:53 hrs


Ó liberdade intrinsecada na linha da amargura... O vosso tesouro maior chama-se Akman e a vossa conjuntura santa chama-se Ákhila, então pormenorize o chamado para o menino santificar-se na fé do teu dia a dia. Amena filho, vos trará, em belas roupagens mahaprabhú e tu te reconhecerás neste dito, apresse-se para a menina que vos surge e alargue a consciência do divino em vosso semblante tão formoso,por ligaduras erradicadas do passado conjugal que tivestes assenhoriado. Uma virgem mulher vos trará a sapiencia do Logus Focus e isso determinará a vossa jornada santa. Ave mãe misericórdia, ave amor em preleção... Um sábio, ainda como joão, jogará aos céus seus envelopamentos e agora, tão já, terá os sortimentos do Senhor Mahaprabhú.


Ó leveza do espírito... Ó Kalamon, Tu deves progredi-lo para a cura santa, pois o mesmo,O serve tardiamente num afrouxo de cordialidade... A menina o persegue , então Kalamon, sejas benfazejo com vossa prole...Dê a ele a audiencia como furor de glória para Ti...


Amemos-nos filho, a glória vos pertencerá...
Akman.


01/11/2006


Ó liderança dos prazeres divinais, aconselha o menino a não corromper o sistema embrionário de Vossa alma reeleita ao Supremo...
Tuas lideranças,filho, sofrem comichões santos, o que desta vez assumirás um grande comando de força para o aprimoramento de muitos em novos ideais para Sri Krishna. Pressupõe-se que deverás honrar com sapiência as ligaduras com os valores do Espírito Santo e glorificador. Devemos vos auxiliar no novo quadrante que se aproxima em novas confluências zodiacais. Há pormenores em vosso estado de realeza filho, para o grande andamento da Obra que se chama para vós, o Grande Aguador da vida. Vamos renová-lo para inquirir novos remanejamentos em corações que envelopam os acordes do grande Mestre Sri Krishna Mahaprabú. Leia e releia os vossos escritos para um memorando de deveres contribuintes da saudade prema conjugal. Vale-se aqui nesse enquadre os atos de vossos contemporâneos. Sabia será a vossa união com os valores das almas dos pervertidos. Somemos os valores do corpo e da alma e só assim enquadraremos os sentimentos de realeza dentro do Grande Aguador da vida. Paz , amemos-nos na santa Paz. Amena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário